Empréstimos, Guias

Empréstimo: tire todas as suas dúvidas para fazer a melhor escolha

Norton Reveno
Norton Reveno
empréstimo

Velho conhecido de uns, temido por outros, o fato é que certamente em algum momento […]

Velho conhecido de uns, temido por outros, o fato é que certamente em algum momento da sua vida adulta você já pensou sobre ele: empréstimo! E as circunstâncias podem ser inúmeras. Muitas vezes passamos pela situação de não possuir os recursos suficientes para fazer uma compra muito necessária, pagar um importante tratamento de saúde para nós mesmos ou alguém da nossa família. 

Ou ainda, em outros casos, temos despesas que não são necessariamente básicas, mas que são projetos que gostaríamos de realizar, como uma viagem muito desejada, a festa de casamento dos sonhos, um curso capaz de levar nossa carreira ao próximo nível, entre outros desejos comuns a vida de todos nós.

Continua após a publicidade

Além disso, a necessidade de um empréstimo pode surgir para pagar uma dívida com juros altos, como a do cheque especial ou do cartão de crédito, por exemplo. Em muitos casos, vale a pena pagar em uma só vez a dívida mais cara e pagar juros mais baixos em parcelas mensais de um empréstimo. 

Nesses casos, obter um empréstimo junto a uma instituição financeira confiável pode ser uma opção. Contudo, antes de assumir esse compromisso financeiro é preciso se informar e ter bastante cautela para não cair em armadilhas e acabar piorando a situação da sua vida financeira. 

Continua após a publicidade

Lembre-se que, antes de tomar um empréstimo, você deve considerar outras alternativas para aumentar sua renda, ou mesmo tentar reduzir gastos, caso não sejam essenciais ou não tragam significativa redução na qualidade de vida da sua família. 

Contratar um empréstimo é uma decisão muito importante e que exige calma e atenção. Porém, caso seja tomada com consciência, um empréstimo pode, sim, ser um aliado na realização dos nossos sonhos e projetos. 

Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto. 

Como funciona cada tipo de empréstimo?

Educação financeira não é algo comum nas casas e escolas do nosso país. Por isso, quando adultos, muitos acabam entrando em uma bola de neve de dívidas por pura falta de informação. 

Apesar de serem de grande ajuda, ao optar por um empréstimo é preciso entender bem como funciona todo esse universo para que você possa fazer as escolhas certas. Por exemplo, existem diversos tipos de empréstimos e cada um possui diferentes características. É preciso, portanto, que você entenda e analise cada um deles para definir qual se adequa melhor às suas necessidades. 

Continua após a publicidade

Por isso, para te ajudar, separamos a seguir os principais tipos de empréstimos. Entenda como funciona cada modalidade e escolha aquele que melhor atende suas necessidades.

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal é o crédito oferecido diretamente ao cliente. Pode ser contratado em um banco ou financeira, sendo que os bancos em geral oferecem taxas de juros mais baixas.

Nessa modalidade de crédito não são pedidas muitas garantias (razão pela qual são cobrados juros mais altos).

É realizada uma análise de crédito, quando a instituição financeira irá averiguar se o contratante terá condições de honrar o pagamento das parcelas. Caso seja aprovado, o valor será liberado rapidamente (geralmente em até 48 horas úteis) na conta corrente do contratante. 

Continua após a publicidade

Empréstimo consignado

O crédito consignado é o empréstimo cujas parcelas são descontadas diretamente na folha de pagamento. Como a garantia oferecida é maior, as taxas de  juros costumam ser bem mais atrativos do que outras modalidades de crédito, tornando o empréstimo consignado uma alternativa melhor em relação ao empréstimo pessoal. 

Empréstimo para MEI

O Microempreendedor Individual (MEI) pode obter um empréstimo estando de posse dos seguintes documentos: RG, CPF, CNPJ, comprovante de residência e Certificado de Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI) e/ou Certidão Simplificada da Junta Comercial.

O empréstimo voltado para o microempreendedor individual possui taxas de juros mais baixas, mas para conseguir essa modalidade de crédito é preciso comprovar que o valor será empregado exclusivamente na empresa. Para comprovar em que o dinheiro será aplicado, o empreendedor deverá apresentar um Plano de Investimento.

Empréstimo para negativado

É possível que alguém com o nome negativado junto às agências de proteção ao crédito obtenha um empréstimo? A resposta é sim. Porém, o contratante deverá oferecer como garantia o cheque de um terceiro que esteja com seu nome limpo. Nesse caso, a pessoa atuará como fiador. 

Continua após a publicidade

Como são calculadas as taxas de juros?

Os juros dizem respeito à remuneração que o tomador de crédito paga à instituição financeira que concede o crédito. Eles são calculados levando em conta o valor principal no período acordado, somando os juros gerados no período. 

Saiba mais sobre como calcular os juros do seu empréstimo aqui. 

Score de crédito: como funciona?

O score de crédito é o sistema de pontuação, atribuído aos birôs de crédito, dada ao consumidor de acordo com sua capacidade de pagar suas contas. Diz respeito ao histórico de pagamento das dívidas do consumidor.

Ter um score alto pode facilitar o processo de obtenção de crédito no mercado, pois quanto mais alto o score, maior a probabilidade de que o consumidor honre a dívida. 

Ranking das menores taxas de juros para empréstimos 

Um dos principais itens que você deve avaliar ao considerar adquirir um empréstimo diz respeito às taxas de juros. Por isso, apresentamos a seguir as menores taxas do mercado.  Compare os valores das taxas de juros praticados nas principais instituições financeiras do mercado e avalie. 

Continua após a publicidade

Empréstimos em grandes bancos, vale a pena?

Essa é uma dúvida recorrente quando o assunto é empréstimos. A seguir, compare as taxas de juros e os prazos praticados em alguns dos maiores bancos do mercado: 

Empréstimo Caixa

  • Limite de valor para concessão de crédito: definição caso a caso, a partir da análise de crédito.
  • Taxas de juros mensal: 4,73%.
  • Prazo para pagamento: de 1 a 48 meses.
  • Condições exigidas: apresentação de depósitos ou aplicação financeira.
  • Pagamento das parcelas: débito automático em conta corrente.

Empréstimo Itaú

  • Limite de valor para concessão de crédito: definido caso a caso, conforme o crédito pré aprovado. 
  • Taxas de juros mensal: 4,38%.
  • Prazo para pagamento: máximo de 57 meses. 
  • Condições exigidas: apenas ser titular de conta corrente do banco. 
  • Pagamento das parcelas: débito automático em conta corrente.

Empréstimo Santander

  • Limite de valor para concessão de crédito: definição caso a caso, a partir da análise de crédito.
  • Taxas de juros mensal: 4,61%.
  • Prazo para pagamento: máximo de 60 meses. 
  • Condições exigidas: apenas ser titular de conta corrente do banco.
  • Pagamento das parcelas: débito automático em conta corrente.

Empréstimo Banco do Brasil

  • Limite de valor para concessão de crédito: definição caso a caso, a partir da análise de crédito.
  • Taxas de juros mensal: 3,91%.
  • Prazo para pagamento: máximo de 60 meses.
  • Condições exigidas: ser correntista do banco e possuir crédito disponível.
  • Pagamento das parcelas: débito automático em conta corrente.

Empréstimo Bradesco

  • Limite de valor para concessão de crédito: definição caso a caso, a partir da análise de crédito.
  • Taxas de juros mensal: 5,70%.
  • Prazo para pagamento: máximo de 48 meses. 
  • Condições exigidas: ser correntista do banco e ter mais de 18 anos. 
  • Pagamento das parcelas: débito automático em conta corrente. 

Empréstimos em fintechs e outras instituições financeiras, qual a vantagem?

As fintechs são relativamente recentes, mas estão ganhando cada vez mais espaço no mercado, pelas vantagens que oferecem. Elas surgiram como uma alternativa às instituições financeiras tradicionais. 

As fintechs têm como característica principal a quase total ausência de estrutura física. Diferente de uma instituição financeira tradicional, não possui agência, nem grandes equipes de colaboradores, logo, seus custos operacionais são bastante reduzidos. 

Tal fato se reverte em benefício para seus clientes: na maioria dos casos, não são cobradas tarifas nas transações financeiras, como as transferências entre bancos e tarifas de manutenção da conta.Também não são cobradas taxas de anuidade de cartão de crédito, como a maioria dos cartões dos bancos e lojas de departamentos. As fintechs também costumam praticar taxas de juros bem mais baixas do que os praticados nos bancos e nas financeiras. 

Continua após a publicidade

Em geral, as taxas de juros praticadas pelas financeiras são bem mais altas que as praticadas pelos bancos, principalmente pelo risco de inadimplência, que é maior do que o empréstimo realizado por um banco a um de seus correntistas.  

Confira algumas das principais fintechs que atuam no mercado brasileiro. 

Empréstimo Crefisa

O valor máximo concedido pela Crefisa depende de análise de crédito. O prazo máximo para pagamento é de 24 meses, e as taxas de juros são de 21,06% por mês. O pagamento das parcelas é feito por meio de débito em conta ou cheque, e os documentos necessários são RG, CPF, comprovante de renda e de residência e extrato bancário.

Empréstimo Nubank

Essa é uma das fintechs mais conhecidas no país. O empréstimo pessoal Nubank pode ser feito todo através do aplicativo, existindo um valor pré aprovado para clientes. 

Empréstimo Geru

Com a Geru você pode fazer todo o processo de obtenção do empréstimo on-line, de maneira segura. Você também pode fazer uma simulação diretamente no site.

Continua após a publicidade

Como escolher um empréstimo?

A seguir todas as orientações para contratar o empréstimo mais adequado para você. Entenda o que você deve avaliar para realizar o melhor negócio. 

O que avaliar antes de escolher qual empréstimo contratar?

Antes de mais nada, é preciso garantir que as parcelas do empréstimo irão caber no seu orçamento. Do contrário, os juros serão sobrepostos mês a mês, e você terá entrado na famosa “bola de neve” das dívidas. 

Assegure-se que você poderá pagar as parcelas mensalmente, sem grande prejuízo para o seu sustento e o da sua família. É fundamental que suas finanças já estejam em dia antes de contratar o empréstimo, assim você evitará muitos problemas. 

Pode ser que você chegue à conclusão que não consegue pagar as parcelas sem prejudicar muito seu planejamento financeiro (não se esqueça da regra que determina que o ideal é não comprometer mais de 30% do seu orçamento com dívidas). Nesse caso, vale a pena tentar negociar um prazo maior, com uma parcela menor. Outra possibilidade é buscar alguma atividade para complementar sua renda mensal, mas essa alternativa também necessita de planejamento. 

Continua após a publicidade

Uma vez que suas finanças estão organizadas e você já sabe quanto irá pagar, escolha a instituição que você irá contratar. Busque o banco ou fintech que ofereça a menor taxa de juros, e que obviamente seja confiável e possuam uma boa reputação no mercado, como é o caso de todas as instituições financeiras citadas neste artigo. 

É fundamental que você leia atentamente o contrato, e não deixe de tirar todas as suas dúvidas com o colaborador da instituição financeira que o está atendendo. 

Comparar on-line: como funciona?

Você continua em dúvida sobre qual empréstimo escolher? Use as plataformas on-line para realizar uma simulação e descobrir qual empréstimo possui as melhores condições. 

A seguir, algumas sugestões de sites que você pode usar para comparar taxas e prazos antes de escolher seu empréstimo, com total segurança para os seus dados: Serasa eCred, ComparaBem, GuiaBolso, Canal do Crédito, Money Shop, entre outros. 

Continua após a publicidade

Para realizar a simulação, basta preencher seus dados e fazer a comparação entre as taxas e os prazos. 

Documentos necessários

A seguir, a lista com os documentos básicos para realizar um empréstimo. Contudo, cada instituição pode cobrar uma lista de documentos diferente, de acordo com suas próprias regras estabelecidas. Mas, geralmente, os documentos necessários esses. 

  • Documento de identificação oficial com foto: RG ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • CPF;
  • Comprovante de residência, que pode ser uma conta recente de luz, água, gás ou telefone, de preferência que esteja no nome de quem solicita o crédito;
  • Comprovante de renda recente, que pode ser o contracheque, comprovante de microempreendedor individual, contrato social da empresa (caso seja proprietário ou sócio), documento que comprove que é profissional autônomo ou a última declaração do Imposto de Renda. 

Pontos de atenção

Além dos itens já mencionados, é preciso ter bem claras as condições do empréstimo e ter sanado todas as dúvidas e se assegurado que as parcelas cabem no seu orçamento. 

Caso você vá realizar um empréstimo para quitar uma dívida mais cara, é preciso fazer as mudanças necessárias em seu orçamento, para que o problema não se repita. 

Continua após a publicidade

Dúvidas Frequentes 

Fazer um empréstimo pessoal é seguro?

Sim, desde que você contrate o empréstimo com o banco no qual tem conta corrente ou em outra instituição financeira conhecida no mercado e de confiança .  

É possível conseguir uma taxa de juros menor do que a estabelecida pela instituição financeira?

Depende, caso você opte por tomar um empréstimo no seu banco, nada impede que você tente negociar uma redução na taxa de juros e melhores prazos. Se você tem histórico de bom relacionamento com a instituição financeira, pode facilitar o processo. 

Posso contratar um empréstimo sem comprovar renda?

Não, é preciso apresentar um comprovante de renda para tomar um empréstimo.

O pagamento das parcelas pode ser antecipado?

Sim, e é uma boa ideia para pagar menos juros. Caso você consiga economizar para pagar mais parcelas, pode quitar sua dívida o quanto antes. 

Em quanto tempo o dinheiro será liberado na minha conta?

O prazo irá depender das regras da instituição financeira contratada. Contudo, o prazo médio é de 48 horas úteis após a análise de crédito e a aprovação para que o valor seja liberado em sua conta corrente. 

Já realizei um empréstimo, e tenho um contrato em andamento. Posso realizar outro?

Sim. Nada impede que você tenha mais de um contrato de empréstimo. Contudo, deve avaliar com muita cautela antes de comprometer ainda mais seu orçamento com outra dívida. 

O universo dos empréstimos realmente é bastante amplo e um pouco complexo, mas a partir desse material você já conseguirá ter um bom entendimento para tomar melhores decisões. Assine a Newsletter do iDinheiro e receba toda semana conteúdo exclusivo sobre o que importa para as suas finanças.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *