Tabela SAC: tudo sobre o sistema de amortização

Entenda o que significa Tabela SAC e como este sistema de amortização funciona nos financiamentos ou empréstimos.

Luana de Oliveira
Luana de Oliveira

Tabela SAC: tudo sobre o sistema de amortização

No momento da busca de um financiamento de imóvel, por exemplo, o interessado não pode focar apenas naquele contrato que possui os juros mais baixos. É interessante que seja avaliado também as condições de parcelamento e como a taxa de juros incide sobre o valor devedor.

O valor devedor é referente ao dinheiro que a pessoa passa a dever ao banco. E é neste capital que são aplicadas as modalidades de amortização, um sistema responsável por calcular as parcelas do financiamento ou empréstimo solicitado.

Continua após a publicidade

Neste artigo, vamos debater sobre a Tabela SAC e como funciona o seu cálculo. Confira!

O que é Tabela SAC?

A tabela SAC é a abreviação para Sistema de Amortização Constante, que geralmente é utilizada para realizar o cálculo de parcela de pagamento de empréstimos ou financiamentos.

Continua após a publicidade

Então, quando você resolve pegar um empréstimo, significa que assumiu um compromisso de devolver a quantia de dinheiro para a empresa financeira, por exemplo, com um algum acréscimo.

Esse acréscimo é referente a cobrança da taxa de juros que foi determinada no ato da contratação. Este tipo de pagamento costuma ser feito por meio de parcelamento.

Portanto, o abatimento desta dívida precisa levar em consideração dois pontos: o valor total do capital que foi adquirido, mais os juros que foram estipulados no momento da aquisição do empréstimo. Assim, uma das maneiras para fazer a devolução do dinheiro é com a utilização da Tabela SAC.

Como funciona a Tabela SAC?

Conforme explicamos no início deste artigo, a Tabela SAC é utilizada para abater uma dívida constante e fixa. Mas, o que muitos não sabem, é que as parcelas das prestações podem apresentar valores diferentes. Isto acontece devido a inclusão das taxas de juros, que podem ocasionar esta diferença ao longo do tempo.

Continua após a publicidade

Na prática, o que acontece é que as primeiras parcelas terão um valor mais alto, enquanto as últimas vão apresentar valores menores. Esta situação ocorre porque os juros incidem sobre o montante que o cliente ainda deve ao banco.

Ou seja, quanto mais perto do fim da dívida, menor é o valor da parcela, já que os juros vão incidir sobre o montante que o cliente ainda deve ao banco.

O significado de amortizar o financiamento

A amortização significa que você está pagando de forma parcial ou total o saldo devedor.

No momento em que você financia um automóvel ou uma casa, você assume um compromisso do pagamento da dívida (a amortização) acrescida de taxas de juros e outros custos.

Continua após a publicidade

Vamos imaginar que você escolheu um financiamento habitacional. Então, as prestações geralmente serão compostas:

  • valor principal, que é o objeto da amortização;
  • juros;
  • encargos; e
  • seguros que você tenha concordado em contratar.

Assim que você assina o contrato do financiamento, é possível conferir se as prestações possuem valores fixos ou variáveis, além de certificar qual o tipo de tabela foi adotado para o pagamento.

Lembrando que desde a primeira prestação, você já está amortizando o saldo devedor.

Entenda como funciona o cálculo da amortização

Para melhor entendimento sobre a utilização da Tabela SAC, vamos supor que você solicitou um financiamento de R$2.000 reais. E este valor você negociou para ser quitado em quatro parcelas. Com a tabela de amortização SAC, podemos entender que este valor será dividido em parcelas iguais de R$500 reais.

No entanto, você precisa ter em mente que o que vai sofrer alteração a cada mês é o abatimento da taxa de juros.

Se levarmos em consideração que o valor total dos juros será de R$60 reais, então podemos presumir que ele será distribuído da seguinte forma para cada mês:

Continua após a publicidade

  • 1ª parcela: 23;
  • 2ª parcela: 17;
  • 3ª parcela: 13;
  • 4ª parcela: 07.

Diante disso, podemos considerar que as quatro parcelas do financiamento, serão apresentadas da seguinte forma:

  • 1ª parcela: 523;
  • 2ª parcela: 517;
  • 3ª parcela: 513;
  • 4ª parcela: 507.

Como é possível perceber, a primeira parcela do empréstimo possui um valor alto, mas com o passar do tempo, ocorre uma redução gradual. Esta diminuição na quantia a ser paga é fruto da diminuição da atuação dos juros nos pagamentos.

Tabela SAC e Tabela Price: entenda a diferença

A Tabela Price é um outro modelo de amortização utilizado no mercado brasileiro. Por meio deste sistema, as parcelas são apresentadas em valores fixos, embora ainda incidam juros.

Ou seja, a Tabela Price e SAC funcionam da mesma forma:  ambas são responsáveis por diminuir o valor da dívida de forma parcelada, a ponto da quantia a ser paga fique menor.

Continua após a publicidade

Todavia, é possível conferir algumas diferenças nesses dois tipos de amortização. Para melhores esclarecimentos, confira a tabela abaixo:

Tabela PriceTabela SAC
Os valores das parcelas permanecem iguais do começo ao fim.As parcelas começam com valores altos e vão diminuindo com o passar do tempo.
Amortização crescente.Amortização constante com valor fixo.
O valor da parcela é igual, porém, a proporção de amortização e juros varia conforme o tempo.O valor da primeira parcela é mais caro. Logo, a última é a mais barata.
A amortização do valor contratado é abatido mais devagar.Saldo do valor contratado é abatido mais intensamente nas primeiras parcelas.
A quantia de juros é maior ao fim do prazo.A quantia de juros tende a ser menor ao fim do prazo.
Muito utilizada para financiamentos de automóveis e crédito pessoal.Mais comum em financiamento de imóveis.

Tabela Price vs Tabela SAC: qual a melhor escolha?

Provavelmente você deve estar se perguntando sobre qual a melhor tabela de amortização de dívidas. Entretanto, precisamos deixar claro que não existe a melhor, e sim, a mais indicada para determinadas situações.

Se por ventura, você esteja interessado em adquirir um financiamento de valor baixo para a compra de um automóvel, então a Tabela Price pode ser a mais indicada. Este sistema de amortização apresenta valores fixos que contribuem para uma melhor organização financeira.

Mas, se o seu interesse seja de obter um financiamento maior, pois a sua intenção é a compra de um apartamento, por exemplo, então a recomendação para este cenário é a Tabela SAC.

Continua após a publicidade

É o mais indicado para as pessoas que não têm nenhuma previsão sobre o seu aumento de renda durante o prazo estabelecido para o financiamento.

Conclusão: vale a pena  utilizar a Tabela SAC?

Após a leitura deste artigo, é admissível que você tenha percebido que a Tabela SAC possui características bem interessantes para o financiamento ou empréstimo.

Uma delas é referente aos valores das parcelas finais, que costumam diminuir e alivar seu orçamento com o tempo.

Em compensação, as primeiras parcelas deste endividamento são relativamente mais altas, fazendo com que em muitas situações a renda fique bastante comprometida por um período.

Continua após a publicidade

Por conta disso, a nossa recomendação é que seja feita uma simulação antes de fechar o contrato do financiamento.

Assim, você entenderá todo o cenário deste financiamento, e vai poder verificar se as parcelas iniciais são compatíveis com a sua realidade financeira atual.

Afinal, o que não queremos é que o financiamento com Tabela SAC atrapalhe todo o seu orçamento, gerando uma dívida complicada de quitar.

Gostou de acompanhar uma análise tática da Tabela SAC? Então, não deixe de acompanhar o blog do iDinheiro e aproveite para assinar a nossa newsletter!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.