#economia

Sétimo aumento da taxa Selic: entenda os impactos

#economia

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a 9,25% ao ano a taxa Selic, uma alta de 1,5%.

#economia

Este é o sétimo aumento consecutivo da taxa, que já deu um salto de 5,75% desde março deste ano.

#economia

O aumento da taxa Selic é uma tentativa do BC de conter a escalada na inflação, que já acumula alta de 10,67% em doze meses até novembro.

#economia

O comunicado divulgado pelo Copom veio mais duro que o habitual com notável preocupação com a trajetória inflacionária, que tem se mostrado mais persistente do que o esperado.

#economia

A expectativa do mercado financeiro é que a inflação deva encerrar o ano em 10,18%.

#economia

No entanto, o Comitê decidiu por perseverar em sua estratégia e ainda prevê outro ajuste da mesma magnitude para a próxima reunião.

#economia

Esta foi a última reunião do Copom no ano de 2021. A próxima ocorrerá nos dias 1 e 2 de fevereiro do ano que vem.

#economia

O impacto do aumento da taxa Selic

#economia

Segundo o advogado e economista Alessandro Azzoni, o instrumento de política monetária, como a taxa de juros, é usado quando se tem uma inflação de demanda.

#economia

Este tipo de inflação é resultado de um excesso de consumidores com dinheiro na mão, indo diretamente para o consumo e não tendo produtos suficientes, o que faz o preço subir.

#economia

No entanto, o advogado explica que esse não é o caso do Brasil atualmente.

#economia

“O problema que estamos tendo hoje é que nossa inflação é de custo. Tivemos aumento do combustível, que impactou no preço dos fretes de toda a cadeia produtiva, tanto da matéria prima que vai para as indústrias, quanto das empresas que vão para os consumidores”, explica Azzoni.

#economia

"Além disso, nós tivemos também um encarecimento da energia elétrica que também impactou as linhas de produção", continua o advogado e economista.

#economia

De acordo com levantamento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae, a conta de energia representava, em 2019, 15% dos custos operacionais das micro e pequenas empresas.

#economia

Mas, desde 2020, o gasto já passou a ser a principal despesa para 28% dos pequenos empreendedores.

#economia

Para Azzoni a única forma de controlar a inflação seria através dos preços controláveis. No entanto, o advogado explica que o governo atual não faz intervenções por ter uma linha econômica liberal.

#economia

"As empresas já estão com déficit de crescimento. Então, o aumento da taxa de juro só vai tirar uma fatia [da população] que precisava estar no consumo. Isso acaba acelerando a crise”, avalia Azzoni.

#economia

A Confederação Nacional da Indústria (CNI), em nota, afirmou que considera equivocada a decisão do Copom de aumentar novamente a taxa básica de juros em 1,5%.

#economia

A instituição avalia que um aumento menos intenso da Selic seria o mais correto a ser feito diante do cenário econômico atual.

#economia

Aumento da Selic em cenário de recessão técnica

#economia

Além do cenário de alta das taxas de juros, o Brasil entrou em recessão técnica após o segundo trimestre consecutivo de recuo do Produto Interno Bruto (PIB).

#economia

Especialistas ainda divergem a respeito dos riscos do país entrar em recessão de fato.

#economia

Alessandro Azzoni avalia que recessão técnica deve frear a economia no começo do ano de 2022.

#economia

O advogado e economista aponta ainda para um risco de piora com o aumento da taxa Selic.

#economia

“O objetivo é frear a inflação, mas, a meu ver, o risco de recessão aumenta com juros como estes, que desestimulam o investimento no Brasil”, adverte Azzoni.

#economia

A projeção do PIB ao final do ano recuou para 4,71% e está próximo de zero em 2022, em 0,51%. O ritmo de crescimento deve se manter baixo até 2021, com leve retomada em 2024, de acordo com o Boletim Focus.

#economia

Preocupação com risco fiscal

#economia

No comunicado, que informou sobre o último aumento da taxa Selic, o Copom também demonstrou uma preocupação em relação ao risco fiscal.

#economia

“Apesar do desempenho mais positivo das contas públicas, o Comitê avalia que questionamentos em relação ao arcabouço fiscal elevam o risco de desancoragem das expectativas de inflação, mantendo a assimetria altista no balanço de riscos", diz o comunicado

#economia

Recentes posturas do governo federal vem preocupando especialistas que apontam o risco de irresponsabilidade fiscal.

#economia

A possibilidade de furar o teto de gastos, levantada pelo ministro da economia Paulo Guedes, e a manobra da PEC dos Precatórios, fizeram o mercado apontar para o “fim do ministro liberal”.

#economia

No dia 8 de dezembro, o Congresso Nacional aprovou parte da PEC dos Precatórios, que muda a regra do teto de gastos.

#economia

O governo vem defendendo a PEC por considerá-la fundamental para o pagamento do programa Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família.

#economia

Gostou do conteúdo? No iDinheiro cobrimos as principais notícias sobre o cenário econômico!