Workana: conheça a maior plataforma freelancer da América Latina!

Ana Julia
Ana Júlia Ramos
workana
Você já conhece a Workana? Confira todas as vantagens e o passo a passo para começar a trabalhar na principal plataforma freelancer do país.

Workana: conheça a maior plataforma freelancer da América Latina!

A Workana certamente é uma das maiores plataformas para freelancers do mundo, além de ser uma das primeiras escolhas de pessoas que decidem se aventurar no universo autônomo.

Sua diversidade de trabalhos e alta demanda de projetos são alguns dos diferenciais que a tornam tão popular.

Continua após a publicidade

No entanto, para aproveitar ao máximo todas as ferramentas, é importante conhecer bem como funciona o site.

Por isso, o iDinheiro preparou um guia completo para você com todos os detalhes sobre a Workana e como começar a trabalhar na plataforma.

Continua após a publicidade

Vamos lá? Tenha uma ótima leitura!

O que é a Workana? 

A Workana é uma empresa latino-americana onde profissionais e clientes podem trabalhar de maneira remota.

Além disso, também atua como mediadora de pagamentos e suporte, garantindo que os projetos sejam realizados adequadamente.

A plataforma surgiu em 2012, na Argentina, quando seus co-fundadores decidiram investir em um site voltado para o mercado de trabalho independente. 

Segundo um dos criadores, Tomás O’Farrell, o emprego remoto já estava ganhando espaço, e a América Latina procurava por uma plataforma que atendesse essa demanda.

Continua após a publicidade

Após ser fundada, a Workana ganhou cada vez mais visibilidade. 

Em 2015, tornou- se parceira da Associação Latino-Americana de Internet, que conta com nomes como Desapegar, Facebook, Mercado Livre, Google e outros.

Posteriormente, em 2018, passou a expandir sua atuação no Sudeste Asiático. 

Dessa forma, tornou-se a maior plataforma latina de freelancers, e uma das maiores do mundo.

Hoje, também possui escritórios no Brasil, Colômbia e México. Por isso, o site possui versão em inglês, português e espanhol.

Como a plataforma funciona?

Como outras plataformas que atuam no segmento, a Workana possibilita o contato entre clientes e freelancers, através de propostas em projetos publicados.

Continua após a publicidade

A princípio, o cadastro como profissional é gratuito, bem como o envio de mensagens para trabalhos que sejam de seu interesse.

No entanto, para isso, o freelancer precisará ter as chamadas “conexões”. 

Cada proposta equivale a uma conexão, e, sem elas, não é possível se inscrever para um serviço.

Gratuitamente, a plataforma oferece um nível limitado de conexões. Mas elas podem aumentar de acordo com o nível do perfil ou com um plano de assinatura.

Uma vez cadastrado, o freelancer possui acesso a uma série de ferramentas úteis para aprimorar seu perfil.

Continua após a publicidade

Dessa forma, ele poderá subir no ranking de usuários e se destacar para os clientes.

Método de garantia

Todo o contato é mediado pela Workana, que também é responsável pelo pagamento.

Inclusive, esse procedimento é um dos grandes diferenciais da empresa, que garante a qualidade e fluidez do serviço para ambas as partes.

Após o cliente aceitar a proposta, é preciso realizar o pagamento de garantia. Assim, a plataforma retém a quantia até o freelancer entregar o serviço e o cliente aprovar.

Dessa forma, ambas as partes contam com uma segurança a mais para os trabalhos. 

O freelancer não corre o risco de ficar sem o pagamento, que só é liberado quando o cliente aceitar os documentos.

Formas de pagamento

Existem diferentes formas de pagamento que a Workana disponibiliza para os usuários.

Inicialmente, o cliente que deseja contratar um freelancer poderá fazer o pagamento em garantia com:

Continua após a publicidade

Para inserir crédito, também é possível optar pelo Mercado Pago, plataforma vinculada ao site.

Após a finalização do serviço e liberação do pagamento para o freelancer, esse saldo ficará retido na conta do usuário até a retirada.

É importante que o profissional cadastre uma forma de transferência para receber o dinheiro. São elas:

Além disso, o usuário poderá escolher uma data de retirada. Normalmente, o envio dos recebimentos é feito entre os dias 1 e 5 de cada mês.

Entretanto, também é possível optar por datas como de 16 e 20, ou receber o dinheiro da semana todas às quartas-feiras. 

Continua após a publicidade

A última alternativa é reservada apenas para os assinantes do plano mais robusto da empresa.

Planos de assinatura

A Workana oferece três planos de assinatura, com valores e benefícios distintos. Conheça cada um deles agora:

Plano Plus

Freelancers iniciantes que querem mais vantagens na plataforma, mas não desejam pagar um plano muito elaborado, podem optar pelo Plus.

O valor é de R$ 19,90 mensais, e permite que o freelancer escolha mais uma opção de retirada de saldo.

No entanto, é a assinatura mais limitada, em comparação com as demais, já que não conta com características importantes para o trabalho contínuo.

Continua após a publicidade

Plano Profissional

Enquanto isso, com o plano profissional, o freelancer já pode usufruir de mais ferramentas.

É possível selecionar o saque semanal, mas não o saque express, que seria a qualquer momento. 

Além disso, o profissional pode ver o status das propostas de seus concorrentes em um projeto, e conta com número ilimitado de certificações no perfil.

Seu valor é de R$ 69,90, um pouco mais alto. Isso porque o plano é voltado para freelancers que já se estabeleceram na plataforma.

Plano premium

Por fim, o plano premium é indicado para empresas e freelancers individuais que já possuem alto número de projetos e recebimentos.

Continua após a publicidade

Isso porque seu preço é de R$ 99,90 por mês, um valor consideravelmente mais alto que os demais planos.

No entanto, possui mais benefícios, acessos exclusivos e número ilimitado de projetos ao mesmo tempo.

Além disso, os clientes poderão ver que o perfil é premium, o que destaca o usuário entre os concorrentes.

Todos os planos de assinatura da Workana podem ser pagos mensalmente ou trimestralmente, o que oferece desconto de 20% para o usuário.

Continua após a publicidade

Os benefícios também incluem um número adicional de conexões semanais. Isso significa que o freelancer poderá fazer mais propostas.

Entretanto, não é possível comprar mais conexões. 

Ou seja, só é possível fazer mais propostas com um plano de assinatura ou com um maior nível de perfil.

Níveis de perfil

Todos os freelancers iniciantes começam como nível Iron. Conforme realizam projetos e recebem avaliações, é possível aumentar o nível de acordo com a escala:

  • iron;
  • bronze;
  • prata;
  • ouro;
  • platina;
  • hero (herói).

A cada nível, o freelancer ganha mais conexões semanais, além de aumentar o número de projetos simultâneos que pode realizar.

Continua após a publicidade

Uma das maiores vantagens de aumentar o nível do perfil é ganhar mais visibilidade para os clientes.

Por exemplo, usuários Hero são os primeiros colocados na lista de oportunidade de trabalhos, e suas propostas, consequentemente, são vistas primeiro. 

Esse processo aumenta a chance de ser escolhido para o serviço.

No entanto, não basta realizar trabalhos e conseguir avaliações para passar para o próximo nível. Algumas das exigências incluem:

  • determinado recebimento mensal;
  • recebimentos totais;
  • avaliações;
  • clientes satisfeitos;
  • sem infrações recentes.

Inclusive, usuários que não atenderem aos requisitos podem regredir de nível.

Por isso, é importante realizar um bom trabalho na Workana, mas também ser um utilizador assíduo.

Continua após a publicidade

Curiosidades

Com a contratação do pano profissional ou premium, é possível realizar testes de habilidades, conectar um portfólio Behance e acrescentar uma biografia pessoal.

Enquanto isso, os clientes que procuram trabalhadores independentes para um trabalho podem publicar um projeto na plataforma.

Inclusive, essa opção já está disponível diretamente na página inicial da Workana, sem necessidade de cadastro, em um primeiro momento.

Assim, o cliente pode especificar os detalhes do projeto e receber propostas de freelancers.

Após escolher um perfil que atenda a demanda, o cliente poderá enviar arquivos, negociar valores e determinar um prazo de entrega para o serviço.

Continua após a publicidade

Como se cadastrar na Workana?

Freelancers ou clientes interessados em utilizar os serviços da Workana podem se cadastrar gratuitamente na plataforma.

Veja como se inscrever em ambas as categorias:

Como freelancer

Para trabalhar dentro do site, o usuário precisará informar um e-mail e CPF válidos.

Em seguida, a plataforma enviará um link de validação. Uma vez que o endereço for certificado, já é possível começar a montar o perfil.

Algumas das informações básicas incluem:

  • nome completo;
  • biografia;
  • história de freelancer;
  • foto;
  • habilidades;
  • categoria principal de atuação.

Com todos os dados preenchidos, é possível adicionar mais categorias no futuro, já que os algoritmos poderão ajudar os clientes a encontrarem o seu perfil de maneira mais rápida. 

No entanto, a aprovação do perfil não é imediata. Em média, a Workana demora de 15 dias a 1 mês para avaliar a solicitação.

Continua após a publicidade

Mas é possível solicitar um adiantamento do processo mediante pagamento de R$ 40. Assim, em até 2 dias úteis o perfil já é liberado.

Depois de aprovado, o freelancer já pode começar a enviar propostas e ganhar projetos.

Como cliente

Enquanto isso, é mais fácil se cadastrar como cliente. A princípio, a Workana não exige confirmação de e-mail ou preenchimento de perfil.

Na página inicial, o usuário pode escolher as primeiras informações sobre o que procura. Por exemplo, qual a categoria e segmento do trabalho.

Em seguida, poderá preencher dados como:

  • orçamento disponível;
  • nível dos freelancers que podem se cadastrar;
  • detalhes do projeto;
  • data de entrega.

Na última etapa, a plataforma pede por um CPF válido e e-mail de cadastro. 

Em um primeiro momento, o cliente não precisa completar seu perfil para começar a avaliar as propostas.

Continua após a publicidade

Quais áreas podem ser exploradas pelo freelancer na Workana?

Na Workana, é possível se inscrever em uma ou mais categorias de atuação. Assim, propostas relacionadas a essa área ficarão disponíveis para o usuário conferir.

As áreas que podem ser exploradas pelo freelancer são:

  • programação e TI;
  • design e multimídia;
  • tradução e conteúdos;
  • marketing e vendas;
  • suporte administrativo;
  • jurídico;
  • finanças;
  • engenharia e manufatura.

Além disso, também é possível filtrar os trabalhos por habilidades, como saber usar o pacote Adobe ou fluência em línguas, no caso de traduções.

Quais os benefícios de trabalhar com a Workana?

Tanto freelancers quanto clientes podem aproveitar uma série de benefícios que a Workana oferece. Conheça agora alguns dos principais:

Grande demanda

Para profissionais independentes, a plataforma disponibiliza um grande número de projetos. De acordo com o site, são mais de 30 mil trabalhos publicados todos os meses.

Continua após a publicidade

Dessa forma, existem diversas possibilidades para freelancers iniciantes, e que desejam se firmar no mercado.

Enquanto isso, os clientes também contam com uma ampla variedade de propostas e perfis para analisar, e escolher o que melhor atende suas necessidades. 

Atualmente, são mais de 2 milhões de profissionais inscritos e mais de 1 milhão trabalhando ativamente.

Facilidade de se inscrever

O cadastro de clientes e freelancer é gratuito, bem como a realização de propostas e contato.

Continua após a publicidade

Apesar de ser necessário utilizar conexões, elas são restauradas semanalmente, sem nenhum custo.

Isso oferece uma maior facilidade para os usuários, que já podem começar a trabalhar assim que se inscrevem na plataforma.

Garantias

Um dos grandes diferenciais da Workana é seu sistema de garantias, já que o pagamento fica retido na plataforma até que o cliente esteja satisfeito.

Além disso, o freelancer não pode entregar o trabalho até que a garantia tenha sido paga. Isso evita fraudes e prejuízos para ambos os lados.

Todo o funcionamento do site é certificado, e assegura os recebimentos dos usuários.

Existem desvantagens em trabalhar com a Workana?

Por outro lado, existem alguns pontos menos positivos que precisam ser levados em conta na hora de começar a atuar de maneira direta dentro do site. 

Continua após a publicidade

Confira as principais desvantagens agora:

Competitividade

Por ser uma plataforma acessível, a Workana apresenta alta competitividade. Isso significa muitos profissionais disputando os projetos.

O número de freelancers cresce cada vez mais, por diferentes motivos, como as novas demandas de trabalho. 

Especialmente por conta da pandemia de coronavírus, em 2020, que proporcionou o isolamento social e alta taxa de desemprego.

Por isso, pode ser mais difícil se destacar entre os usuários e conseguir o trabalho.

Continua após a publicidade

Desvalorização

Com a alta competitividade, é comum os clientes procurarem pelos melhores preços e custo-benefício.

No entanto, isso pode levar a uma desvalorização do trabalho. Em busca de conseguir o serviço, muitos freelancers podem fazer uma proposta com um valor abaixo da média.

Assim, os clientes escolhem o profissional, mas ele recebe uma quantia relativamente pequena pelo projeto.

Quanto é possível ganhar na Workana? 

Muitos freelancers conseguem se manter unicamente com a renda ganha na Workana. Isso porque existe uma grande quantidade de projetos e oportunidades na plataforma.

No entanto, esses rendimentos podem ser voláteis, já que os valores dependerão das propostas e dos acordos firmados entre profissionais e clientes. 

Continua após a publicidade

Confira uma média aproximada das principais áreas de atuação na Workana.

Produção de conteúdo

A produção de conteúdo é uma das áreas mais populares da plataforma. Isso porque ela inclui diversos segmentos, em especial:

  • escrita;
  • revisão;
  • tradução.

Cada um desses nichos conta com uma média de ganhos. No entanto, isso não é uma regra, apenas segue a maioria das propostas realizadas.

Para trabalhos de tradução, os ganhos variam entre R$ 60 e R$ 130, considerando a média dos tamanhos dos conteúdos que compõem o trabalho.

Enquanto isso, a escrita e revisão de artigos também varia com a demanda, complexidade do tema e experiência do profissional. 

Continua após a publicidade

Designer

Os trabalhos de design podem variar, pois a área é bastante extensa. Por exemplo, inclui:

  • ilustrações;
  • criação de logotipo;
  • conteúdo criativo para redes sociais;
  • revisão de roteiro e animação para vídeos.

Os ganhos dependem da quantidade de projetos que o freelancer realizar. No entanto, a média de orçamentos nesses projetos é de R$ 250 a R$ 500. 

Claro, também varia a partir da proposta do profissional.

Além disso, projetos mais elaborados possuem um orçamento maior, chegando aproximadamente a R$ 1.300.

Social media

O profissional de social media é responsável, principalmente, por conteúdos nas redes sociais.

É comum que o cliente proponha um pacote de serviços para fechar o trabalho. No entanto, muitos projetos também são por hora.

Dessa forma, o freelancer tem a liberdade de determinar seu preço. A média para essa área é de R$ 50/hora a R$ 100/hora.

Continua após a publicidade

Dependendo do projeto e do número de horas gastas, o profissional terá determinado ganho.

Programador de TI

Grande parte dos projetos da área de TI envolvem e-commerce e criação de sites na plataforma WordPress.

Por isso, freelancers da Workana que possuem essas habilidades podem conseguir diversos trabalhos.

Além disso, é mais comum que os clientes peçam serviços pontuais, e não por hora. Os valores dos projetos para programação são de R$ 250 a R$ 500.

No entanto, também existem diversos serviços mais elaborados, que podem chegar a R$ 2.000 de orçamento.

Como é a reputação da Workana no Reclame Aqui?

Apesar do alcance da plataforma, a Workana não possui boas notas nos sites de avaliação.

Continua após a publicidade

Em sua página no ReclameAqui, sua pontuação é 5.4, considerada ruim. Além disso, conta com os seguintes índices:

  • 100% de reclamações respondidas;
  • Porém apenas 50% de resoluções;
  • 37,5% dos clientes voltariam a fazer negócio.

Como acessar o aplicativo da Workana?

Além da plataforma em português, inglês e espanhol, a Workana também possui um aplicativo para dispositivos móveis.

Com ele, é possível acompanhar o andamento de projetos, fazer propostas e enviar mensagens.

Entretanto, a solução está disponível apenas para celulares com sistema operacional Android. O download pode ser feito de forma gratuita.

A Workana disponibiliza suporte aos usuários?

Como mencionamos, a Workana conta com um sistema de suporte que realiza a mediação em disputas e assegura clientes e freelancers.

Continua após a publicidade

Assim, em caso de reclamações, dúvidas ou arbitragem, é possível entrar em contato diretamente com o suporte.

Para isso, basta selecionar a categoria da reclamação e preencher o formulário com e-mail para contato. A resposta é enviada em até 48 horas.

Além disso, também conta com um Centro de Ajuda, onde membros da comunidade Workana podem fazer e responder perguntas. 

É uma boa alternativa para usuários tirarem dúvidas rapidamente, sem esperar pelo suporte.

Ainda, em todos os projetos em execução é possível acionar a arbitragem diretamente pela área de acesso, seja cliente ou freelancer.

Continua após a publicidade

Como ter a melhor experiência dentro da Workana?

De forma geral, a Workana é uma plataforma com muitas oportunidades para freelancers.

Mas para aproveitar o melhor que o site tem a oferecer, é essencial se atentar para as regras de uso.

Por exemplo, evitar infrações e cumprir os prazos determinados nos projetos. Assim, não correrá risco de ter o perfil suspenso ou banido.

Além disso, é essencial fazer propostas bem elaboradas e criativas, que chamem a atenção do cliente. Isso aumenta as chances de ser escolhido para o trabalho.

Profissionais assíduos na plataforma ganham mais visibilidade, além de aumentar o nível do perfil conforme utiliza o site.

Continua após a publicidade

Também é recomendável atualizar o portfólio periodicamente, e fazer testes de habilidades para aprimorar a conta.

Conclusão: trabalhar na Workana vale a pena?

No mercado dos freelancers, a Workana é uma das maiores plataformas, atualmente. Sua influência é global, o que atrai clientes e profissionais de todo o mundo.

Além disso, oferece facilidades para novos freelancers, com cadastro e envio de propostas gratuitas. 

Dessa forma, vale a pena testar a plataforma, especialmente profissionais iniciantes, que estão em busca da primeira oportunidade para se fixar no mercado de trabalho.

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações Push para receber todas as novidades do universo financeiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.