Guias, Seguros

Tudo sobre seguro de celular

Cris Landa
Cris Landa
Tudo sobre seguro de celular

Um dos maiores medos de quem adquire um smartphone de alto valor no Brasil é […]

Um dos maiores medos de quem adquire um smartphone de alto valor no Brasil é perdê-lo em um assalto. E com razão, já que a última pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box – Roubo de Celulares no Brasil, mostrou que pelo menos 47% da população que usa esse tipo de aparelho já foi roubado pelo menos uma vez na vida. Apenas com esse dado já fica evidente a importância de um seguro celular, não é mesmo?

Assim, para ter mais garantias diante dessa situação – e de outros imprevistos, muitos usuários têm apostado no seguro celular. Tanto que a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) divulgou um aumento de mais de 70% na contratação desse tipo de garantia nos últimos anos no país.

Continua após a publicidade

Ficou interessado e quer saber o que é, como funciona, quanto custa, coberturas e outras informações importantes sobre o seguro celular? Então continue a leitura que vamos te explicar tudo detalhadamente.

O que é um seguro celular?

Um seguro celular nada mais é do que uma apólice de seguro especializada que cobre o custo de substituir ou reparar seu smartphone se ele for perdido, danificado ou roubado.

Continua após a publicidade

Esse tipo de garantia geralmente é oferecida no momento da compra do seu aparelho, seja em lojas físicas ou on-line. Mas também pode ser adicionado alguns dias após a ativação de um novo telefone, caso você tenha acabado de comprar um celular.

O seguro celular pode ser coberto tanto pela empresa onde você fez a compra, como por outras seguradoras do mercado. Alguns exemplos são a Porto Seguro, AffiliateLink, Pier e Kakau por Generali Brasil Seguros.

O que um seguro celular cobre?

Assim como os demais tipos de seguro do mercado (automóvel, residência), a cobertura do seguro celular vai depender da apólice e da seguradora escolhida. Os tipos de cobertura mais comuns no mercado são:

Cobertura básica

Danos físicos ao bem – (quebra, queda, amassamento e arranhaduras) por causas externas como tentativa de roubo, impacto de veículos, incêndio, raio, explosão, dentre outros.

Continua após a publicidade

Coberturas opcionais

Subtração/roubo do bem – cobre assaltos, a mão armada ou não, em que seu aparelho for retirado de você. Cobre ainda furto qualificado, quando há provas da intenção do roubo.

Danos elétricos – garante a cobertura de danos causados por oscilações de energia, descargas elétricas, curto circuito e queda de raio.

Danos causados por líquidos – garante ao segurado o pagamento por prejuízos materiais causados ao celular por danos de origem involuntária e acidental por água ou qualquer outra substância líquida.

Garantia internacional – contratando esta cobertura, o cliente terá garantia de reembolso pelos danos descritos na apólice, mesmo que tenham ocorrido fora do Brasil.

Continua após a publicidade

Cobertura para acessórios – compreende fones de ouvido, cabos e demais acessórios, que estarão cobertos com as mesmas garantias contratadas para o celular.

Como acontece o reembolso?

Na maioria das seguradoras o cliente pode receber um aparelho idêntico ao que foi roubado ou danificado. Porém, existe um prazo para que isso aconteça, que geralmente é de 15 a 30 dias a partir da comunicação da ocorrência.

Posso receber o reembolso em dinheiro?

Sim, é possível optar por receber o reembolso em dinheiro, ao invés de um aparelho idêntico ao roubado ou danificado, porém a porcentagem do valor que você vai receber varia de acordo com as regras de cada seguradora. 

5 razões para contratar um seguro celular

Como em muitos tipos de seguro, há os pessimistas – aqueles que acreditam que proteger seu smartphone em caso de perda, roubo ou dano é um desperdício de dinheiro. Mas antes de decidir, veja essas cinco razões que elencamos para mostrar porque um seguro celular é tão importante.

Continua após a publicidade

1. O preço a pagar pelas franquias são inferiores ao custo de um novo telefone

Às vezes, as pessoas desistem de fazer um seguro celular ao descobrir que precisam pagar uma franquia ao registrar uma reclamação. Mas isso não faz sentido, porque mesmo pagando esse valor você ainda estará no lucro no caso de algum dano, perda ou roubo do seu telefone.

O custo médio de um smartphone de nível médio no Brasil é de cerca de R$ 3 mil. Já a franquia média de um seguro celular tende a custar, em média, a metade do valor de mercado do aparelho.

2. Cases e películas não são totalmente seguras

Há quem ache que proteger seu smartphone com as melhores capas protetoras seja algo suficiente. Mas lembre-se que isso só protege seu telefone de ficar muito danificado ao sofrer uma queda (e nem sempre).

Você sabia que aproximadamente 80 milhões de telefones são perdidos, roubados ou danificados a cada ano? Uma taxa de aproximadamente 2,5 telefones por segundo!

Continua após a publicidade

3. Fazer uma reclamação é fácil

Contrariamente à crença popular, a apresentação de uma solicitação para o reembolso do seguro celular no caso de perda, roubo ou dano não é uma dor de cabeça e você não ficará em espera por horas. 

Isso porque vivemos em um mundo hiperconectado e a maioria das seguradoras disponibiliza seus canais de contato 24 horas por dia, sete dias por semana, on-line ou por telefone.

4. Reparos em lojas não autorizadas são arriscados

Talvez você nem sempre tenha a opção de consertar o telefone se ele quebrar. Mas se o seu telefone puder ser reparado, as opções mais baratas frequentemente anulam a garantia do fabricante do seu smartphone. 

5. A paz de espírito é grandiosa

Alguns acreditam que o seguro celular simplesmente não vale a pena, já que “você provavelmente nunca precisará dele”. É verdade, você pode nunca perder o seu telefone, ou deixá-lo cair na piscina, ou ser assaltado enquanto volta da academia no seu bairro.

Continua após a publicidade

Da mesma forma, você também pode nunca sofrer um acidente de carro, mas ainda precisa do seguro de automóvel. O ponto principal é que você corre um risco sem o seguro celular, você vive com medo de que algo aconteça. E contratar o seguro é ter a tranquilidade de saber que, se algo acontecer, você estará coberto.

Não se arrisque! O seguro celular, assim como seguro de saúde ou cobertura de veículo, por exemplo, valem a pena e não são fraudes. 
Para saber mais sobre esse e outros tipos de seguros, acesse nossa categoria completa sobre seguros.

Além disso, assine a Newsletter do iDinheiro e receba toda semana conteúdo exclusivo sobre o que importa para o seu dinheiro.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *