Investimentos, Notícias

Tesouro Nacional paga R$ 13,5 bilhões a investidores nesta segunda (16)

Lucas Pavanelli
Lucas Pavanelli
pilhas de moedas, representando Tesouro Nacional paga R$ 13,5 bilhões em rendimentos
O Tesouro Nacional paga nesta segunda-feira, 16, R$ 13,5 bilhões em rendimentos do chamado Tesouro IPCA+. Saiba o que fazer com esse dinheiro

O Tesouro Nacional paga nesta segunda-feira, 16, R$ 13,5 bilhões em rendimentos do chamado Tesouro IPCA+, que são títulos atrelados à inflação, com vencimentos em 2035, 2045 e 2055. O cálculo é da XP Investimentos

Portanto, segundo especialistas, o investidor deve ficar atento aos ganhos que vão cair na conta hoje e decidir se vai reinvestir ou colocar as contas em dia. 

Continua após a publicidade

De acordo com João Falcão, especialista da Easynvest ouvido pelo Valor Investe, boa parte dos investidores está utilizando reservas para cobrir urgências de curto prazo. Esse é um dos resultados dos efeitos da pandemia na economia. 

No entanto, antes de tomar uma decisão sobre o destino dos rendimentos do Tesouro Nacional, é preciso checar o orçamento e analisar se ele está apertado ou se há espaço para novos investimentos. Nesses casos, duas opções são sugeridas: 

Tesouro Nacional: o que fazer com seus rendimentos

Se é preciso fazer uma reserva emergencial para enfrentar a turbulência dos últimos meses, uma dica, segundo especialistas, é o Tesouro Selic. 

Esse tipo de investimento tem uma oscilação baixa e taxa de administração zero. De forma geral, garante maior estabilidade e rendimento previsível para quem precisa. Em setembro, o Tesouro Selic entregou rentabilidade negativa mas, segundo Falcão, esse comportamento é atípico.  

Por outro lado, se você não teve problemas com suas reservas durante a pandemia, é possível adotar outras estratégias, mais arriscadas. 

Investir no mercado de ações: é uma boa?

Uma delas é o investimento em ações na bolsa, que vem ganhando maior relevância nos últimos meses. De acordo com Falcão, os investidores que optam por esse caminho podem usar rendimentos do Tesouro Nacional para se beneficiar de um mercado com baixa taxa de juros – cenário que ele prevê que deve se estender, ao menos, por mais um ano. 

“Com esse juro baixo a tendência é que esse fluxo para renda variável continue se intensificando”, espera o especialista da Easynvest, posicionamento dado em entrevista ao Valor. 

Se o investidor não estiver muito familiarizado com esse tipo de investimento, é possível escolher um fundo de ações, com aplicação mínima de R$ 100 e deixar o trabalho para especialistas no mercado financeiro. 

Quer saber mais sobre investimentos? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *