#finanças

Imposto de Renda 2022: Erros mais comuns e como evitá-los

#finanças

Segundo o calendário divulgado pela Receita Federal, a declaração do Imposto de Renda 2022, referente ao ano-base 2021, pode ser enviada até o dia 29 de abril.

#finanças

A expectativa é que sejam entregues 34,1 milhões de declarações, assim como em 2021.

#finanças

Para grande parte dos brasileiros, o processo de declaração pode ser longo e confuso.

#finanças

Pensando nisso, o iDinheiro conversou com especialistas para simplificar esse processo e entender quais são os erros mais comuns na declaração do Imposto de Renda e como evitá-los.

#finanças

Erros mais comuns ao declarar o Imposto de Renda

#finanças

1. Declaração de despesas

Dentre os principais erros ao declarar o Imposto de Renda, a planejadora financeira e professora da FGV Myriam Lund, destaca a declaração de despesas.

#finanças

1. Declaração de despesas

Segundo Myriam, é muito comum que as pessoas declarem esse componente de forma incorreta e acabam colocando mais despesas do que receita, por exemplo, sem gerar uma compatibilidade entre receita e despesa.

#finanças

2. PGBL e VGBL

Outro item que também gera muita dúvida é a previdência complementar. Myriam ressalta que, no caso do PGBL, por ter um benefício fiscal, o contribuinte deve colocar apenas os pagamentos que foram feitos no ano referente.

#finanças

2. PGBL e VGBL

"Já no caso do VGBL, que funciona como um investimento, o contribuinte deverá colocar o saldo que consta no comprovante da seguradora.”, aponta a professora.

#finanças

3. Despesas médicas

De acordo com a diretora-executiva da NTW Contabilidade e Gestão Empresarial Alzieth Vilhena, o erro na declaração de despesas médicas é um dos principais motivos do contribuinte cair em malha fina.

#finanças

3. Despesas médicas

“O contribuinte deve lançar o valor das despesas médicas corretamente, porque essas informações serão cruzadas com os valores informados pelo médico ou pelo hospital.”.

#finanças

3. Despesas médicas

Além disso, a professora Myriam ressalta que, quando o contribuinte tem dependentes, a informação de despesas médicas deve ter um cuidado especial:

#finanças

3. Despesas médicas

“Se o contribuinte tem um dependente legal que faz a declaração de forma separada, ele não pode colocar o plano de saúde pago para o dependente na própria declaração, por exemplo.”.

#finanças

4. Declaração de imóveis

Para quem tem um imóvel financiado, a professora da FGV destaca que a declaração deve ser feita com base no que já foi pago.

#finanças

4. Declaração de imóveis

Dessa forma, se o contribuinte tem um imóvel que vale R$ 1 milhão, por exemplo, e ele já efetuou o pagamento de R$ 300 mil, então na declaração deve constar que foi pago.

#finanças

4. Declaração de imóveis

Ou seja, R$ 300 mil de sinal e R$ 100 mil pago no ano de referência da declaração, acrescidos os juros e as despesas.

#finanças

4. Declaração de imóveis

Para além disso, Myriam aponta que muitas pessoas acabam errando ao não declarar as benfeitorias de um imóvel.

#finanças

4. Declaração de imóveis

"É importante que o contribuinte guarde todos os recibos de obras, de pinturas e de tudo o que for feito no imóvel para valorizá-lo, desde que seja um bem fixo, como a implantação de um fogão ou de ar refrigerado, por exemplo.”.

#finanças

Como evitar os erros na hora de declarar o Imposto de Renda

#finanças

1. Confirme todos os valores

Segundo Alzieth, é importante confirmar os valores com todas as empresas que o contribuinte prestou serviço no ano-base.

#finanças

1. Confirme todos os valores

Desse modo, a informação ficará correta com o que já foi declarado por essas empresas na Receita Federal, evitando que o contribuinte caia em malha fina.

#finanças

2. Se atente a todas as informações

Outro ponto importante é fazer a declaração com calma e bastante atenção, separando todos os informes de rendimentos.

#finanças

2. Se atente a todas as informações

Segundo a diretora-executiva, é preciso separar todas as informações, como despesas médicas, despesas escolares, investimentos em bolsa de valores, previdência privada e pagamentos do plano de saúde.

#finanças

Além disso, o contribuinte pode fazer a declaração com mais calma se tem restituição e não precisa do dinheiro naquele momento.

#finanças

Isso porque, segundo a professora da FGV, como a restituição é corrigida com base na Taxa Selic, pode ser mais vantajoso entregar a declaração posteriormente, depois de analisar todos os dados com calma.

#finanças

Por outro lado, para quem tem impostos a pagar, pode ser mais interessante realizar o pagamento à vista e enviar a declaração antecipadamente.

#finanças

3. Utilize a declaração pré-preenchida

Para evitar os erros na hora de declarar o Imposto de Renda 2022, a professora também ressalta que a declaração pré-preenchida pode ajudar o contribuinte.

#finanças

3. Utilize a declaração pré-preenchida

Nesse ano, quem possui cadastro prata ou ouro no portal gov.br têm acesso a uma declaração com informações relativas aos seus investimentos, deduções, bens e direitos.

#finanças

3. Utilize a declaração pré-preenchida

Assim, o contribuinte só precisa verificar se todos os dados estão corretos e complementar o que estiver faltando.

#finanças

Contribuintes de nível bronze não conseguem acessar a declaração pré-preenchida. Entretanto, segundo Myriam, vale a pena completar o cadastro no portal gov.br para ter acesso à declaração.

#finanças

Quer saber mais sobre o Imposto de Renda 2022? Confira os cuidados necessários para não cair na malha fina!

#finanças

Gostou do conteúdo? No iDinheiro abordamos os principais temas que impactam o seu bolso!