Saiba como contratar o seguro viagem, quais são seus serviços e dicas estratégicas para fazer a melhor escolha

Precisando contratar um seguro viagem? Mostramos como funciona, além de muitas dicas para garantir a melhor cobertura e segurança no exterior.

melissa nunes perfil
Melissa Nunes

Saiba como contratar o seguro viagem, quais são seus serviços e dicas estratégicas para fazer a melhor escolha

Existe uma máxima que diz que todo seguro é feito para não ser usado. Com certeza você não quer bater o carro, ter seu apartamento incendiado ou precisar trocar a fechadura de casa à meia-noite, certo? Mas pode acontecer. 

Continua após a publicidade

E, provavelmente, você também não gostaria de adoecer e ser internado às pressas em um hospital em outro país, ou perder suas malas com as roupas para os próximos 20 dias, certo?

Mas, caso aconteça, é fundamental contar com um seguro viagem, tanto para ter um atendimento médico de qualidade como para ser indenizado pelas perdas materiais.

Continua após a publicidade

Nos Estados Unidos, por exemplo, a falta de um sistema público de saúde obriga o paciente a procurar um hospital privado. Nesse caso, uma simples consulta médica pode custar cerca de US$ 500 — muito mais do que contratar um seguro viagem para a sua estadia no país. Em caso de internação, inclusive, esse valor pode ser multiplicado. Isso significa que, além de acabar com a sua viagem, um problema de saúde no exterior pode representar um gasto totalmente imprevisto no seu planejamento.

Assim, neste artigo, vamos explicar como funciona um seguro viagem, o que você deve levar em conta na hora de contratar e por que ele é essencial para te dar mais segurança em um momento de lazer ou mesmo, depois dele.

O que é e como funciona o seguro viagem?

O seguro viagem funciona como um plano de saúde temporário que tem validade em um ou mais países, de acordo com o trajeto que será feito. Se você está pensando em ir para algum país da União Europeia ou mesmo para Cuba, por exemplo, a contratação de um seguro viagem é obrigatória. 

A garantia vale por um período determinado, equivalente à duração da viagem (ou alguns dias a mais, por garantia) e oferece cobertura ou reembolso para alguma eventualidade que você possa vir a ter durante a sua viagem, como uma consulta de emergência, por exemplo.

Continua após a publicidade

A cobertura, é claro, varia conforme o contrato, assim como os benefícios assegurados ao viajante.

O seguro de viagem pode ser acionado por meio de um número de telefone que é disponibilizado ao segurado e que, via de regra, pode ser contatado 24 horas, assim que precisar ser utilizado. 

Além disso, existem duas modalidades de seguro viagem que diferem, basicamente, pela forma do pagamento da cobertura acionada.

Por exemplo: ao acionar o seguro para receber atendimento hospitalar, em uma modalidade, precisará arcar com todas as despesas e depois solicitar o reembolso. Na outra opção, é o seguro que paga diretamente para a instituição de saúde.

Continua após a publicidade

Percebe que é preciso informar-se sobre qual modalidade contratar para que não tenha nenhuma surpresa na hora da emergência? Então vamos entender os dois deles: seguro de viagem e assistência de viagem.

Seguro de viagem

Com o seguro de viagem, fica a cargo do viajante realizar o pagamento de todas as despesas médicas. O valor será reembolsado depois que você apresentar os comprovantes das despesas.

Por isso, você deve guardar as notas fiscais, laudos, gastos com medicamentos e tudo mais que você tiver gasto relacionado à saúde. Essa é a modalidade do seguro feito via cartão de crédito. Você paga a conta usando o cartão e corre atrás do reembolso depois. 

A vantagem do seguro viagem é que você pode escolher onde ser atendido e não precisa ficar limitado à rede conveniada à seguradora. Essa liberdade permite que você escolha uma unidade de saúde de melhor qualidade, mais especializada ou mais próxima do local de sua hospedagem. 

Continua após a publicidade

Mas há desvantagens. Uma delas é que você precisa ter condição de fazer o pagamento na hora, o que requer uma reserva financeira. Afinal, o atendimento pode custar caro, dependendo do tipo. E, também, há um trâmite para que o reembolso seja feito, o que pode demorar vários dias.

Outra característica que você deve levar em conta são as cláusulas do contrato.

Certifique-se de que o seguro de viagem faça a cobertura completa das suas despesas médicas no exterior. Caso contrário, você pode receber um reembolso parcial dos gastos que teve com o atendimento.  

Assistência de viagem

Na modalidade de assistência de viagem, o método de pagamento é diferente. Não é o segurado, mas a seguradora quem fica responsável pelo custeio das despesas. Isso é uma segurança e comodidade para que você não precise ficar correndo atrás dos reembolsos com a seguradora e nem aguardar os prazos, que podem ser longos.

Para isso, você deve entrar em contato com a empresa antes de receber atendimento médico e ela indicará o endereço de um hospital ou médico conveniado. Como no seguro de viagem, você deve ficar atento ao que é ou não coberto pelo plano.

Continua após a publicidade

O lado bom é que você não precisa ter dinheiro extra para pagar as despesas com saúde. Porém, a desvantagem é que você fica impossibilitado de escolher ser atendido em um local mais perto da sua hospedagem, ficando restrito à rede parceira da seguradora.

O que pode (e deve) cobrir um seguro viagem?

Sabemos que cada viagem tem suas particularidades. Mas, se você vai a turismo ou a trabalho, sem muitos diferenciais (como prática de esportes radicais, por exemplo), seu seguro deve cobrir algumas situações básicas.

Dentre elas: atendimento médico 24 horas, seguro em caso de emergência médica que justifique cancelamento da viagem, aquisição de passagem de avião para um visitante, em caso de necessidade de cirurgia, entre outros.

Elaboramos uma lista baseada nas cláusulas de seguros que costumam ser fechados em viagens comuns ao exterior.

Continua após a publicidade

10 itens que devem constar na sua apólice: 

  1. Atendimento médico 24h;
  2. Atendimento odontológico 24h;
  3. Despesas com medicamentos;
  4. Hospedagem após alta, caso tenha sido internado em hospital;
  5. Seguro para cancelamento de viagem por motivos médicos;
  6. Assistência funeral/repatriação em caso de morte;
  7. Indenização à família do segurado em caso de morte ou ao próprio segurado por invalidez;
  8. Indenização em caso de bagagem extraviada;
  9. Passagem aérea para visitante em caso de cirurgia de emergência ou internação;
  10. Remarcação de passagem de volta em caso de emergência médica.

7 dicas para contratar o seguro viagem perfeito

Antes de escolher qual assistência ou seguro contratar, leia essas dicas que vão te ajudar a ter mais clareza sobre o que observar antes de fechar um contrato.

1. Duração da cobertura

O seguro viagem contratado deve ter, no mínimo, a duração da sua viagem, ou seja, começa a valer no dia que você embarca e termina no momento em que você retorna.

No entanto, para ser um pouco mais precavido, você pode estender em um ou dois dias a amplitude da cobertura.

Isso porque pode ocorrer alguma alteração nos horários do voo de volta ou até mesmo algum cancelamento, o que pode fazer com que você tenha que ficar um período maior que o planejado. 

Continua após a publicidade

2. Confira se seu cartão de crédito cobre o seguro viagem

Em alguns casos, o seu cartão de crédito pode oferecer uma espécie de seguro viagem.

Durante a pesquisa para contratar a assistência, vale entrar em contato com a empresa ou instituição financeira para saber se essa opção realmente existe.

Atente-se aos detalhes que constam nesse plano e se há custos. A maioria dos cartões, por exemplo, exige que o viajante compre as passagens com o cartão de crédito para validar o seguro viagem.

Outra variação que pode acontecer é que alguns cartões oferecem o seguro apenas para o titular do cartão. Assim, se você estiver viajando em família, talvez tenha que fazer uma contratação complementar.

Continua após a publicidade

Compare também a cobertura desse seguro com o de empresas especializadas para ver se vale a pena para o seu caso.

3. Cheque a avaliação da empresa seguradora

Os sites e blogs de viagem estão repletos de casos em que algum viajante precisou utilizar o seguro viagem e enfrentou inúmeros percalços, seja para receber o reembolso, seja para ser atendido de forma satisfatória em meio a um problema de saúde.

Por isso, verifique a reputação da empresa que você pretende contratar e sua avaliação nos sites especializados. Serviços como o Reclame Aqui podem ajudar nessa pesquisa. O site Melhores Destinos fez uma pesquisa sobre o melhor seguro viagem na avaliação dos leitores. Vale a pena dar uma olhada!

4. Fique atento a outros benefícios

Antes de fechar o contrato com a seguradora, certifique-se de que ela oferece outras coberturas que não as restritas ao atendimento médico.

Continua após a publicidade

É comum, por exemplo, que os seguros viagem ofereçam, também, algum tipo de cobertura em caso de extravio de bagagens ou suporte ao viajante em situações de desastres naturais na localidade.

Embora o número de malas perdidas tenha diminuído na última década, certamente você conhece alguém que teve problemas com isso. Portanto, contar com um seguro que também garante essa proteção pode ajudar.  

5. Use um comparador de preços online

Uma facilidade que as seguradoras oferecem hoje em dia é a possibilidade de você simular a contratação de um seguro viagem online.

Além de poupar tempo, é possível comparar os preços entre empresas diferentes e analisar as diferenças nas coberturas que cada uma oferece. 

Continua após a publicidade

É fácil buscar por comparadores online, como a Seguros Promo e a Real Seguro Viagem para estimar os valores e ter noção de quanto você gastará com essa parte da viagem. Basta incluir os destinos, datas de partida e chegada para simular os preços.  

6. Confira todos os detalhes da apólice

Antes de fechar contrato, confira todos os detalhes da sua apólice de seguro viagem. É preciso saber, em geral, o que seu plano cobre em caso de necessidade. Anote os contatos da seguradora em um local de fácil acesso, assim como os detalhes básicos do seguro viagem. 

É recomendável, inclusive, que você imprima a apólice. Isso porque é possível que precise apresentá-la na imigração de outro país (a União Europeia, por exemplo, obriga a contratação de um serviço desses para entrar nos países do bloco).

7. Faça um seguro especial se for praticar esportes radicais

É possível que, no momento da simulação do seu seguro viagem, a seguradora pergunte se você pretende praticar algum esporte radical durante a sua viagem.

Continua após a publicidade

Faz sentido, afinal, além de o turismo de aventura ser bastante comum entre os jovens, esse tipo de atividade pode resultar em um risco maior que uma simples visita a um museu, concorda?

E, claro, o valor do seguro viagem fica mais caro caso esteja nos seus planos fazer bungee jumping em Queenstown, na Nova Zelândia, ou mergulhar, ainda que dentro de uma gaiola, em um mar dominado por tubarões-brancos, na África do Sul. 

Nunca, em hipótese alguma, deixe de informar que você irá praticar algum desses esportes como forma de “economizar” na contratação do seguro viagem. Do contrário, sua despesa será bem mais elevada caso precise ser levado para um hospital em uma situação de emergência causada por alguma atividade radical. 

Em que momento devo contratar o seguro viagem?

O primeiro passo na hora de contratar a sua assistência ou seguro viagem é já ter certeza sobre todos os detalhes, como: trajetos, lugares a visitar, datas de partida e chegada, dentre outros. O seguro viagem faz parte de todo o planejamento da viagem, mas é algo a ser concretizado após outras decisões terem sido tomadas. 

Continua após a publicidade

Porém, no caso de uma viagem de última hora, também é possível contratar o serviço. E, para isso, você pode usar as opções de cotação e contratação online disponíveis no mercado para agilizar o atendimento. 

Se houver algum imprevisto, como adiamento de alguma data ou da viagem em si e você já tiver contratado uma seguradora, entre em contato o mais rápido possível para renegociar as datas e prazos. 

Não deixe de verificar, também, se a empresa em que você está realizando a cotação está autorizada a operar ou vender esse tipo de seguro. O mercado das seguradoras é regulado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), que disponibiliza um canal para consulta de todas as empresas que podem atuar no setor.

Quais as principais seguradoras?

Existem inúmeras seguradoras nas quais você pode pesquisar planos de seguro viagem. Para ajudar na busca, trouxemos alguns seguros mais comuns no mercado. Mesmo assim, não deixe de pesquisar o maior número possível de seguradoras antes de tomar sua decisão.

Continua após a publicidade

Mastercard

O seguro viagem é um benefício dos clientes que possuem os cartões Mastercard Black e Mastercard Platinum e não pode ser adquirido por fora.

Além da assistência e transporte emergenciais 24h, os cartões oferecem outros serviços em viagens. O cartão Black possui mais benefícios, como sala VIP nos aeroportos e WiFi global.

Visa

Os clientes do cartão Visa Platinum têm cobertura para despesas médicas, odontológicas, de prescrição, e de hospedagem e transporte em viagens de até 60 dias consecutivos.

Ainda assim, é importante observar os termos e condições aplicáveis para cada caso.

Allianz

A cobertura básica do Allianz Viagens inclui morte ou invalidez por acidente, morte simultânea do segurado e cônjuge e despesas de funeral.

Continua após a publicidade

É possível, ainda, contratar coberturas opcionais para despesas de tratamento por acidente, bagagem extraviada, assistência em viagem, cancelamento e mais.

CVC

A empresa tem uma parceira com a seguradora Travel Ace Assistance, oferecendo planos para viagens nacionais e internacionais.

A cobertura dá direito a consultas médicas de emergência, atendimento odontológico de urgência, custeio de medicamentos, reembolso por extravio de bagagens e mais.

Porto Seguro

A seguradora oferece alguns planos para diferentes objetivos, como viagens nacionais, internacionais ou para intercâmbio.

Continua após a publicidade

As coberturas incluem assistência emergencial 24h, reserva e compras de passagens aéreas, organização de pacotes de viagem, reservas de hotéis, dicas com roteiros culturais e de lazer, entre outras informações e orientações.

Decolar (Assist Card)

A Decolar oferece 5 tipos de seguro viagem do Assist Card: Prata, Ouro, Platinum, Diamante e Anual multi viagens.

A diferença entre eles inclui a cobertura de assistência médica, os gastos e seguros inclusos e o valor do reembolso em caso de perda e demora na entrega da bagagem.

SulAmerica

O seguro viagem da SulAmerica é dividido entre os planos Mundo, América Latina, Europa, Brasil e Estudante. Após a escolha do plano, você pode personalizá-lo para que atenda às necessidades que fazem sentido para a sua viagem.

Continua após a publicidade

Preciso contratar, obrigatoriamente, o seguro para viagens internacionais?

Na verdade, essa condição depende do seu destino.

Na Europa, 26 países fazem parte do Tratado de Schengen que exigem seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros para imigrantes em despesas médicas e hospitalares, repatriação médica e sanitária como condição de entrada. A única isenção é para turistas que possuem dupla cidadania.

Além desses 26 países, existem alguns outros que também exigem seguro viagem, mas com exigências diferentes. A seguir, veja a lista completa, em ordem alfabética, de países onde o seguro viagem é obrigatório:

  • Alemanha;
  • Austrália;
  • Áustria;
  • Bélgica;
  • Cuba;
  • Dinamarca;
  • Equador;
  • Espanha;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Estônia;
  • Finlândia;
  • França;
  • Grécia;
  • Holanda;
  • Hungria;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Liechtenstein;
  • Lituânia;
  • Luxemburgo;
  • Malta;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal;
  • Reino Unido;
  • República Tcheca;
  • Suécia;
  • Suíça; e
  • Venezuela.

Como acionar o seguro de viagem ou a assistência viagem?

Se você precisar usar o seguro viagem para ser atendido por um médico ou mesmo precisar procurar um hospital em uma situação de emergência, a primeira coisa a se fazer é entrar em contato com o número da empresa seguradora.

É praxe que essas companhias enviem os números e canais de contato para situações de emergência. O atendimento costuma ser 24h, durante os sete dias da semana, e a muitas seguradoras oferecem um canal para contato em português. 

Continua após a publicidade

Nesse contato, a empresa vai sugerir um local mais próximo, que conste na rede conveniada e vai orientar sobre os procedimentos.

Alguns seguros viagem também oferecem a possibilidade de enviar um médico até o local onde você estiver hospedado. Essa é garantia de comodidade, principalmente por não ter que se deslocar para um hospital ou clínica em que você pode ter que se comunicar em outro idioma, por exemplo. 

Independentemente de qualquer coisa, nunca deixe de guardar quaisquer documentos que comprovem o que aconteceu com você, como foi o atendimento e por quais serviços você teve que pagar – se tiver pago, é claro. São esses comprovantes que vão garantir seu reembolso caso você tenha feito algum pagamento no hospital. 

E se algo der errado com a cobertura do seguro viagem?

Por mais cuidados que você possa tomar na hora da contratação de um seguro viagem, inclusive levando em conta as dicas que listamos neste artigo, pode haver desentendimentos entre segurados e seguradoras.

Continua após a publicidade

Em blogs de viagem, alguns usuários relatam experiências negativas que podem servir de aprendizado. 

Portanto, o principal é que você certifique-se de contar com o maior número possível de provas e documentos que comprovem que o contrato firmado com a agência não foi cumprido como deveria.

Além disso, procure órgãos como a Susep, que regula a atividade, o Procon ou mesmo a justiça para que seus direitos sejam garantidos.

BÔNUS: como funciona o seguro viagem em caso de pandemia?

Embora essa questão talvez nunca tenha sido considerada pela maioria, com a pandemia de coronavírus em 2020, ela tornou-se muito relevante.

É claro que não é recomendável viajar durante uma situação assim, mas, caso seja necessário, é importante saber se o seu seguro viagem cobre situações específicas ao caso. A boa notícia é que sim, muitas seguradoras incluíram custos com despesas médicas e hospitalares relacionadas à Covid-19.

Continua após a publicidade

Ainda assim, vale checar com a empresa de sua escolha para ter certeza do que está incluído no seu plano ou se essa cobertura pode ser adicionada.

Conclusão

Em resumo, nesse artigo, buscamos explicar como funciona o processo de contratação de um seguro viagem e o que você deve levar em conta antes de assinar um contrato com uma seguradora.

Por isso, esperamos que todas as suas dúvidas tenham sido esclarecidas e que você possa fazer uma escolha bem informada do seu seguro viagem.

Todavia, reforçamos que o seguro viagem é uma daquelas despesas que podem poupar algumas dores de cabeça durante seu passeio ou trabalho, ou mesmo, depois dele.

Continua após a publicidade

Já imaginou se, em vez de boas lembranças, você trouxer em sua bagagem uma conta hospitalar mais alta que suas economias? Seria uma avalanche nas suas estratégias financeiras, concorda?

Então, é válido querer economizar contratando um plano justo à sua necessidade, mas abrir mão da proteção pode ser um mau negócio.

Enfim, torcemos para que suas próximas viagens sejam muito satisfatórias e seguras! Ainda assim, caso exista algo mais em que possamos ajudar, não hesite em nos deixar um comentário aqui embaixo.

Então, agora que você sabe mais sobre a assistência e o seguro viagem, que tal assinar a newsletter do iDinheiro e receber, toda semana, um conteúdo exclusivo sobre o que importa para o seu dinheiro?

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.