Tesouro Prefixado: conheça esse título do Tesouro Direto

Entenda como funciona e o passo a passo para investir no Tesouro Prefixado! Com um pouco mais de R$ 30, já é possível começar!

melissa nunes perfil
Melissa Nunes

Tesouro Prefixado: conheça esse título do Tesouro Direto

Você está procurando saber como investir seu dinheiro, mas não sabe por onde começar? Bem, se você já ouviu falar do Tesouro Direto, talvez saiba que os títulos públicos do Tesouro Direto são considerados os mais seguros do país.

Em geral, eles se dividem em prefixados e pós-fixados, conforme o modo como são rentabilizados. Dentre os vários títulos disponíveis, hoje vou te apresentar o Tesouro Prefixado e suas características.

Continua após a publicidade

Então, ao final deste post, você vai saber:

  • o que é Tesouro Direto;
  • como funciona o Tesouro Prefixado;
  • como investir no Tesouro Prefixado;
  • quando é possível resgatá-lo.

O que é o Tesouro Direto?

Lançado em 2002, o Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional que visa a venda online de títulos públicos federais para pessoas físicas. Assim, essa é uma forma do governo captar dinheiro para financiar projetos públicos, como na educação, saúde e etc.

O interessante é que as aplicações começam a partir de cerca de R$ 30,00, ou seja, são de fácil acesso ao pequeno investidor.

Continua após a publicidade

Como comentei lá no início, esses títulos oferecem diferentes tipos de rentabilidade (prefixada e pós-fixada) e também diferentes prazos de vencimento e fluxos de remuneração.

Se quiser aprender mais sobre esses títulos, dê uma olhada nesse artigo que explica tudo o que você precisa saber.

O que é o Tesouro Prefixado?

Agora que você já entendeu o que é o Tesouro Direto, vamos falar do Tesouro Prefixado. Ele tem uma característica que o define: sua rentabilidade é fixa. Entenda mais abaixo.

Como funciona o Tesouro Direto Prefixado?

Com os títulos prefixados, é possível saber exatamente a rentabilidade e quanto será recebido na sua data de vencimento.

Continua após a publicidade

Isso porque eles têm a taxa de juros fixa (daí o nome, prefixado), logo, no momento de fazer seu investimento, você já a conhece. Além disso, ela não se altera ao longo do tempo, e, por isso, esse título é ideal para quem precisa de previsibilidade.

Como exemplo, veja a imagem abaixo de um título real.

tpref1
Fonte: Tesouro Direto

Vamos entender cada uma dessas partes:

  • “Tesouro Prefixado 2024” é o nome do título, que já sinaliza que ele é prefixado e seu ano de vencimento é 2024;
  • “7,10%” é a rentabilidade anual do título, ou seja, quanto seu dinheiro vai valorizar anualmente;
  • “R$ 31,84” é o valor mínimo de investimento, que representa uma fração do título (cerca de 4%, nesse caso);
  • “R$ 796,04” é o preço cheio ou unitário do título (só é possível comprar múltiplos das frações desse título ou uma unidade inteira);
  • “01/07/2024” é a data de vencimento desse título, isto é, quando seu dinheiro volta para a sua conta automaticamente caso você não o resgate antes do prazo.

E veja que interessante essa característica do Tesouro Prefixado: se você comprar uma unidade do título (R$ 796,04), ao final do prazo, com a soma dos juros, terá cerca de R$ 1 mil. Duvida? Teste a nossa calculadora de juros compostos!

Portanto, quando o governo ajusta a taxa da rentabilidade do título, o valor unitário também se altera. Assim, você sabe que sempre terá o mesmo valor ao final do prazo. Bacana, né?

Quais são os títulos prefixados disponíveis?

Existem dois tipos de título prefixados:

  • Tesouro Prefixado (LTN); e
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F).

Basicamente, a diferença entre eles é que no Prefixado (LTN) você recebe o valor que investiu, mais os juros, na data de vencimento. No Juros Semestrais (NTN-F), como o próprio nome diz, você recebe os juros a cada semestre e, no vencimento, o valor que investiu também.

Continua após a publicidade

Esses dois modelos têm um impacto bem importante na rentabilidade: sempre que você recebe os juros, no caso do NTN-F, a rentabilidade volta a ser sobre o valor investido inicialmente. Na prática, quer dizer que o efeito dos juros compostos fica condensado naqueles 6 meses.

Por isso, se você não tem a necessidade de receber esses juros semestrais, o LTN é bem mais interessante! Assim, seu dinheiro fica lá, rendendo, até o fim do prazo.

Qual a diferença entre prefixado e pós-fixado?

Bem, os prefixados você já entendeu: a taxa de rentabilidade é fixa, ou seja, não varia ao longo do tempo.

Já nos títulos pós-fixados, é o contrário: sua rentabilidade muda conforme o comportamento dos seus indicadores.

Continua após a publicidade

No caso do Tesouro Direto, temos dois indicadores possíveis:

  • a inflação (IPCA); e
  • a taxa básica de juros (Selic).

Como esses índices econômicos podem variar ao longo do tempo, os títulos que estão ligados a eles também mudam. Por isso, quando você investe no Tesouro Selic ou no Tesouro IPCA, pode até ter uma ideia de quanto vai receber no vencimento, mas não será a mesma previsibilidade do Tesouro Prefixado.

Como investir no Tesouro Prefixado?

Agora, vamos ao passo a passo. Você vai ver como é fácil investir no Tesouro Direto! Para isso, você vai precisar de:

  • seu CPF;
  • uma conta em banco ou corretora;
  • habilitação do seu banco ou corretora para investir no Tesouro Direto.

Caso você ainda não tenha uma conta, pode acessar a lista de bancos e corretoras habilitados e escolher a que melhor atende as suas necessidades. Se estiver em dúvida, consulte nosso artigo sobre os melhores bancos digitais para investir ou sobre as melhores corretoras de valores.

Depois de cadastrar sua conta e pedir a habilitação para investir, é só acessar o Portal do Investidor ou baixar o aplicativo oficial do Tesouro Direto (disponível para Android e iOS).

Continua após a publicidade

Como fazer um investimento?

Existem algumas coisas importantes para saber antes de investir, como:

  • só é possível investir ou resgatar um título durante o horário de funcionamento do Tesouro Direto: das 9h às 18h (pedidos feitos fora desse horário só serão efetivados no dia útil seguinte);
  • você pode usar o simulador do Tesouro Direto antes de escolher seu título;
  • ao investir, você precisa respeita o valor mínimo e as frações dos títulos.

Assim, é só seguir o passo abaixo (lembrando que você também pode utilizar a plataforma do seu banco ou corretora).

1. Após acessar o Portal do Investidor, essa é a tela que você verá. Note que você pode fazer todo o acompanhamento pelo menu à esquerda. Para fazer um investimento, clique em “investir agora”.

captura de tela do portal do investidor

2. Role a tela para escolher seu título ou filtre por tipo escolhendo entre “selic”, “prefixado” e “inflação”.

captura de tela dos títulos no portal do investidor

3. Nesse caso, escolhemos o Tesouro Prefixado 2026. Clique em “adicionar” e verá que ele aparece no carrinho no topo da página.

Continua após a publicidade

captura de tela do tesouro prefixado 2026

4. Por fim, basta usar os sinais de “+” ou “-” para adicionar ou remover frações do título, sempre respeitando o investimento mínimo. Depois, é só clicar em “investir” para fazer o investimento imediatamente ou escolha “agendar” para outra data.

captura de tela da compra do tesouro prefixado 2026

E pronto! Fácil, não? A plataforma é bastante intuitiva e você também pode fazer o mesmo processo pelo aplicativo.

Como resgatar o Tesouro Prefixado?

Para resgatar, basta acessar a plataforma, escolher “resgatar” no menu à esquerda e selecionar o título que deseja.

Como dito no tópico anterior, você precisa respeitar os horários de funcionamento do Tesouro Direto. Caso contrário, o resgate só acontece quando o mercado abrir, no dia útil seguinte à operação.

Continua após a publicidade

Diante disso, saiba que todos os títulos são resgatáveis a qualquer momento, ou seja, você não precisa esperar a data de vencimento para tomar seu dinheiro de volta. Isso é o que chamamos de resgate antecipado.

Mas há um porém: como os títulos são precificados pelo mercado todos os dias, pode ser que ele esteja mais barato do que quando você comprou. Na prática, quer dizer que você pode perder um pouco na venda antecipada.

Então, para garantir a taxa de rentabilidade que você contratou quando comprou o título, você precisa esperar até o vencimento. Por isso, ao investir, tenha em mente esse prazo para que não precise resgatar antes do tempo.

Quais os riscos de investir no Tesouro Prefixado?

Não há dúvidas: o Tesouro Direto é o investimento mais seguro do país. Isso porque, para o governo te dar calote, seria preciso que muita coisa parasse de funcionar antes, inclusive os bancos privados. Então, saiba que seu dinheiro está mais seguro no Tesouro do que na poupança!

Continua após a publicidade

Por isso, quando falo em risco, estou me referindo mais ao risco de mercado, aquele que mencionei no tópico anterior: o risco de perder dinheiro no resgate antecipado.

Assim, caso você veja que seu investimento está negativo, saiba que esse é um movimento normal de oscilação de preços, mas que sua rentabilidade está garantida no fim do prazo.

Além disso, assim como seu título pode perder valor, ele também pode ganhar. Isso significa que você pode ver mais dinheiro no seu investimento do que o previsto. Bacana, né?

Em relação ao Tesouro Prefixado, outro risco possível é o de inflação. Como sua rentabilidade é fixa, caso a inflação suba, seu dinheiro pode acabar perdendo poder de compra. Portanto, antes de investir, vale ficar atento às condições e previsões do mercado para a economia.

Continua após a publicidade

Quais os custos para investir no Tesouro Prefixado?

Não é muita coisa, mas vale saber que existem 3 taxas das quais não dá pra fugir:

  • a taxa de custódia da B3, que é de 0,25% ao ano sobre o valor aplicado;
  • o IOF, cobrado apenas nos primeiros 30 dias da aplicação; e
  • o Imposto de Renda, cobrado apenas pelos rendimentos, segundo a tabela regressiva abaixo.
tabela regressiva do imposto de renda
Tabela regressiva do imposto de renda

Por fim, a instituição financeira em que você está habilitado também pode cobrar uma taxa de custódia também, que fica entre 0% e 2%. Mas não é necessário pagá-la, então, fuja de bancos ou corretoras que cobrem esse tipo de tarifa.

Quanto rende 1000 reais no Tesouro Prefixado?

No simulador do Tesouro Direto, você pode prever a rentabilidade do seu investimento, além de compará-la a outros tipos de aplicação em renda fixa.

Vamos a um exemplo? Digamos que:

  • você quer investir R$ 1 mil no Tesouro Prefixado 2026;
  • você vai fazer aportes mensais também de R$ 1 mil.

Agora, é só seguir esse caminho:

1. No site do Tesouro, clique em “Simulador” na parte superior da página.

captura de tela da página inicial do tesouro direto

2. Na tela seguinte, escolha “já escolhi meu título”.

captura de tela do simulador do tesouro direto

3. Role a tela para escolher um dos títulos. Nesse caso, vamos selecionar o “Tesouro Prefixado 2026”. Depois, clique em “simule”.

Continua após a publicidade

captura de tela dos títulos do tesouro direto

4. Aqui, você pode escolher entre simular um valor para investir hoje ou o quanto gostaria de resgatar. No nosso exemplo, vamos escolher a primeira opção.

captura de tela do simulador

5. Por fim, basta digitar os dados do investimento e clicar em “simular”.

captura de tela do simulador

6. Na última tela, você vê a rentabilidade prevista bruta e líquida e a comparação com outros títulos de renda fixa.

captura de tela dos resultados do simulador

Legal, né? Nesse caso, vemos que a rentabilidade do Tesouro Prefixado supera a dos outros títulos, por isso, essa pode ser uma escolha interessante.

Além disso, você pode voltar e escolher outros títulos ou outros valores e fazer novas simulações. É quase um brinquedo!

Continua após a publicidade

Tesouro Prefixado ou Tesouro IPCA?

Está na dúvida entre investir em Tesouro Prefixado ou Tesouro IPCA+?

Bem, agora você já sabe quando faz sentido investir no Tesouro Prefixado. Mas lembra daquele risco de inflação? Se ela subir, seu dinheiro fica para trás.

No Tesouro IPCA+ isso não acontece, justamente porque ele está ligado ao índice oficial de inflação no Brasil (IPCA).

Por isso, esse é o investimento ideal para quem quer se proteger dos efeitos negativos da inflação. E, como o Tesouro IPCA+ tem vencimentos longos, é indicado para objetivos de longo prazo, como aposentadoria, por exemplo.

Tesouro Prefixado ou Tesouro Selic?

De novo, surge a dúvida: Tesouro Prefixado ou Tesouro Selic?

No caso do Tesouro Selic, ele é um título pós-fixado com rentabilidade atrelada à Taxa Selic, nossa taxa básica de juros. Então, esse investimento vai acompanhar as subidas e descidas da Selic.

Continua após a publicidade

Assim, é o investimento ideal para quem quer iniciar no Tesouro Direto sem se preocupar com o prazo de resgate do dinheiro. Portanto, é o mais indicado para quem quer começar sua reserva de emergência ou fazer um investimento de curto prazo.

Conclusão: afinal, qual o melhor título do Tesouro Direto?

Como prometido, você agora já sabe o que é Tesouro Direto, o que é Tesouro Prefixado, como investir nele e como resgatá-lo, certo?

O Tesouro Direto oferece diferentes títulos para o investidor, e, portanto, não temos como dizer qual é o melhor para cada um. Isso vai depender dos seus objetivos e do tempo que você pretende deixar o seu dinheiro investido.

O que podemos afirmar é que os investimentos em títulos públicos são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional e bem acessíveis, já que, com pouco mais de R$ 30, você já pode começar a aplicar o seu dinheiro.

Continua após a publicidade

Por fim, nossa dica é que você use e abuse do Simulador do Tesouro Direto para descobrir qual é o título mais adequado ao seu perfil. E, claro, aproveite que a ferramenta também faz comparações com outros investimentos disponíveis no mercado.

Se precisar de ajuda, aqui no iDinheiro temos uma postagem com um passo a passo de como utilizá-lo, viu? Faça suas simulações e descubra qual é o melhor título para você realizar os seus sonhos!

Quer continuar acompanhando as nossas postagens sobre títulos do Tesouro Direto? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.