Tesouro IPCA: como funciona esse título do Tesouro Direto

O Tesouro IPCA é um dos títulos mais seguros do país. Aprenda a simular e descubra se ele é o ideal para os seus objetivos!

melissa nunes perfil
Melissa Nunes
O que é Tesouro IPCA?É um título do governo federal com rendimento atrelado à inflação.
Quando investir no Tesouro IPCA?Para objetivos de longo prazo, como a aposentadoria.
Como investir no Tesouro IPCA?Pelo site do Tesouro Direto ou do seu banco ou corretora.

Se você está considerando investir em títulos públicos, o Tesouro IPCA é uma das melhores alternativas disponíveis visando o longo prazo. Emitidos por uma instituição do governo federal, essa aplicação é uma das mais seguras do país, com rentabilidade híbrida e mais de uma opção de investimento para quem está começando a planejar a aposentadoria

No entanto, para realizar uma aplicação segura e aproveitar todos os benefícios desse título, é fundamental entender como ele funciona e suas principais características. Por isso, o iDinheiro preparou um guia especial sobre Tesouro IPCA, com tudo que você precisa saber para investir nesse título público com segurança e bons rendimentos. Entenda:

Continua após a publicidade

  • o que é Tesouro Direto e Tesouro IPCA;
  • como simular investir e resgatar o Tesouro IPCA;
  • quais os riscos e custos do investimento;
  • comparações e simulações reais no título.

O que é o Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é a instituição responsável pela emissão do Tesouro IPCA, além de outros títulos públicos. O programa foi lançado em 2002, em uma parceria da Secretaria do Tesouro Nacional e a B3, a bolsa de valores brasileira.

Inicialmente, o objetivo do projeto era democratizar o acesso à títulos públicos de investimento por pessoas físicas, além de captar dinheiro para financiamentos de projetos governamentais. Dessa forma, o Tesouro Direto atua como mediador entre essas aplicações federais e investidores.

Continua após a publicidade

Por conta da acessibilidade, é possível adquirir títulos do programa a partir de R$30, além da segurança da emissão pelo Governo Federal. Além disso, o Tesouro Direto também promove um investimento 100% digital, ou seja, você pode realizar todas as etapas diretamente pela internet.

O que é o Tesouro IPCA? 

O Tesouro IPCA é um dos títulos pós-fixados do Tesouro Direto. Isso porque ele conta com uma taxa fixa, definida no momento do investimento, mas também é atrelado ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), conhecido como índice oficial de inflação.

Ou seja, os cálculos dos rendimentos desse título ocorrem a partir de uma rentabilidade fixa e também sobre uma porcentagem variável definida posteriormente, de acordo com a movimentação do mercado. Por conta dessas características, o Tesouro IPCA é um dos mais seguros do catálogo de títulos federais, principalmente porque o valor recebe proteção contra a inflação.

Por ser considerado um investimento de longo prazo, o Tesouro IPCA é especialmente recomendado para pessoas que buscam rendimentos para o futuro, como para aposentadoria ou a compra de um imóvel.

Continua após a publicidade

Como funciona o Tesouro IPCA

Assim como outros títulos do Tesouro Direto, o Tesouro IPCA pode ser adquirido na plataforma oficial do programa. Uma vez que o investidor realiza a aplicação, ela começa a render a partir da taxa anual e do IPCA+.

Por exemplo, confira títulos reais e atualizados do site do programa em abril de 2021:

títulos do tesouro ipca disponíveis em 08/04

Na imagem, é possível conferir três variações do Tesouro IPCA, com vencimentos e valores distintos. A princípio, todos contam com a rentabilidade do índice de inflação, indicado pela sigla IPCA. No entanto, também existe a incidência de um juros adicional, que é a taxa em porcentagem.

No caso do título com vencimento para 2026, a rentabilidade é de 3,70%, com investimento mínimo de R$57,80. Além disso, também existe a possibilidade de adquirir um título “cheio”, cujo valor unitário é de R$2.890,20. O mesmo ocorre nos Tesouro IPCA 2035 e 2045, ambos com rentabilidade de 4,12%.

Continua após a publicidade

Dessa forma, ao investir nessa aplicação, os rendimentos serão influenciados por esses valores, que podem se alterar de acordo com a movimentação do mercado. A data, à direita da imagem, é o dia do vencimento do título, quando o dinheiro investido retorna para a conta do investidor.

Quais os títulos disponíveis?

Atualmente, o Tesouro IPCA conta com duas modalidades de títulos disponíveis. Dessa forma, o investidor pode optar pela aplicação que melhor atende às suas necessidades. Confira mais detalhes sobre cada uma delas abaixo.

IPCA+ (ou NTN-B Principal)

A princípio, esse é o título principal da modalidade, e funciona como outras aplicações de renda fixa. Assim, o investidor poderá resgatar toda a rentabilidade no final do prazo de vencimento, ou no momento da retirada, em caso de venda antecipada.

Com isso, os juros compostos poderão multiplicar o valor de forma previsível, resultando no montante já esperado no início do investimento.

Continua após a publicidade

Trata-se do título mais recomendável para quem busca rendimentos a longo prazo, e não tem intenção de retirar o valor antes do prazo. Dessa forma, os juros poderão continuar rendendo conforme previsto, além da incidência da taxa IPCA.

IPCA+ Juros Semestrais (ou NTN-B)

Além do principal, o investidor também tem a opção de investir em no Tesouro IPCA Juros Semestrais.

Ele funciona de maneira semelhante ao primeiro título, mas, como o nome indica, oferece antecipação dos juros a cada seis meses. Dessa forma, em vez de receber os rendimentos todos de uma vez no final do prazo de vencimento, o investidor poderá retirar o valor semestralmente.

Essa alternativa pode ser particularmente vantajosa para pessoas que necessitam de renda extra ao longo do ano. Assim, não é necessário aguardar o final do contrato para usufruir dos rendimentos. No entanto, vale ter em mente que os pagamentos semestrais prejudicam o efeito dos juros compostos, pois a acumulação é muito menor.

Continua após a publicidade

Como investir no Tesouro IPCA? 

Depois de conhecer mais sobre o Tesouro IPCA e optar pelo investimento, é importante conhecer o passo a passo para realizar a operação de maneira segura. Por isso, confira as etapas necessárias para investir nesse título:

1. Faça uma simulação

Antes de mais nada, é fundamental realizar uma simulação na plataforma do Tesouro Direto. Isso porque o programa junta todos os títulos disponíveis aos seus objetivos e também dá uma previsão do total de rendimentos e do valor investido a cada mês. Assim, você poderá ter uma ideia mais concreta sobre a aplicação.

A princípio, qualquer usuário pode fazer uma simulação, mesmo sem realizar cadastro. Para isso, basta acessar o site do Tesouro Direto e seguir as orientações. Essa é a tela que você verá:

captura de tela do simulador do tesouro direto

Continua após a publicidade

Para fazer uma simulação completa, escolha “Vamos começar?” ou, então, para simular o Tesouro IPCA, basta selecionar o botão “Já escolhi meu título” e escolher entre uma das opções listadas. 

No caso desse título, é possível optar por diferentes vencimentos, entre as alternativas de NTN-B Principal ou Juros Semestrais. Em seguida, o programa irá solicitar os valores previstos para o investimento inicial e para as parcelas mensais posteriores:

captura de tela de uma simulação com tesouro ipca 2016

Depois, o programa irá gerar um gráfico com a previsão dos rendimentos, e disponibilizar a opção de prosseguir com o investimento diretamente pelo site.

resultado de simulação com tesouro ipca 2026

Assim fica fácil ter uma previsão da sua aplicação, além de conhecer, na prática, como funcionam as taxas de juros e renda. Você também pode clicar em “Alterar os parâmetros” para simular diferentes valores.

Caso queira fazer outra simulação, basta clicar em “Simule com outro título” e recomeçar as etapas.

Continua após a publicidade

2. Crie uma conta no Tesouro Direto

Depois de realizar a simulação, o próximo passo é criar uma conta para fazer o investimento. Para isso, você precisa entrar em contato com uma corretora ou banco, pois é por meio dessas instituições que será possível disponibilizar o valor para o investimento.

O site do Tesouro Direto conta com uma lista de instituições habilitadas e informações sobre taxa de cobrança e formas de contato, por exemplo. Ali, você pode conferir se a instituição onde você tem conta oferece esse serviço e, depois, basta solicitar liberação para esse investimento.

Por fim, é só terminar seu cadastro no site e prosseguir para o próximo passo.

3. Selecione o Tesouro IPCA desejado

Continua após a publicidade

Depois de concluir sua conta no Tesouro Direto, você pode acessar o Portal do Investidor: 

captura de tela do portal do investidor mostrando a opção de investir

No menu esquerdo, é possível visualizar diferentes ferramentas disponíveis, com orientações sobre cada opção. Para seguir com o investimento, basta clicar no botão “Investir agora”.

captura de tela do portal do investidor mostrando os títulos disponíveis para investimento

Assim como na simulação, o portal exibirá uma lista de aplicações disponíveis, para que você adicione em seu carrinho. Se quiser, pode fazer uma nova simulação também.

Depois de selecionar o título do Tesouro IPCA desejado, finalize o investimento seguindo as orientações da plataforma.

4. Finalize o investimento

Por fim, basta entrar no carrinho e visualizar todas as informações da aplicação antes de finalizar. É importante verificar se o título e o prazo de vencimento estão corretos, bem como o valor inicial de investimento.

Continua após a publicidade

Depois de confirmar a operação, é só começar a acompanhar o investimento através do seu portal. Além disso, a corretora escolhida também oferece a opção de contratar e monitorar o Tesouro IPCA pela sua plataforma, caso você prefira investir diretamente pela instituição.

Como resgatar o Tesouro IPCA?

Existem duas situações onde o investidor pode resgatar o Tesouro IPCA. A princípio, essa possibilidade está disponível após o prazo de vencimento do contrato, onde é possível resgatar os recebimentos integrais.

Para isso, basta entrar em contato com a corretora e seguir as orientações indicadas ou acessar essa opção no menu do Portal do Investidor:

captura de tela do portal do investidor destacando a opção de resgate

Porém, você também tem a opção de resgatar sua aplicação antes do prazo de vencimento, já que o Tesouro Direto oferece liquidez diária.

Continua após a publicidade

No entanto, é importante entender que seu título pode sofrer variações de precificação do mercado e é esse valor que você vai resgatar antecipadamente. Isso pode ser tanto vantajoso (caso seu título esteja valorizado perante o mercado) como desvantajoso, pois pode haver alguma perda de capital.

Portanto, procure investir visando o longo prazo e evite fazer resgates antecipados, assim, o Tesouro Nacional garante sua rentabilidade inicial.

Além disso, considere que o resgate funciona de acordo com as seguintes determinações do Tesouro Direto:

  • em dias úteis: das 9h30 às 18h, com resgate processado com os preços e taxas do momento da transação; e das 18h às 5h, com os preços de abertura do dia útil seguinte;
  • aos finais de semana e/ou feriados: preços e taxas de abertura do dia útil seguinte.

Depois de confirmar a operação, o valor será depositado na conta vinculada, aquela do seu banco ou corretora.

Continua após a publicidade

Quais os riscos de investir no Tesouro IPCA?

Investir no Tesouro IPCA oferece diversas vantagens, no entanto, também existem alguns riscos que o investidor precisa se atentar antes de considerar a aplicação. Dessa forma, ele poderá avaliar o custo-benefício de forma completa, levando em conta alguns pontos menos positivos.

Por exemplo, o risco de mercado é o que falamos anteriormente: a precificação dos títulos acontece todos os dias, então, o resgate antecipado pode ocasionar em perdas financeiras, caso seu título sofra desvalorização.

No entanto, essa situação ocorre no caso de resgate antes do prazo de vencimento. Caso a aplicação permaneça rendendo até o período indicado, você recebe o valor previsto no momento da contratação.

Por outro lado, o Tesouro IPCA é uma das aplicações mais seguras da renda fixa. Você não corre o risco de ter seu pagamento em atraso, por exemplo, ou ter um prejuízo significativo em seus rendimentos, uma vez que a taxa é pós-fixada.

Continua após a publicidade

Assim, antes de investir nesse título, basta assegurar a disponibilidade de mantê-lo até o prazo de vencimento, ou, se optar pelo resgate, verificar as oscilações do mercado no momento.

Quando vale a pena comprar o Tesouro IPCA? 

Existem diversas situações onde é interessante considerar a compra do Tesouro IPCA:

  • objetivos de longo prazo: aposentadoria, grandes viagens, intercâmbio, a compra de uma casa, poupança para a universidade dos filhos, etc;
  • proteção contra a inflação: a rentabilidade atrelada ao IPCA protege seu dinheiro da desvalorização e também garante um ganho real (a taxa fixa do título);
  • segurança: o Tesouro Direto é a aplicação mais segura do país, ideal para investidores iniciantes mais conservadores.

Em termos práticos, o Tesouro IPCA é um investimento sólido, com possibilidade de previsão e garantia dos recebimentos.

Quais os custos para investir no Tesouro IPCA? 

O custo inevitável do Tesouro IPCA é a taxa de custódia da B3, no valor de 0,25% ao ano.

Além disso, também existe a incidência do imposto de renda, cuja cobrança varia de acordo com o tempo do investimento, conforme a tabela abaixo:

Continua após a publicidade

tabela regressiva do imposto de renda
Tabela regressiva do imposto de renda

Por fim, também existe o IOF, cobrado apenas nos primeiros 30 dias.

Vale ressaltar que, apesar de ser raro, algumas instituições ainda cobram taxa de custódia para investimentos no Tesouro Direto. Por isso, certifique-se que o seu banco ou corretora tenha isenção dessa tarifa.

Quanto rende 1000 reais no Tesouro IPCA?

Muitos investidores consideram diferentes valores para investir, especialmente no Tesouro IPCA. Assim, poderão determinar qual o montante mais vantajoso, e as prestações mais acessíveis.

No simulador do Tesouro Direto é possível verificar os rendimentos de um investimento de R$1 mil, por exemplo:

simulação de investimento no tesouro ipca com mil reais

Ao final da aplicação, o valor total investido será de R$66 mil, somando R$76.591 com rendimentos, já com as deduções de cobranças.

Continua após a publicidade

resultado de simulação no tesouro ipca 2026

Enquanto isso, o título IPCA+ 2045, com o mesmo aporte, gera um total de R$667 mil!

resultado de simulação no tesouro ipca 2045

Como podemos ver, um investimento de R$1 mil no Tesouro IPCA pode ser extremamente rentável, dependendo do vencimento e da possibilidade de cada aporte. Perceba, também, como o prazo mais longo é realmente importante na acumulação de juros: o valor acumulado é bem maior do que o valor investido.

Tesouro IPCA ou Tesouro Prefixado?

Já que existem vários títulos disponíveis do Tesouro Direto, muitos investidores podem se perguntar qual deles é mais vantajoso. Um desses títulos é o Tesouro Prefixado, que oferece rentabilidade com uma taxa fixa anual e não tem ligação com nenhum índice.

Essa análise depende de uma série de fatores, especialmente do perfil individual de cada investidor, seus objetivos e sua disponibilidade de aporte.

Entretanto, o Tesouro Prefixado não está atrelado ao IPCA, ou seja, não possui atualização de acordo com a taxa de inflação. Com isso, pode ser que, caso a inflação suba, seu dinheiro sofra desvalorização no final do período, diminuindo seu poder de compra.

Por outro lado, para cenários onde a economia tem boas perspectivas e o prazo do investimento não é tão longo, o Tesouro Prefixado pode ser uma boa alternativa para garantir boa rentabilidade.

Tesouro IPCA ou Tesouro Selic?

Os mesmos fatores de comparação se aplicam quanto ao Tesouro IPCA e Tesouro Selic, outro título disponível no programa federal. Nesse caso, o produto tem ligação com a taxa Selic, que é a taxa básica de juros do país.

Além disso, o Tesouro Selic é o único onde você pode fazer o resgate a qualquer momento e sem perdas. Por isso, sua indicação é para investimentos de curto prazo ou que precisam ficar disponíveis o tempo todo, como é o caso da reserva de emergência.

Vale a pena investir no Tesouro IPCA?

Muitos acreditam que apenas profissionais ou especialistas no mercado financeiro podem fazer investimentos. No entanto, agora você já sabe que qualquer pessoa pode iniciar uma aplicação de forma simples e prática, com um baixo orçamento inicial, como é o caso do Tesouro IPCA.

Além de ser um produto acessível, também existe a garantia por parte do Governo Federal, reduzindo consideravelmente os riscos do investimento.

Ainda, o título IPCA possui rentabilidade real, sendo recomendável para pessoas que buscam um fundo de longo prazo.

Com o simulador do Tesouro Direto, você pode verificar de maneira real os possíveis rendimentos, taxas e outros detalhes, o que oferece ainda mais garantias para o investidor. Por isso, vale a pena considerar essa aplicação, mesmo sem experiência como investidor.

Dessa forma, você poderá dar início a uma reserva financeira de longo prazo, para alcançar seus objetivos com segurança e praticidade.

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de ativar as notificações do Push e assinar a newsletter do iDinheiro para receber todas as novidades sobre o universo financeiro.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.