A obtenção do seguro residencial pode ser uma importante decisão para quem deseja resguardar o seu bem mais valioso: a sua casa. No entanto, muitas pessoas ainda possuem dúvidas sobre como contratar e quais são as coberturas e serviços ofertados pela seguradora.

Sendo assim, leia este nosso artigo e entenda o que é seguro residencial e quais os principais benefícios que este tipo de seguro pode te oferecer.

Continua após a publicidade


Vamos lá?

Seguro Residencial – o que é e como funciona?

O seguro residencial é indicado para as residências individuais, moradia habitual ou de veraneio. Este tipo de seguro é conhecido por reunir um conjunto de seguros em uma única apólice.

Todo seguro residencial possui como padrão uma garantia básica, que cobre os danos e prejuízos provocados por incêndio, queda de raio e explosão. No entanto, é possível complementar o seguro adicionando novas coberturas. Esta prática é muito utilizada para quem deseja proteger o imóvel contra outros riscos.

Existem várias coberturas que você pode adicionar: roubo, impacto de veículos, vendaval, furacão, desmoronamento, chuva de granizo, e entre outros. Supondo que você resolveu adicionar no seu seguro o ressarcimento de prejuízos causados por outras pessoas involuntariamente, por você e por quem morar ou trabalhar na sua casa. Essa cobertura está relacionada ao seguro de responsabilidade civil, e pode ser incluída no seu seguro residencial.

O que muitos não sabem é que, além das coberturas, você também pode incrementar o seu seguro com vários serviços adicionais, como limpeza de caixa d’água, conserto do telhado, faxineira, etc.

O seguro residencial é considerado de baixo custo. No entanto, a inclusão de garantias e serviços adicionais podem deixar o preço, mais conhecido como prêmio do seguro, um pouco salgado. Portanto, avalie bem se realmente precisa e se vai utilizar todas as opções escolhidas.

Conheça as principais coberturas do seguro residencial

Após o entendimento sobre o que é seguro residencial e como ele funciona, chegou o momento de entender um pouco sobre as principais coberturas oferecidas. No entanto, é importante que fique claro que a disponibilidade das coberturas pode variar de empresa para empresa, ok?

Confira abaixo as principais coberturas existentes no mercado:

Incêndio, explosão e fumaça

Como esta garantia faz parte da cobertura básica, então a sua contratação é obrigatória. Então, você pode acionar o seguro em caso de prejuízos causados por incêndios que começaram dentro do seu imóvel, acidente com o botijão de gás, ou até mesmo solicitar amparo a danos causados por queda de aeronave em sua casa.

Para receber a indenização sobre o incêndio na sua residência, é preciso comprovar os danos que foram causados.

Roubo ou furto de bens

Você já tomou todas as precauções para proteger a sua residência, mas ainda se sente inseguro? Temos certeza que esta cobertura pode ser bastante interessante para você.

A garantia de roubo ou furto de bens foi criada para oferecer assistência em situações em que o cliente foi vítima de uma invasão com subtração de objetos.

Danos elétricos

É muito comum o aparecimento de problemas na rede elétrica por causa da descarta elétrica atmosféricas, ou popularmente conhecido como raio.

Com esta descarga elétrica, muitos eletrônicos e eletrodomésticos da sua casa podem sofrer algum dano, ou até mesmo parar de funcionar completamente.

As pessoas que adquirem esta cobertura no seguro residencial ficam protegidas dessas eventualidades.

Vendaval, furacão, ciclone, tornado e granizo

Alguns efeitos da natureza podem causar sérios problemas ao seu imóvel. E se você mora em uma região em que essa situação é muito mais recorrente, e com muito mais intensidade, então você precisa adicionar esta cobertura ao seu seguro.

Caso a sua residência seja lesada por um desses efeitos da natureza, então a seguradora é obrigada a te indenizar sobre os danos ocorridos no seu imóvel, e também aos bens que estiverem na parte interna.

Perda ou pagamento de aluguel

Vamos supor que o seu imóvel tenha sofrido com as enchentes que ocorreram em um determinado período do ano. Com a garantia de perda ou pagamento de aluguel no seu seguro residencial, a seguradora vai pagar o aluguel em uma outra residência provisória. Assim, você ganha um tempo para colocar a sua casa – e sua vida –  em ordem!

Responsabilidade civil familiar – danos a terceiros

Esta cobertura cobre os danos que algum morador da residência, empregados domésticos ou até mesmo o animal de estimação possa ter causado com algum vizinho.

Caso a reforma do seu apartamento apresente algum dano ao seu vizinho, você pode acionar o seguro para realizar este reparo, por exemplo.

Negócios em casa

As pessoas que possuem um espaço dentro de casa para desenvolver o seu serviço, podem gostar desta cobertura. Este tipo de garantia protege os danos aos bens dos microempreendedores que exercem o seu trabalho dentro da residência.

Quebra de vidros

A garantia de quebra de vidros no seu seguro residencial pode repor o box do banheiro, vidros da varanda, cooktop, quebra de espelhos e até as louças sanitárias. No entanto, é preciso ficar atento sobre a cláusula acordada no contrato, pois em algumas situações o seguro indeniza apenas um valor.

Vazamento de tubulações

Você não precisa se preocupar com os vazamentos na tubulação da sua residência, quando você estiver amparada pela cobertura vazamento de tubulações. Assim que contatar a seguradora, você recebe a indenização pelos danos que o seu imóvel sofreu por conta do vazamento da água.

Roubo ou furto de bicicleta

Atualmente, a bicicleta vem se tornando o meio de transporte de muitos brasileiros. Adquirindo esta cobertura para a sua bike, você fica seguro em caso de roubo, furto ou até mesmo uma danificação que ocorreu dentro ou fora da sua residência.

5 vantagens do seguro residencial

Além de garantir a proteção dos seus bens, o seguro residencial também se responsabiliza pela sua segurança e de toda a sua família.

Portanto, confira os 5 motivos que vão te convencer a contratar o seguro residencial o mais rápido possível:

1. Agilidade e praticidade na contratação

É bastante simples contratar um seguro residencial. Você vai precisar entrar em contato com um corretor de seguros, ou acessar o site da seguradora escolhida e preencher um formulário. Todo o processo é sem burocracia, e rapidamente você tem o seu pedido do seguro aprovado.

2. Custo vs benefício

Um seguro residencial oferece várias coberturas, por um preço único mensal. Se você contratasse cada serviço separadamente, temos certeza que o valor facilmente ultrapassa o valor do seguro.

Então, assim que você adquire o seguro residencial, toda a burocracia para procurar por profissionais ou empresas qualificadas para resolver as suas demandas fica por conta da seguradora.

3. Personalização

Existem pessoas que buscam por proteção para o tipo de imóvel adquirido, outras procuram fechar um seguro que comporte toda a dinâmica dos moradores da casa. Assim, você pode montar um seguro residencial voltado exatamente às suas necessidades, e pode contratar as coberturas mais importantes para você.

4. Serviços de Assistência Domiciliar

O seguro residencial oferece vários serviços de assistência domiciliar. Conheça alguns eles:

·        Chaveiro;

·        Cobertura provisória de telhados;

·        Desentupimento;

·        Instalação de olho mágico;

·        Reparos hidráulicos;

·        Segurança e vigilância;

·        E entre outros!

5. Garantia de indenização

A pessoa que contrata um seguro residencial tem a garantia a indenização de danos no imóvel. Por exemplo, a seguradora tem a obrigação de arcar com os possíveis custos gerados pelo incêndio no imóvel.

As principais dúvidas sobre seguro residencial

Qual o melhor momento para fazer um Seguro Residencial?

O ideal é que o seguro residencial seja feito no momento que foi adquirido o novo imóvel. Assim, você vai ficar protegido de várias eventualidades, como: incêndio, vendavais, raios ou roubo de bens existentes no imóvel.

Qual imóvel não é permitido para o seguro residencial?

Alguns imóveis não são aceitos pela seguradora para a contratação do seguro residencial. Confira:

  • Imóveis em construção.
  • Imóveis usados como alojamento.
  • Imóveis destinados para repúblicas.
  • Imóveis construídos para materiais combustíveis.
  • Imóveis tombados pelo patrimônio histórico e cultural.

Vale a pena contratar apenas a cobertura básica?

A cobertura básica do seguro residencial garante a assistência em situações comuns, como incêndio, explosão ou queda de raios que afetem o imóvel.

Dependendo das suas necessidades, apenas a cobertura básica pode não ser o ideal. Portanto, avalie antes o que gostaria de proteger e faça uma pesquisa sobre as coberturas adicionais existentes na seguradora.

Qual a diferença entre o seguro residencial e o seguro condomínio?

O seguro condomínio é para pessoa jurídica e garante a cobertura da edificação, envolvendo as unidades autônomas e as partes comuns do condomínio. Para este seguro, fica como representante legal o síndico.

Por outro lado, o seguro residencial é para pessoa física e garante indenizações que não estão no Seguro Condomínio, como a cobertura da sua própria residência e seus bens, não apenas de áreas comuns.

Como acionar o seguro residencial?

Para acionar o seguro é bastante simples. Para informar um sinistro, é preciso entrar em contato pelo telefone ou através do aplicativo da seguradora. Normalmente é solicitado o seu nome, CPF, RG ou o número do seu cartão de segurado.

Acionei o seguro, mas não fui atendido. E agora?

Se você precisou dos serviços da seguradora, entrou em contato e não foi atendido, o ideal é que você procure a Superintendência de Seguros Privados – SUSEP e registre a sua reclamação. Ela será responsável por entrar em contato com a seguradora e cobrar providências, ou até mesmo aplicar uma multa.

A seguradora pode se recusar a cobrir o dano?

Sim. Se a vistoria comprovar que os danos que foram causados e são frutos do resultado da estrutura na construção do imóvel, então a seguradora pode se recusar a cobrir esses danos.

O que são bens não compreendidos no seguro?

A seguradora especifica na apólice do seguro os bens que não são indenizados quando acontece algum imprevisto. Em geral são os seguintes bens:

– Pedras, metais preciosos, obras e objetos de arte em geral, bens de grande valor que são facilmente destruídos ou danificados pelo incêndio.

– Manuscritos, plantas, projetos, papel-moeda, selos, cheques, papéis de crédito, moedas cunhadas, livros de contabilidade, e entre outros.·        Bens de terceiros. Mas caso este objeto esteja sob responsabilidade do segurado para reparos ou manutenção, e que exista documentos que comprovem a sua entrada e existência no local segurado.