#investimentos

Investir usando o 13º salário? Saiba as melhores opções!

#investimentos

O décimo terceiro salário é uma garantia para todos aqueles que trabalham com carteira assinada (CLT).

#investimentos

O benefício pode ser uma mão na roda para muita gente. Isso porque, no geral, há um aumento nos gastos em dezembro por conta das despesas de final de ano.

#investimentos

No entanto, esse também pode ser um bom momento para quem quer começar a investir.

#investimentos

Primeiro passo é quitar dívidas

#investimentos

Investir usando o 13º salário pode ser uma boa opção para quem não tem pendências, como dívidas a pagar.

#investimentos

Para a educadora financeira e especialista em investimentos, Melissa Nunes, investir é uma forma de reservar dinheiro para o futuro, para fazer uma viagem, comprar algo desejado ou apenas guardar para os gastos de início de ano.

#investimentos

Mas caso tenha dívidas, o primeiro passo é quitá-las antes de começar a investir.

#investimentos

Isso porque os juros cobrados pelas instituições financeiras costumam ser mais elevados do que o obtido com o rendimento da maioria das aplicações.

#investimentos

Quem não tem dívidas pode começar a investir montando uma reserva de emergência, que é um capital investido em aplicações com maior segurança e liquidez para cobrir eventuais gastos. Quem não tem uma, pode usar o dinheiro do 13º para isso.

#investimentos

Saiba quanto vai receber de 13º salário, para já planejar seus pagamento de dívidas ou investimentos!

#investimentos

Melhor alternativa de investimento dependem do perfil de cada um

#investimentos

Para quem já tem uma reserva de emergência, as melhores alternativas de investimento também dependerão do perfil de cada um.

#investimentos

Segundo a especialista consultada, a escolha mais adequada é aquela que está de acordo com o objetivo financeiro do investidor e no prazo desejado.

#investimentos

Nunes explica que para compor uma reserva de emergência ou metas de até 6 meses, por exemplo, o ideal é escolher títulos de liquidez diária, ou seja, que podem ser resgatados a qualquer momento, como Tesouro Selic e CDBs.

#investimentos

Já para metas mais longas, é possível encontrar CDBs e LCIs com diferentes prazos e rentabilidades, fundos de investimento e o Tesouro Prefixado.

#investimentos

Além disso, investidores com um perfil mais conservador e moderado podem optar por investir em ativos de renda fixa, como CDBs e títulos do Tesouro Direto.

#investimentos

Eles oferecem segurança, liquidez e possuem custos baixos, muitas vezes sem qualquer taxa da parte do banco ou corretora.

#investimentos

Aqueles com um perfil mais arrojado podem investir em ativos de renda variável, como ações, fundos de ações ou multimercados.

#investimentos

Tais aplicações oferecem maior potencial de retorno, embora a contrapartida seja um risco maior e custos como taxas de administração.

#investimentos

O importante é sempre ter um objetivo para o dinheiro investido, porque isso serve de guia na hora de escolher o tipo de investimento, nível de risco, prazo e rentabilidade.

#investimentos

“Além disso, é importante estudar um pouco antes de investir, para nunca colocar seu capital em algo que não conhece, pois isso aumenta muito as chances de dar errado”, aconselha Melissa Nunes.

#investimentos

Gostou do conteúdo? No iDinheiro, cobrimos os principais temas que impactam o seu bolso.