FGTS: depósitos futuros poderão ser utilizados para comprar casa

#direitos

#direitos

A partir de 2023, os trabalhadores poderão utilizar os depósitos futuros do FGTS para comprar casas próprias populares no Programa Casa Verde e Amarela.

Apesar da nova modalidade já está autorizada e em vigor, a medida ainda irá demorar um pouco para chegar ao mutuário.

#direitos

Isso se deve ao fato das instituições financeiras terem um prazo de 120 dias para se adaptar à nova regra de contratação.

#direitos

Com isso, essa forma de contrato só começará a ser oferecida em fevereiro do ano que vem.

#direitos

Além disso, a operação envolve alguns riscos.

Quem poderá utilizar os depósitos futuros do FGTS?

#direitos

#direitos

Apenas as famílias que possuem renda bruta mensal de até R$ 4.400 poderão recorrer ao novo método, que só poderá ser utilizado para a compra de um imóvel por beneficiário.

#direitos

Na verdade, a nova medida implementa uma espécie de consignado do FGTS, com a diferença do dinheiro depositado mensalmente ser descontado para ajudar no pagamento das prestações.

#direitos

O Ministério do Desenvolvimento Regional, responsável pelo Programa Casa Verde e Amarela, apresentou um exemplo de como a nova medida irá funcionar na prática.

#direitos

Vale ressaltar que esse tipo de operação não está isenta de riscos.

#direitos

Em vez de acumular o saldo no FGTS e utilizar o dinheiro para amortizar ou quitar a dívida do financiamento, como acontece atualmente, o trabalhador terá os depósitos futuros bloqueados.

#direitos

Caso o trabalhador fique desempregado, a dívida permanecerá, e passará a incidir sobre parcelas mais caras.

#direitos

Se isso acontecer, e por esse motivo o mutuário ficar muito tempo sem pagar as parcelas, ele corre o risco de ter a casa tomada e ainda ficar sem o FGTS.

#direitos

Em nota, o Ministério do Desenvolvimento Regional comunicou que os bancos irão assumir o risco dessa operação.

#direitos

Além disso, continuará valendo a regra atual de pausa no pagamento das prestações por até seis meses para quem perder o emprego.

#direitos

No entanto, vale ressaltar que o trabalhador não será obrigado a aderir a nova modalidade, a decisão caberá exclusivamente a ele.

#direitos

Gostou do conteúdo? No iDinheiro, nós cobrimos os principais temas que impactam o seu bolso!

#direitos

Imagens: - Unsplash Fontes: - Ministério do Desenvolvimento Regional. - G1. Montagem: Rafaela Souza, jornalista do iDinheiro.

Créditos: