Empréstimo Banco do Povo é um nome bem convidativo para quem está em busca de um crédito acessível para resolver questões financeiras.

Mas, muita calma, ele é ofertado para um grupo específico: micro e pequenos negócios do estado de São Paulo localizados nos municípios atendidos no Banco do Povo.

Continua após a publicidade


As taxas de juros são bem atraentes, por isso, se você encaixa nesse perfil, vale à pena conhecer seus requisitos de contratação e comparar com outras opções do mercado. Neste post reunimos as informações que você precisa para fazer tudo isso. Confira agora mesmo.

O que é o empréstimo Banco do Povo?

O empréstimo Banco do Povo é, na verdade, um programa de microcrédito produtivo do Governo do Estado de São Paulo.

A promessa é de oferecer a menor taxa de juros das instituições financeiras do país, a partir de 0,35% ao mês para que os empreendedores possam usar o crédito como capital de giro ou investimentos no negócio, por exemplo, matéria-prima, máquinas etc.

O programa ainda contempla a oferta de crédito para empreendedores informais que queiram formalizar seu negócio e ainda turbinar sua operação com um recurso extra.

Quem pode contratar o empréstimo do programa?

O público-alvo do empréstimo Banco do Povo é bem específico e contempla os micro e pequenos negócios formais, além dos empreendedores do setor informal que desejam regularizar seu status.

Nesse grupo estão os Microempreendedores Individuais (MEI), Micro empresas (ME), empresas Ltda, EIRELI, microempreendedores urbanos, rurais, inclusive os informais.

Existem alguns critérios de elegibilidade que os interessados desse grupo também precisam atender.

Quais são os critérios para contratação do empréstimo?

Para ter o empréstimo Banco do Povo liberado, os interessados devem:

  • estar livres de apontamentos cadastrais no SERASA e/ou CADIN estadual;
  • terem negócio ativo em um dos municípios contemplados pelo programa Banco do Povo;
  • se pessoa física com empreendimento informal, residir ou possuir negócios a pelos menos dois anos em um dos municípios contemplados pelo programa;
  • se for motofretista, ter o certificado de conclusão do curso de 30 horas da categoria;
  • se mototaxista, ter certificado de conclusão do curso de 30 horas da categoria e licença para condução de mototáxi das prefeituras municipais do estado;

Além disso, devem apresentar ou enviar digitalmente as documentações necessárias conforme a modalidade de empréstimo. Eles passarão por uma análise de crédito como em todas as outras instituições.

Como funciona o empréstimo do programa?

O empréstimo do programa é dividido de acordo com o perfil do interessado, ou seja, empreendedor informal, MEI ou empresas.

Empreendedor informal

O empreendedor informal pode acessar algumas linhas de crédito, mas a principal delas é a orientada.

Nela, a taxa de juros é de 1% ao mês acrescido de 1% de TSF (Tarifa de Sustentabilidade do Fundo) onde o primeiro crédito liberado pode chegar até R$5 mil.

Com a quitação saudável do primeiro empréstimo, o segundo pode chegar até R$10 mil e o terceiro até R$15 mil.

Outra linha disponível para esse perfil é o Empreenda Rápido, com taxa de juros de 0,8% ao ano + 1% TSF. O limite vai de R$200,00 até R$15 mil.

Em todos os casos, o prazo máximo de parcelas é de 36 vezes e, para a liberação do crédito acima de R$3 mil é necessário a apresentação de um avalista.

MEI

As linhas de empréstimos para MEI são mais robustas, incluindo outros programas de apoio ao empreendedor.

Linha juros zero SEBRAE

Válida para os capacitados na instituição e que atendam os requisitos de MEI. Limite de até R$15 mil, carência de até 3 meses para início do pagamento.

Os juros anuais são pré-fixados com referência na TLP com multa de 2% e juros de mora de 12% ao ano. Porém, se as parcelas forem pagas em dia, um bônus é concedido no ato do pagamento isentando os valores mencionados.

Formal MEI

Taxa de juros entre 0,35% a 0,70% ao mês + TSF e FDA (Fundo de Aval do Estado), sendo o primeiro crédito de até R$10 mil, o segundo até R$15 mil e o terceiro em diante, até R$21 mil.

O empreenda rápido também está disponível para esse grupo com taxas até 0,55% ao mês +1% de TSF + FDA, com limites de crédito entre R$200,00 e R$21 mil.

Empresas

Para as empresas, associações e cooperativas restantes, as linhas de crédito seguem a mesma linha do MEI.

Linha básica Banco do Povo

Taxa de juros entre 0,35% e 0,70% ao mês, acrescidas de 1% de TSF para produtores rurais com CNPJ e, esses mesmos parâmetros mais FDA para ME, EPP, Ltda e EIRELI.

Linha de crédito rápido SEBRAE

Limites de crédito de até R$21 mil, carência de 1 a 3 meses e taxa de juros de 0,35% ao mês. É necessário ter o Fundo de Aval do Estado (FDA) e avalista.

Linha Especial COVID-19

Disponível para todos os perfis de clientes do Banco do Povo, a linha especial para COVID-19 tem taxa de juros de 0,35% ao mês, carência para pagamento até 90 dias e limites de crédito de até R$20 mil.

Para todas as linhas de crédito do Banco do Povo, é preciso enviar as documentações necessárias pelo site ou presencialmente na instituição, se ela estiver em funcionamento.

Mesmo que o empréstimo Banco do Povo tenha um público limitado, de empreendedores do estado de São Paulo, é interessante ver que existem linhas de crédito que incentivam o empreendedorismo no Brasil, não é mesmo?

Se você também empreende, saiba que existem outras opções de crédito e soluções que podem atender seu perfil e necessidades. Quer saber como saber sobre elas e ter outras dicas? Assine a newsletter do iDinheiro agora mesmo e receba muitas novidades.