As fintechs chegaram e começaram a mudar o sistema financeiro brasileiro. Uma das transformações foi referente à conta digital PJ, ou seja, voltada a pessoas jurídicas.

Para os clientes, essa é a oportunidade de ter acesso a vários recursos sem pagar muitas taxas. No entanto, em que consiste essas contas digitais para empresas? Como elas funcionam?

Continua após a publicidade


Este post é um guia completo com tudo que você precisa saber sobre o assunto. O que acha de saber mais e conferir se é a opção ideal para a sua empresa?

O que é a conta digital PJ?

As contas digitais para pessoas jurídicas são voltadas para micro e pequenas empresas, além de Microempreendedores Individuais (MEIs). Apesar de poderem ser usadas por empresários de médio ou grande porte, o foco principal são aqueles com menos acesso aos serviços financeiros tradicionais.

Essa modalidade surgiu a partir dos bancos digitais. Essas fintechs são diferentes das instituições financeiras tradicionais, mas os serviços costumam ser similares.

Fintechs

As fintechs são empresas que trabalham com serviços financeiros aliados à tecnologia. Elas costumam ser startups, mas podem ser organizações comuns que desenvolvem produtos 100% digitais.

Apesar de não serem instituições financeiras propriamente ditas, elas podem ser comparadas, porque têm ampla regulamentação do Banco Central (Bacen). Esse órgão monitora as atividade e fiscaliza o cumprimento das regras. Para ter certeza de que elas estão aptas a funciona, basta consultar o banco de dados do Bacen.

Devido a suas características, as contas digitais PJ podem oferecer:

  • conta-corrente digital sem tarifa;
  • cartão de crédito;
  • investimentos;
  • empréstimos;
  • seguros;
  • consórcios.

Assim, o pequeno empresário ou o MEI tem acesso aos mesmos serviços financeiros dos médios e grandes negócios. Além disso, realiza várias operações com rapidez e sem burocracia, porque lida com os processos pelo app do banco.

Quem pode ter uma conta digital PJ?

Qualquer pessoa com CNPJ e mais de 18 anos tem acesso a esse serviço. Basta colocar as informações do negócio e ter seu cadastro aprovado. Em muitos casos, nem existe a análise nos órgãos de proteção ao crédito. Por isso, até mesmo quem está com o CNPJ negativado pode criar a sua conta digital.

Como funcionam as contas digitais PJ?

Os serviços para pessoa jurídica funcionam totalmente pela internet. A maioria das fintechs que oferecem as contas digitais nem têm agências físicas. Por isso, os saques costumam ser realizados pelo Banco 24 Horas.

A ideia é usar os canais digitais para tudo, desde a abertura da conta até seu encerramento, quando for o caso. Os documentos solicitados são enviados pelo celular por meio de fotos ou prints.

Depois da abertura, você pode movimentar todos os valores com tranquilidade. Por isso, há ganho de tempo. Além disso, as taxas são mais baixas, o que significa que você também economiza dinheiro.

Como escolher a sua conta digital PJ?

Existem várias opções no mercado e pode parecer difícil selecionar a melhor alternativa. Nesse momento, é preciso conferir os serviços incluídos e possíveis taxas.

Avalie sempre como é o atendimento ao cliente. Afinal, sem agências físicas, é preciso ter um bom suporte online. Converse com outros clientes, de preferência que também tenham contas digitais para pessoas jurídicas.

Ainda pesquise na internet e em sites como o Reclame Aqui. Essa é uma forma eficiente de saber o que os clientes pensam sobre o serviço e se a chance de ter algum problema é grande.

Quais bancos oferecem contas digitais PJ?

Vários bancos brasileiros já trabalham com essa opção. Como dissemos, a maioria está enquadrada no segmento de fintechs. Veja alguns exemplos e suas características para determinar o que é melhor para você.

Agibank

É o novo nome do Banco Agiplan. A instituição era um banco tradicional e se tornou digital. Agora tem até ações negociadas na bolsa de valores brasileira, a B3.

Uma das vantagens é a isenção de taxa de manutenção. Você também tem acesso a cartão de crédito com bandeira Mastercard. Entre os serviços e as taxas estão incluídos:

  • 4 DOCs ou TEDs gratuitos por mês. Depois é cobrado R$ 1,90 por operação;
  • emissão de 4 boletos mensais gratuitos, com cobrança de R$ 1,90 por boleto após esse prazo;
  • 4 saques mensais no Banco 24 Horas e 2 gratuitos em lotéricas. Os adicionais nos caixas eletrônicos têm valor de R$ 6,49 e nas lotéricas custam R$ 3,99.

Banco Inter

É conhecido como um dos principais bancos com conta digital PJ. Com essa função desde 2017, a opção está disponível tanto para grandes empresas quanto para profissionais liberais.

A desvantagem é que, para ter a conta digital para pessoa jurídica, também é necessário ter a versão para pessoa física. Ainda assim, a mensalidade é gratuita. Os serviços incluídos são:

  • 100 TEDs gratuitos por mês;
  • 100 boletos gratuitos mensais;
  • recebimento de dinheiro por QR code sem cobrança de taxas;
  • convênio com as principais bandeiras de cartão;
  • extratos por período;
  • serviços de folha de pagamento automática;
  • maquininha de cartão.

As maquininhas de cartão têm a aplicação de taxas. As vendas no débito têm incidência de 1,8% e no crédito é de 2%.

Banco Neon

Existe desde 2018 e já se tornou conhecido no mercado. É mais recomendada para profissionais liberais, MEIs e pequenos e médios negócios.

Não tem taxa de manutenção e os cartões de crédito têm anuidade zero. Há atendimento 24 horas e um cartão virtual grátis para fazer as compras online.

As taxas variam conforme a operação: 

  • transferências de dinheiro entre bancos: R$ 3,50; 
  • emissão de boleto: R$ 2,90;
  • saques no Banco 24 Horas: R$ 6,90.

No caso das compras internacionais, a taxa é de 4% na operação de câmbio.

Nubank

Talvez seja a opção mais conhecida do mercado. No começo, oferecia apenas cartão de crédito, mas depois foi criada a conta digital para pessoas físicas, chamada NuConta. Desde julho de 2019, a opção para empresa está em fase de testes.

A versão inicial oferecia vários serviços, como transferências gratuitas entre bancos e contas Nubank, pagamento de tributos e boletos, a função “Cobrar dinheiro” e depósitos via boleto. 

<<BOX>> A função “Cobrar dinheiro” gera um link de pagamento via QR code a ser compartilhado em redes sociais, e-mail, apps de mensagens etc.

Por enquanto, a conta digital PJ do Nubank está válida apenas para os clientes da fintech e que são sócios únicos de pequenos negócios. Estão válidos os regimes societários:

  • MEI;
  • Empresário Individual (EI);
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

Banco Original

Com mais de 6 anos de atuação, tem a conta Original Empresas. Para ter acesso a ela, é preciso ter a conta para pessoas físicas.

A desvantagem é a limitação da conta digital PJ. O único tipo de crédito disponível é o cheque empresarial. Outros empréstimos devem ser acrescentados nos próximos meses. O pacote de serviços custa R$ 39,90 por mês e estão incluídos:

  • 6 TEDs;
  • 4 saques;
  • 20 transferências.

Na conta física, há isenção total de tarifas. Não há emissão de boletos. Deverá ser criado um pacote completo, que custará R$ 79,90. A tendência é que os saques e as transferências sejam ilimitados. Ainda deverá ser incluída uma maquininha de cartões.

BS2

Começou a oferecer contas digitais PJ há pouco tempo. No começo, era o Banco Bonsucesso, que tem mais de 30 anos no mercado. Com a reformulação da marca, é possível fazer pagamentos, gerar boletos e integrar informações financeiras do negócio.

Já existe uma solução de cobrança, maquininha de cartão e integração por meio de APIs. Não é cobrada taxa de manutenção, mas existem outras tarifas, como:

  • R$ 2,47 por boleto bancário compensado;
  • R$ 3,50 por TED.

O cartão virtual tem isenção de anuidade e a emissão de boletos também. É possível pedir um cartão físico, mas é necessário pagar por ele.

PJ Bank

É uma instituição de pagamento que oferece conta digital PJ. Entre os benefícios estão os cartões corporativos Visa ilimitados e o sistema de gestão que facilita o trabalho de conciliação bancária.

Os recebimentos por boletos estão isentos de taxas, exceto para liquidação. Nesse caso, a cobrança varia conforme o volume. Para os valores recebidos via cartão, as taxas variam:

  • 2,5% a 4% para transações à vista;
  • 2,9% e 4,4% para os parcelamentos em até 6 vezes;
  • 3,3% e 4,8% para parcelamentos em até 12 vezes.

O app permite realizar várias movimentações financeiras, inclusive a autorização de pagamentos de contas e de fornecedores. É impossível fazer investimentos pelo PJ Bank.

Conta Simples

É uma startup focada em soluções financeiras para pequenos empresários, freelancers, autônomos e MEIs. Há isenção da taxa de manutenção e as transferências entre Conta Simples também são gratuitas.

As transferências bancárias e emissão de boletos estão restritos a 2 grátis por mês para cada um dos serviços. Depois, há cobrança de R$ 2,99 e R$ 2,89, respectivamente. Além disso, é preciso pedir um convite para abrir a sua conta.

A partir dessas informações, você já sabe que a conta digital PJ é uma boa alternativa. No entanto, é preciso fazer uma análise aprofundada para encontrar a melhor para o seu negócio.

Assine a Newsletter do iDinheiro e receba toda semana conteúdo exclusivo sobre o que importa para o seu dinheiro.