Muitas pessoas não sabem mas, um seguro de vida proporciona maior segurança, conforto e até mesmo um amparo financeiro para as famílias.

Continua após a publicidade


Portanto, leia este artigo para entender o que é seguro de vida, como funciona este tipo de serviços e quais os principais benefícios e coberturas oferecidas.

O que é um seguro de vida?

O seguro de vida é conhecido como um contrato que você realiza com uma seguradora, com o objetivo de garantir os para os seus familiares ou dependentes que recebem uma cobertura financeira caso aconteça algo com você.

Existem situações que você pode acionar o seguro de vida em vida. Por exemplo, suponha que você esteja impossibilitado de trabalhar ou exercer as suas atividades diárias, então você pode acionar o seu seguro de vida.

Para garantir os benefícios do seguro de vida, é preciso que você esteja em dia com o pagamento mensal. E este valor é combinado no momento em que se firma uma apólice, e foi decidido toda a cobertura que precisa.

Um ponto interessante a se destacar é a possibilidade de alteração da cobertura selecionada. Com isso, você tem a autonomia de sempre que possível personalizar o seu seguro de vida.

As garantias do seguro de vida

Como o seguro de vida pode ser personalizado, então a garantia pode variar de acordo com o plano contratado. Normalmente o seguro de vida pode ter os seguintes tipos de proteção:

·        Morte;

·        Invalidez permanente total ou parcial por acidente (IPA);

·        Invalidez permanente total por acidente (IPTA);

·        Invalidez permanente por acidente majorada (IPAM);

·        Invalidez funcional permanente total por doença (IFPD);

·        Invalidez laborativa permanente total por doença (ILPD);

·        Despesas médicas, hospitalares e odontológicas (DMHO);

·        Diárias de incapacidade temporária (DIT);

·        Diárias por internação hospitalar (DIH);

·        Doenças graves (DG).

Existem algumas dúvidas sobre o seguro de vida e o plano de saúde para as doenças graves. De forma bem objetiva, o plano de saúde é responsável por cobrir as consultas médicas, exames básicos e as internações. Enquanto o seguro de vida, fica com a responsabilidade dos cuidados especiais e os remédios, por exemplo.

Conheça os tipos de seguro de vida

Atualmente, é possível encontrar dois tipos de seguro no mercado: o individual e o coletivo. Quando a negociação é realizada diretamente entre o segurado e a seguradora, então podemos chamar de seguro de vida individual. Este tipo de seguro costuma levar em consideração as particularidades e necessidades pessoais.

Já o seguro de vida coletivo, a negociação é realizada entre a empresa e a seguradora. Então, além de investir na segurança no trabalho, o seguro de vida em grupo é essencial para a cobertura contra acidentes ou doenças que podem levar o funcionário em morte ou invalidez.

O seguro coletivo admite três formas de custeio:

·        Totalmente contributário – os empregados são responsáveis pelo pagamento integral do plano.

·        Parcialmente contributário – o empregado e a empresa vão pagar o plano, na proporção convencionada.

·        Não contributário – a empresa é totalmente responsável pelo pagamento do plano.

Esses dois tipos de seguro de vida possuem seus benefícios, e foram criados para funções diferentes. Enquanto o seguro de vida individual é utilizado para as pessoas que desejam proteger financeiramente os seus beneficiários, o seguro de vida em grupo é uma ótima opção para as empresas que querem oferecer esses benefícios para os seus funcionários.

 

Saiba como fazer um seguro de vida

A contratação de um seguro de vida precisa levar em consideração as suas necessidades e objetivos.  Mas, para que isto aconteça da melhor forma possível, você vai precisar buscar por empresa que são especializadas em seguros, e que conseguem te oferecer planos de acordo com as suas preferências e com preço acessível.

Após a escolha da seguradora, chegou o momento de avaliar as coberturas disponíveis e qual delas melhor se adequa à sua família. Em seguida, verifique se o valor estipulado para pagamento mensal está de acordo com a sua situação financeira no momento.

Antes de assinar o contrato, acreditamos que seja interessante o conhecimento de alguns fatores, tais como:

·        Carência da apólice.

·        Abrangência geográfica das coberturas.

·        Riscos excluídos.

·        Valor máximo de capital segurado.

Algumas seguradoras disponibilizam gratuitamente um simulador de seguro de vida. Esta ferramenta pode ser bastante interessante para você simular um plano que pode ser ideal para você, os seus beneficiários e a sua saúde financeira.

Assim que estiver escolhido a seguradora e o plano ideal, você vai precisar responder um questionário sobre o seu perfil de saúde. Neste momento é muito importante que todas as perguntas sejam respondidas com honestidade. Pois, a seguradora pode considerar que você fraudou o sistema e pode negar certos recursos solicitados futuramente.

Seguro de vida: por que contratar?

É possível enumerar vários motivos para contratar um seguro de vida, mas com certeza o principal objetivo seria de proporcionar mais segurança para a família e os seus beneficiários.

Suponha que você seja o responsável financeiro da sua família. Com a contratação do seguro de vida, será garantido para os seus beneficiários uma certa quantia de dinheiro caso você se ausente ou fique impossibilidade de ajudá-los.

Outro ponto interessante do seguro de vida, e que poucas pessoas conhecem, é a possibilidade de usufruir de um programa de saúde e bem-estar. Através deste serviço você pode receber várias orientações nutricionais, desde o perfil nutricional com IMC, ideias de cardápios com base nos objetivos específicos, e até uma orientação para compra de alimentos e bebidas.

Em resumo, o seguro de vida é uma excelente aquisição para quem procura tranquilidade, proteção, segurança financeira com um excelente custo benefício.

Os principais critérios para a escolha da seguradora

Como podemos perceber, é muito importante fazer a escolha certa da seguradora. Além de garantir que você consiga usufruir de todos os benefícios que julga necessário, é possível que se encontre seguros com preços acessíveis e com pagamentos mais flexíveis.

Diante disso, reunimos alguns pontos que consideramos essenciais para a escolha da seguradora.

O seu potencial no mercado

Procure por empresa que transmita segurança e que tenha uma trajetória consolidada em oferecer seguros de vida. Uma dica inicial é pesquisar e avaliar as empresas que já possuem tempo de mercado.

Variedades de benefícios e opções

Cada seguradora oferece o seguro de vida com diferentes condições. Existem seguradoras que apresentam opções mais limitadas, e não conseguem atender às suas necessidades, enquanto existem empresas que possuem todas os benefícios que vão conseguir atender as suas expectativas.

Portanto, pesquise e busque conhecer todas as condições que a seguradora oferece, e se eles te atendem 100%.

A empresa é confiável

Atualmente é muito fácil e simples avaliar a reputação de uma empresa pela internet. A nossa primeira dica é o site Reclame Aqui. Você pode pesquisar a empresa neste site e conferir todas as reclamações e pedidos solicitados. Além disso, você pode verificar se as reclamações foram solucionadas, e o tempo gasto para toda a resolução.

Além do site Reclame Aqui, você pode visitar as redes sociais da empresa para conferir os feedbacks de outros clientes. Você também pode utilizar as redes sociais para conhecer melhor o trabalho da seguradora.

E por último, você também pode conferir o cadastro da seguradora na SUSEP, uma entidade responsável pelo controle e supervisão das ofertas e seguros.

Indicação de amigos e familiares

Conseguir ou conhecer experiências de pessoas próximas, pode ser uma ótima alternativa para escolher uma seguradora para o seu seguro de vida. No entanto, não podemos ficar presos apenas nas experiências positivas que elas obtiveram, pois não é possível garantir que possa acontecer com você também.

Mas lembre-se, mesmo recebendo ótimas indicações de uma seguradora, não esqueça de verificar se as coberturas oferecidas vão conseguir suprir as suas necessidades. Além disso, não esqueça de conferir as condições presentes na apólice.

Com o seguro de vida em mãos, nós temos certeza que você vai conseguir aproveitar todas as vantagens, que vão desde a tranquilidade para o segurado, até a proteção para toda a família.

Seguro de Vida, Seguro de Acidentes Pessoais e Seguro de pessoas – entenda a diferença

Muitas pessoas possuem dúvida sobre a diferença entre o seguro de vida, seguro de acidentes pessoais e o seguro de pessoas. Apesar de algumas semelhanças, cada seguro possui diferentes serviços e particularidades.

A diferença entre o Seguro de Vida e Seguro de Acidentes Pessoais

Muitas pessoas possuem dúvida sobre o seguro de vida e o seguro de acidentes pessoas. Basicamente o seguro de vida garante a indenização para morte natural ou acidental, enquanto o seguro de acidentes pessoais pode ser utilizado apenas nos casos de falecimento por acidente.

Outra diferença entre esses dois seguros é com relação a idade. Para o seguro de acidentes pessoais, não existe distinção entre jovens e idosos. Portanto, o valor do prêmio vai ser igual para todos os afetados.

A diferença entre Seguro de vida e Seguro de Pessoas

O seguro de pessoas pode ser contratado selecionando as coberturas separadamente, ou em um conjunto, como:

·        Morte natural.

·        Morte acidental.

·        Invalidez permanente por acidente.

·        Invalidez funcional permanente por doença.

·        Doenças graves.

·        Diária por incapacidade temporária.

·        Despesas médicas, hospitalares e odontológicas.

·        Diária por internação hospitalar, e outras.

Já no seguro de vida, é possível que se usufrua da cobertura de risco de morte.

As principais dúvidas sobre o seguro de vida

A apólice do seguro diz respeito ao contrato firmado entre a seguradora e o titular. Com este documento assinado, não é possível fazer modificações. Para realizar qualquer alteração, vai ser preciso criar uma nova apólice.

De modo geral, a apólice é responsável pela garantia de quem contrata e também das seguradoras.

Para fazer o cálculo do seguro, as seguradoras levam em consideração a idade do contratante. A maioria das empresas possuem algumas restrições para as pessoas que possuem idade acima de 65 anos, e algumas limitações a partir de 60 anos que estão fazendo a contratação da primeira apólice.

Durante a vigência, é possível escolher e fazer a troca dos beneficiários quantas vezes achar necessário.

Após a ocorrência do sinistro, o benefício vai precisar apresentar à seguradora os documentos necessários para o recebimento da indenização. É possível conferir esta documentação no contrato do seguro.

Após a apresentação de toda a documentação, é aberto o processo de pagamento que pode levar até 30 dias.

No geral, os itens mais importantes do contrato são: perfil do titular, beneficiários, coberturas, valor da apólice, valor do prêmio e cancelamento da apólice.

Não. Apesar de muitos considerarem o seguro de vida como um investimento, ele não se enquadra para esse fim. Mesmo que o valor da indenização seja corrigido conforme a inflação, o seu rendimento pode ser inferior e até mesmo insatisfatório para um investidor.

Caso você tenha interesse de conhecer melhor alguns investimentos, assine a Newsletter do iDinheiro e receba toda semana conteúdo exclusivo sobre o que importa para o seu dinheiro.