Confirmando as expectativas de mercado, nesta quarta feira (17/06), o Comitê de Política Monetária (COPOM) cortou pela oitava vez consecutiva a taxa Selic, chegando ao patamar histórico de 2,25%.

O corte de 0,75% afeta diretamente o cenário financeiro do País, que desde 1999 nunca teve uma taxa de juros tão baixa no mercado. E com esse novo panorama da economia, os investimentos também acabam sendo afetados diretamente.

Além de ganhos mais baixos em investimentos atrelados à taxa básica da economia brasileira, alguns produtos acumularão prejuízos em relação aos juros real, que estarão menores do que a inflação de 2020,.

Porém, precisamos lembrar que o atual cenário não significa que as aplicações que você já realizou precisam ser modificadas. 

Entretanto, a partir de agora, será necessário abrir os horizontes para novas aplicações para continuar montando uma carteira rentável.

Pensando nisso, separamos alguns dos melhores investimentos para você levar em consideração com a taxa selic a 2,25%.

Os melhores investimentos com a taxa Selic reduzida

Em um País onde a renda fixa sempre foi o lugar mais seguro e querido por investidores de curto e médio prazo, o impacto da consecutiva queda da Selic coloca em dúvida quais são os melhores produtos financeiros a partir deste momento.

A principal mudança de comportamento, precisará ser atrelada ao prazo desses investimentos, já que as opções de curto e médio prazo podem não se mostrar tão atraentes como antigamente.

Confira abaixo, algumas opções rentáveis para o aplicar o seu dinheiro diante do atual cenário econômico do País. 

Renda Fixa Pré Fixada

Os investimentos de renda fixa continuam sendo vantajosos, porém, será necessário que eles estejam sempre atrelados ao longo prazo.

Com a taxa Selic baixa, alguns bancos estão disponibilizando investimentos atraentes para quem não abre mão da segurança e da rentabilidade moderada.

Atualmente, é possível encontrar papéis com rentabilidade de até 13,5% ao ano, com vencimento de oito anos, como é o caso do Banco Máxima.

Por isso, ao escolher investir na renda fixa pré fixada, procure em sua corretora de valores neste momento, títulos que estejam com uma rentabilidade superior a 8%, para que o tempo de investimento possa valer a pena.

Fundos Imobiliários

Os fundos imobiliários costumam se tornar bastante atraentes quando a taxa Selic é reduzida. Inclusive, essa aplicação é considerada um “meio termo” entre a renda fixa e a renda variável. 

Além de pagar dividendos mensais, a grande vantagem deste investimento está relacionada a aplicar dinheiro em negócios já estabelecidos, como shoppings, mercados.

Inclusive, com a estabilização da Bolsa de Valores, esses papéis estão apresentando excelentes resultados e uma forte valorização, sendo indicados para investimentos com objetivos de médio e longo prazo.

Ações

Com a taxa Selic reduzida e a Bolsa de Valores conseguindo se estabilizar, este mercado acaba se tornando a melhor opção para quem deseja obter ganhos mais altos. Porém, o risco também será proporcional ao mercado. 

Mesmo com bastante volatilidade, muitas empresas já conseguiram se valorizar em mais de 100% durante a pandemia, como o caso do Magazine Luiza. Se aplicadas no longo prazo, as ações costumam ser os investimentos mais lucrativos para quem tem um perfil moderado ou arrojado.

Alguns mercados que estão ganhando destaque para investimento neste momento, são grandes varejistas, impulsionadas pela reabertura do mercado,e empresas ligadas a petróleo.

Qual o melhor investimento?

Como você pode perceber, mesmo diante da baixa histórica da taxa selic, ainda existem investimentos atraentes para todos os tipos de investidor.

Porém, para que a lucratividade possa ser interessante, é necessário refazer os planos de utilização do dinheiro e pensar no longo prazo.

O que vai influenciar na escolha do melhor investimento para você, será o risco que estará disposto a correr e o prazo para o resgate da aplicação.