Guias, Seguros

Seguro prestamista: saiba o que e como funciona

Cris Landa
Cris Landa
Seguro prestamista

Todos os dias escuta-se falar sobre os modelos de empréstimos que existem no mercado, não […]

Todos os dias escuta-se falar sobre os modelos de empréstimos que existem no mercado, não é mesmo? A variedade que o Brasil oferece para os cidadãos é gigantesca, além dos inúmeros benefícios que esses serviços podem trazer. Mas, em meio a isso, há um método diferenciado, que serve para salvá-lo em situações inoportunas: o seguro prestamista.

Você já ouviu falar sobre esse modelo? Entenda aqui o que é o seguro prestamista, além de como esse serviço funciona e quais as vantagens que ele traz para o consumidor que decide aderir a esse método.

Continua após a publicidade

Por isso, continue aqui e acompanhe tudo sobre o assunto! Boa leitura.

Você sabe o que é seguro prestamista?

Antes de iniciarmos toda a discussão sobre esse serviço precisamos entender o que ele realmente é. O seguro prestamista possui um nome incomum, que pode deixar até o cidadão mais informado e atualizada com uma pulga atrás da orelha. Porém, não se assuste!

Esse nome remete à palavra “prestação”, mas não se relaciona com o seu significado mais comum, de parcelamento e afins. Essa prestação se trata de prestar algo a alguém, sendo este o intuito do seguro prestamista.

Continua após a publicidade

A partir do momento que você adquire um empréstimo está se colocando em risco diante de algumas situações. Já imaginou ficar desempregado e não ter como pagar essa quantia? Quando isso acontece os juros vão se multiplicando e o problema só cresce, dia a dia. Mas o seguro prestamista está aqui para isso. Quando ocorrem essas situações, ele simplesmente banca o seu crédito durante um tempo. 

É uma forma de diminuir os prejuízos e dores de cabeça e, por isso, em alguns tipos de créditos como cheque especial, consórcios; empréstimos bancários consignados e cartão de crédito já podem vir acompanhadas desse tipo de seguro. É uma maneira de proteger quem está oferecendo a quantia e facilitar a vida do tomador de crédito. 

Destacamos que no caso desse tipo de seguro o beneficiário não é o segurado e sim a instituição financeira que concedeu o crédito. Além disso, como geralmente é um tipo de seguro feito em grupo, os preços costumam ser mais acessíveis e está ancorado principalmente em três fatores: custo do financiamento, prazo e idade do segurado.

Como funciona o seguro prestamista?

Para que você seja contemplado com o seguro prestamista é necessário, em primeiro lugar, aceitar a aquisição desse serviço no momento de fechar o seu contrato de empréstimo. Geralmente, todas as vezes que você procura por crédito pessoal, crédito consignado e afins, as instituições são obrigadas e oferecer esse modelo de asseguramento.

Continua após a publicidade

Mas é preciso cuidado. Mesmo que você esteja pagando um pouco mais alto para usufruir deste serviço, existem algumas situações que você precisa entender antes de cobrar a empresa. Confira: 

1. Desemprego involuntário

O seguro prestamista estará ao seu lado quando ocorrer um desemprego involuntário. Muito provavelmente, nesse momento, você está perguntando o que seria um “desemprego involuntário”, não é mesmo? Esse termo é utilizado quando você perde o seu emprego sem justa causa.

Vamos imaginar a seguinte situação: atualmente estamos passando pela pandemia de  COVID-19, que levou inúmeras empresas à falência. Devido a isso, o seu trabalho precisou te mandar embora sem justa causa, mas apenas pelo fato de não haver como sustentar o negócio e, consequentemente, o seu salário. Esse é um caso de desemprego involuntário.

Quando situações do tipo acontecem, você pode procurar pela agência de empréstimos e solicitar o seu seguro prestamista, de acordo com o tempo concordado entre as partes na assinatura da apólice do seguro. 

Continua após a publicidade

2. Morte

Esse serviço também está à disposição em casos de morte. Muitas empresas, infelizmente, quando o seu consumidor vai a óbito, buscam pela família para cobrar pelo empréstimo realizado por ele. Se a pessoa tiver o seguro prestamista, isso não acontece em hipótese alguma!

Além da agência se responsabilizar por toda a quantia que a pessoa deixou de pagar em crédito, as pessoas mais próximas na árvore genealógica são poupadas de desembolsar algum valor para quitar essa dívida.

É importante salientar, contudo, que existem muitas ressalvas em situações como essas. Alguns serviços bancários são estritamente proibidos de cobrar algo à família em casos de morte, cabendo até mesmo abrir uma ação na justiça se isso acontecer. Imagine que a pessoa faleceu e estava com a dívida ativa: a empresa é responsável por extinguir esse processo imediatamente!

3. Casos de invalidez

Por último, mas não menos importante dentre as vantagens, este seguro também cobre quando há alguma situação de invalidez. Isso é muito comum principalmente quando ocorre algum incidente no trabalho e a pessoa acaba precisando se aposentar por invalidez pelo Instituto Nacional de Serviço Social (INSS).

Continua após a publicidade

Vamos, novamente, imaginar outra situação: a pessoa trabalhava em uma construção. Certo dia ela caiu de um dos andaimes e sofreu lesões que deixaram sequelas e que não permitirão que ela se recupere totalmente e, consequentemente, que volte ao trabalho. Caso ele esteja com algum empréstimo financiado, o seguro prestamista auxilia no pagamento das parcelas até a aprovação definitiva da aposentadoria.

Ou seja, em todas as situações de limitação financeira que o cliente fica sem ter como pagar o crédito esse serviço está ali para ajudar.

Quais são as vantagens do seguro prestamista?

Para que você analise se compensa contratar esse serviço, é importante que conheça as principais vantagens dele. Separamos algumas delas para que você possa entender o quanto o seguro prestamista pode ser útil!

Mais segurança financeira

Os sinistros cobertos por um seguro, independentemente de qual modalidade você contrata, são aqueles pelos quais nós nunca desejamos passar, mas que infelizmente, estamos sujeitos a eles.

Continua após a publicidade

Se manter a nossa segurança financeira já é importante enquanto tudo vai bem, nos momentos difíceis isso se torna algo ainda mais valioso! Por isso, contratar um seguro prestamista ajuda você a se preocupar com o que de fato mais importa quando algo acontecer, enquanto suas contas são quitadas pela seguradora.

Garantia de bens protegidos

Ninguém deseja ter que vender seus bens ou ter que colocá-los como garantia em caso de não pagamento, não é? Com o seguro prestamista, nenhuma dessas hipóteses acontecerá com você. Isso porque é a apólice que cobrirá as suas despesas, sendo necessário algum tipo de complemento apenas se você não tiver contratado a quitação completa.

Tranquilidade para a família

Deixar a sua família sempre segura e tranquila é, provavelmente, uma das suas preocupações. Contratar o seguro prestamista é uma forma de garantir que eles não tenham preocupações relacionadas à sua dívida quando você estiver impossibilitado de quitá-las.

Os seguros prestamistas também permitem que você conte com um valor de apólice maior que o valor da dívida. Nesse caso, o que sobrar fica para a segunda pessoa registrada como recebedor e, com isso, você além de finalizar as prestações, ainda deixa um pouco a mais de dinheiro para quem você ama conseguir se organizar financeiramente.

Continua após a publicidade

Qual a diferença entre o seguro de vida e o seguro prestamista?

Enquanto o seguro de vida tem como principal objetivo garantir o pagamento das despesas hospitalares especiais e funerárias, além de garantir uma quantia reservada para os beneficiários, o seguro prestamista tem como foco a cobertura das suas prestações vindas de financiamentos, empréstimos ou outros parcelamentos conforme já citamos anteriormente.

Ou seja, os dois seguros, apesar de terem coberturas parecidas, tem apólices destinadas para finalidades diferentes. Por isso, é importante que, antes da contratação, você avalie qual é a sua real necessidade!

O que é preciso para contratar esse seguro?

O seguro prestamista está diretamente vinculado a uma dívida que você fez. Por isso, ter um compromisso financeiro é a primeira exigência para essa contratação. 

Diferente de outros produtos, o seguro prestamista não é contratado à parte com uma seguradora. Ele já será oferecido a você no momento em que solicitar o seu crédito junto ao banco ou outra instituição financeira e você pode escolher se realmente deseja contratar ou não.

Continua após a publicidade

Normalmente, as seguradoras vão exigir que você esteja dentro de uma faixa etária específica (18 a 70 anos costuma ser o mais comum) e, em alguns casos, que comprove que não há doenças pré-existentes. Mas vale lembrar que essas são exigências que podem variar de empresa para empresa e, por isso, pode ser que você encontre outras restrições.

Quanto custa a contratação?

Assim como em outros tipos de seguro, o custo varia de acordo com algumas especificidades. No caso do prestamista, o que vai determinar o valor é, basicamente, o custo total da dívida, o prazo pela qual ela se estende, bem como a idade do contratante. 

O último item é levado em consideração porque, segundo as estatísticas, pessoas mais jovens têm menos chances de passar por sinistros cobertos por este tipo de seguro do que os mais idosos.

Como acionar o seguro prestamista?

O procedimento pode variar de acordo com a seguradora com quem você assinou sua apólice, mas o passo a passo costuma ser o seguinte:

Continua após a publicidade

  1. A pessoa deve entrar em contato com a central de atendimento da seguradora, sempre com os documentos em mãos do titular do seguro prestamista. É recomendável também que você tenha as informações do beneficiário que, neste caso, é o banco ou instituição com quem você tem a dívida; 
  2. Após informar os dados, você será instruído a preencher um comunicado de sinistro, seja virtualmente, seja se dirigindo ao local físico da seguradora. Nesse momento, a pessoa também receberá uma lista de documentos que devem ser utilizados para que a seguradora possa analisar o caso;
  3. As seguradoras costumam pedir um prazo de 30 dias para a aprovação do uso da apólice e, estando tudo em conformidade, a dívida será paga conforme acordado em contrato.

Quais seguradoras oferecem o seguro prestamista?

Conforme já citamos, o seguro prestamista é contratado diretamente com o banco, instituição financeira ou loja com quem você solicitou um serviço de crédito. Por isso, a maior parte das seguradoras que oferecem esse produto são aquelas derivadas dos próprios bancos. Conheça alguns exemplos!

Caixa Seguradora

A Caixa oferece o seguro prestamista para os clientes que contratam as mais variadas linhas de crédito, que vão desde o Construcard até Capital de Giro. Uma das exigências é que o contratante tenha entre 18 e 79 anos, 11 meses e 29 dias — sim, esses pequenos detalhes contam.

O valor total do capital segurado é de até R$2 milhões para pessoas físicas e o pagamento pode ser feito tanto à vista quanto diluído nas suas prestações feitas na linha de crédito. Pela Caixa Seguradora, você ainda concorre a sorteios mensais de até R$100 mil e mesmo se ganhar uma vez, ainda pode continuar participando!

Itaú Seguros

O Itaú é um dos bancos que mais oferecem categorias diferentes de seguro prestamista para seus clientes. São elas:

Continua após a publicidade

  • Seguro LIS, para cobertura do seu cheque especial;
  • Seguro Consórcio Itaú/FIAT, para quem está aderindo a um consórcio de automóvel;
  • Proteção Financeira, voltado para financiamentos de veículos;
  • Seguro Crediário, oferecido aos clientes que solicitam crédito pessoal;
  • Seguro Conta Paga Garantida, para quitar dívidas com cartão de crédito;
  • Parcelamento Protegido, com apólices voltadas para quitar parcelamentos de cartão de crédito;
  • Seguro Crédito Pessoal Protegido, focado em quem contratou crédito pessoal pelo próprio cartão de crédito.

Todas as coberturas e detalhes de contratação vão variar de acordo com o que você precisa e, por isso, o mais recomendado é entrar em contato com o banco para tirar todas as suas dúvidas.

BB Seguros

O seguro prestamista do Banco do Brasil é em grupo, de forma bem similar a um consórcio, em que há uma contribuição coletiva. Como nem todos precisarão utilizar a apólice, as prestações costumam ser mais baixas do que em outras opções de seguro prestamista.

A cotação pode ser feita online e, depois da contratação, você consegue acompanhar todos os detalhes pelo aplicativo Vida Web, que permite fazer movimentações, gerar boletos e imprimir certificados de modo mais rápido e prático — o que é um grande diferencial nas situações de sinistro, que exigem agilidade.

Zurich Seguros

Se você tem uma loja e oferece linha de crédito para seus clientes, é possível contratar a Zurich Seguros para oferecer o produto de seguro prestamista. Com isso, você garante que os consumidores, mesmo em momentos difíceis, não fiquem inadimplentes com você, minimizando riscos financeiros.

Fazer a contratação de um seguro prestamista é uma excelente alternativa quando você pensa em ter um futuro tranquilo e mais saúde financeira. Quanto menos impactos no seu bolso tiver em momentos difíceis, mais tempo terá para dedicação ao que realmente mais importa nessas situações.Gostou deste conteúdo? Veja também como funciona o seguro de carros!

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *