Vagas em startup: como conseguir o emprego?

Muitas pessoas se interessam por vagas em startup, mas ainda não estão muito familiarizadas com esse tipo de empresa.

No Brasil, a tradução do termo, que vem do inglês, seria algo como “empresas emergentes”.

Continua após a publicidade:

Trazendo para a realidade do mercado, são empresas jovens e que estão vivendo um processo de expansão muito grande.

A tecnologia e um ambiente inovador são duas das principais características encontradas com frequência no ramo e, para conseguir a tão sonhada vaga, você precisa entender muito bem sobre o caminho que está percorrendo.

Continua após a publicidade

E é justamente nisso que vamos te ajudar!

Em nosso post, você terá um guia completo sobre as melhores formas de começar, se posicionar no mercado e arrasar na entrevista. Vamos lá?

Vagas em startup: por onde começar?

Assim como a busca por oportunidades em qualquer ramo, o início é cheio de dúvidas e incertezas.

No caso das startups não é diferente!

Por isso, selecionamos alguns passos bem importantes para iniciar a trajetória.

Conheça a empresa

O “boom” vivido pelas startups fez com que elas se transformassem em uma espécie de sonho de consumo.

Escritórios modernos, descolados, grandes projetos em expansão e um ambiente diferente do tradicional é realmente um atrativo, mas isso não significa que você deve colocar todas essas empresas dentro da mesma caixinha.

Continua após a publicidade

Dentro do universo das startups, existem as mais diversas áreas de atuação! Saúde, finanças, marketing, agricultura, indústria… E assim por diante!

Por isso, conheça muito bem a empresa antes de participar do processo.

Entenda seus valores, objetivo, missão, forma de ver o mundo e como eles aplicam toda essa questão no dia a dia dos colaboradores.

Afinal, você não quer descobrir que não tem nada a ver com a empresa quando já estiver avançado no processo, não é mesmo?

Além disso, startups têm um apego muito grande em relação à cultura da empresa.

Ou seja: assim como você deve procurar por algum lugar que te interesse, a empresa também estará analisando sua personalidade, jeito de ser e comportamento perante aos mais diversos pontos que vão além do trabalho em si.

Continua após a publicidade

Analise bem as oportunidades em aberto

Eis uma verdade: a grande maioria dessas empresas, por ter um perfil de crescimento e expansão, pode oferecer uma série de vagas em startup de uma vez só.

Dentre elas, é comum que várias possam ser desempenhadas por profissionais da mesma área.

Por exemplo: o profissional de Marketing de Conteúdo tanto pode ser um planejador de pautas quanto um redator ou revisor, por exemplo.

Quando for o caso de você se deparar com mais de uma vaga em que tenha experiência e possa se encaixar no seu perfil, faça uma análise daquela em que teria mais chances de se dar bem trabalhando.

Vale observar sua experiência, o que a vaga espera do candidato, pré-requisitos, diferenciais, entre outros pontos de atenção.

Continua após a publicidade

Só depois envie o currículo.

Às vezes é difícil vencer a ansiedade, mas entenda que quanto mais você “mirar” na vaga certa, ao invés de tentar várias não tão compatíveis, maiores são as chances de conseguir o emprego.

Faça uma análise geral sobre o mercado em que a empresa se posiciona

Conforme já adiantamos, é importante conhecer a empresa. Mas isso é só o primeiro passo!

Estude sobre o mercado, entenda quais são os principais desafios a serem vencidos, quais são as oportunidades, as fraquezas… E se posicione enquanto possível solução de pelo menos um dos desafios encontrados.

Quando um recrutador abre uma vaga, ele está à espera de alguém capaz de preencher algo que está faltando. Se não fosse dessa forma, a oportunidade nem estaria aberta!

Continua após a publicidade

Pense nas startups: empresas em crescimento exponencial, com certeza, contam com uma série de desafios a serem vencidos a curto ou médio prazo.

Não é a mesma coisa daquele negócio que se mantém mais ou menos na mesma por vários e vários anos: a maioria das pessoas que trabalham nessas empresas costumam dizer que a cada ano de trabalho, você cresce uns cinco!

Por isso, mostre que você estudou, de fato, como pode contribuir ativamente na trajetória da empresa.

O que preciso ter para trabalhar em uma startup?

A verdade é que essa pergunta, feita com frequência, não tem apenas uma resposta certa.

Continua após a publicidade

Assim como acontece em qualquer empresa do mundo, é difícil fazer uma lista com características exatas que se espera de alguém.

Afinal, somos seres humanos! Com nossas particularidades, pontos fracos e destaques profissionais.

De toda forma, podemos afirmar também que as startups esperam encontrar um certo tipo de perfil de colaboradores: pessoas apegadas ao estilo tradicional de trabalho não se destacam tanto nos processos seletivos.

Para te ajudar, fizemos uma lista com alguns atributos que podem ser desenvolvidos por você, e que provavelmente serão analisados na hora da entrevista.

Senso de responsabilidade

Ao trabalhar em uma startup, você deve ter noção clara das suas funções, desafios e, mais do que isso, de todos os impactos que o seu trabalho e ações têm na vida não só da empresa, mas dos seus colegas.

Continua após a publicidade

Ter senso de responsabilidade vai muito além do “assumir algum erro quando acontecer”: ele é uma espécie de orgulho pelos projetos e satisfação ao entregar o que esperam de você.

Quando trabalhamos com essa característica, ou seja, sabemos o tamanho do seu impacto e entendemos o quão importante é se dedicar a ela, as entregas são muito melhores e reconhecidas.

Independência, principalmente na hora de aprender

Vamos começar falando sobre uma característica que tem total relação com o que acabamos de dizer sobre responsabilidade.

Nas startups, não é comum aquele perfil de gestor que “vigia” tudo o que você está fazendo. Por isso, muitas vezes, você será a pessoa responsável por aprovar algo feito por si próprio.

Continua após a publicidade

Seja algo pequeno ou projetos maiores, é importante ter independência e não esperar a confirmação de alguém para somente depois colocar a mão na massa.

Além disso, é preciso também investir em conhecimento constante e, muitas vezes, autônomo.

A capacidade de aprender com independência é muito bem vista nesta área. Por isso, não aguarde o ensinamento  alheio.

É claro que devemos sim ser treinados e contar com uma boa rede de suporte, mas a vontade de aprender deve se manter constante, assim como a proatividade em fazê-lo por conta própria.

Perfil multitarefas

Muitas vezes, o profissional contratado para uma vaga específica precisará lidar com outras tarefas alheias ao “tradicional” na sua profissão.

Continua após a publicidade

Sabendo disso, é importante ser flexível e se preparar para atividades diversas.

Um profissional multitarefas não é preguiçoso, é aberto em relação a mudanças na rotina, recebe demandas de maneira positiva e passa longe daquele perfil de pessoas que reclama sem parar.

Vamos além e falamos também sobre a necessidade de se mostrar interessado de verdade em ações que estão acima de você.

É claro que ninguém deve ir até o diretor e se intrometer nas suas funções, mas o interesse nos objetivos da empresa como um todo e vontade de aprender sobre questões além do seu trabalho são interessantes.

Adaptabilidade

Já falamos sobre isso aqui, mas é importante ressaltar: a “linha do tempo” em uma startup é, de fato, diferenciada.

Continua após a publicidade

Por isso, você provavelmente perceberá uma série de mudanças acontecendo, às vezes, em períodos curtíssimos.

De um mês para o outro, tudo pode estar completamente diferente no seu setor ou na empresa como um todo.

Desde mudanças físicas, como reorganização do “mapa de sala” e mudança de sede, até mesmo àquelas que envolvem a sua carreira.

Como é de se esperar, as empresas que se enquadram nesse modelo de negócios estão em processo de expansão, e para crescer com saúde, muitas vezes precisamos mudar e aprimorar processos.

Continua após a publicidade

Esteja pronto, então, para eventuais mudanças que possam impactar o seu trabalho de maneira direta.

Desde que os processos sejam feitos de forma saudável, não há nada com que se preocupar, o ambiente é realmente bem dinâmico.

Criatividade e inovação

Esta dupla é infalível na hora de se destacar em um processo seletivo.

Afinal, as empresas vão além das características técnicas e desejam, sim, profissionais que sejam capazes de promover soluções criativas, inovadoras e disruptivas.

Isso não significa que você deverá ser o novo Bill Gates: a criatividade se encontra nas coisas mais pequeninas da nossa rotina.

Continua após a publicidade

Seja no desenvolvimento de uma apresentação em powerpoint, ideias novas para processos enraizados ou na forma de conduzir o seu trabalho como um todo, lembre-se desse senso de inovação e crie sem medo!

É claro que não podemos generalizar, mas a grande maioria das startups está bem aberta aos profissionais que têm ideias novas e que se movimentam para fazer acontecer.

Não tenha medo de errar!

Onde encontrar vagas em startup?

Agora que você já é capaz de entender sobre o universo das startups, é hora de falar sobre as oportunidades de forma direta.

A primeira delas é o próprio site da empresa.

Para isso, busque pelos nomes que você já conhece: e se não sabe de nenhum em um primeiro momento, basta jogar “startups brasileiras” no Google.

Continua após a publicidade

Além disso, os sites de vagas são uma boa alternativa, mas não se mantenha apegado apenas a eles.

Muitas empresas criaram sua própria página em plataformas de recrutamento e seleção, então, acabam não recorrendo a outros tipos de portais.

Por fim, vamos falar sobre a principal forma de encontrar as vagas na startup dos sonhos: o LinkedIn!

A rede social de negócios veio para ficar, e recrutadores dessas empresas buscam diariamente por profissionais com um bom e atualizado perfil.

Por isso, invista nesse seu “cartão de visitas”, capriche nas palavras-chave referentes à sua área de atuação e crie conexões com profissionais dessas empresas em que você deseja trabalhar.

Com a devida preparação, tenha certeza que as vagas começarão a aparecer de forma muito mais rápida, acertada e natural.

Depois, é só se desejar uma boa sorte e um bom processo seletivo!

Publicidade