Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, mais conhecido como Seguro DPVAT, é um seguro obrigatório utilizado para indenizar qualquer vítima de acidente de trânsito, no território nacional.

De fato, é um tipo de benefício que não gostaríamos de precisar, mas é muito gratificante saber que podemos contar com este auxílio.

Continua após a publicidade:

Portanto, continue a leitura deste artigo para conhecer o Seguro DPVAT.

 Seguro DPVAT – entenda o seu funcionamento

Toda a administração do Seguro DPVAT é realizada pela Seguradora Líder-DPVAT. E esta empresa tem como objetivo principal de assegurar toda à população no território brasileiro.

Todo motorista tem o compromisso anual em realizar o pagamento do seguro obrigatório. Estes pagamentos são arrecadados pelas secretarias estaduais da Fazenda, e repassadas para a Seguradora Líder.

Continua após a publicidade

Com todos os recursos em mãos, a Líder subdivide o dinheiro da seguinte forma:

  •         50% para despesas, reservas e pagamento de indenizações;
  •         50% para a União, sendo que:

o   45% destinado para o Sistema Único de Saúde (SUS) custear assistência às vítimas de acidente de trânsito;

o   5% para o Denatran investir em programas de educação e prevenção de acidentes de trânsitos.

 Saiba quem tem direito ao seguro DPVAT

O DPVAT indeniza qualquer pessoa, passageiro, motorista e até mesmo o pedestre, com culpa ou não sobre o acidente. Então se você sofreu um acidente de trânsito e sofre com as lesões, então é possível fazer a solicitação do seguro.

Ah! Vale ressalta que este seguro é obrigatório desde 1974, pela Lei 6.194.

As garantias do Seguro DPVAT

Atualmente, o seguro DPVAT possui três coberturas:

Despesas Médicas e Suplementares (DAMS)

O seguro DPVAT reembolsa até R$2.700 para as despesas médicas, hospitalares e farmacêuticas. Lembrando que essas despesas precisam ser em decorrência ao acidente sofrido.

Continua após a publicidade

Invalidez Permanente Total ou Parcial (IP)

A pessoa é indenizada em até R$13.500 sobre a perda permanente total ou parcial da força, movimento de membros, ou função afetada pelo acidente.

Morte. Ressarcimento de R$ 13.500,00

Os herdeiros ou família são indenização em R$13.500 pela morte da vítima.

Veja o que o DPVAT não cobre

Muitas pessoas possuem dúvidas sobre o que cobre e o que não cobre o seguro DPVAT. Neste momento, vamos apresentar o que este seguro não cobre. Confira abaixo:

  •         Acidentes sem vítimas;
  •         Danos pessoas que não foram ocasionados por veículos automotores de via terrestre, ou por sua carga;
  •         Multas e fianças impostas ao condutor;
  •         Acidentes ocorridos fora do território nacional;
  •         Acidentes ocorridos com veículos estrangeiros em via terrestre no Brasil.

Prazo para receber o auxílio do DPVAT

Normalmente a pessoa lesada, ou os seus familiares têm até 3 anos para receber o auxílio do DPVAT. No entanto é preciso ficar atentando sobre as datas, pois em caso de morte o prazo é contato pela data de óbito, em invalidez o prazo começa a contar a partir da data da ciência da invalidez, e em caso de reembolso de despesas médicas, começa a contar a partir da data do acidente.

Saiba como solicitar o seguro

Para dar entrada ao pedido do Seguro DPVAT, é importante a apresentação do seu documento pessoal, o boletim de ocorrência, e a documentação que a cobertura desejada solicita.

Continua após a publicidade

Em seguida, você precisa entregar todos os documentos em um ponto de atendimento. Se preferir, é possível solucionar esta parte através dos telefones de atendimento do DPVAT:

  •         4020-1596 (capitais e Regiões Metropolitanas);
  •         0800 022 12 04 (outras regiões).

Caso a documentação esteja completa e correta, então a análise do pedido é concluída em até 30 dias. Para maiores informações, recomendamos que acesse o site do DETRAN da sua cidade, ou da Seguradora Líder.

As principais dúvidas sobre o Seguro DPVAT

Como receber mais rápido o auxílio do seguro DPVAT?

Você precisa apresentar toda a documentação, e correta, logo no início de seu pedido. Além disso, você pode acompanhar através do site da Seguradora Líder todas as movimentações e status da sua solicitação. Desta forma, você fica atualizado de todo o processo.

Como faço para enviar os documentos que estão pendentes?

Você pode enviar os documentos pendentes através do site da Seguradora Líder. Basta ter em mãos o número do sinistro, CPF e os documentos adicionais digitalizados.

Continua após a publicidade

O DPVAT cobre danos causados ao carro, em caso de acidente?

Não. Esta não é a finalidade do DPVAT. Este seguro indeniza apenas as pessoas acidentadas. Portanto, sugerimos que busque por um seguro de automóvel.

Existe mais de um beneficiário no processo. Posso dar entrada sozinho?

Sim. É possível, mas neste caso você vai precisar reunir a sua documentação, e também da terceiro beneficiário. Assim que acessar o site da Seguradora Líder, você vai precisar preencher um formulário e afirmar que é a Declaração de Únicos Herdeiros, informando o nome completo e o grau de parentesco com a vítima de todos os beneficiários.

O que é número de sinistro?

Assim que você entra a documentação para dar entrada ao auxílio do DPVAT, elas serão cadastradas no sistema com um número de identificação. Este número é chamado de sinistro.

Estou com pagamento do seguro DPVAT pendente. Como proceder?

Você pode entrar em contato com a Central de Atendimentos da Seguradora Líder, através dos telefones 4020-1596 (Regiões Metropolitanas) ou 0800 022 12 04 (Outras Regiões), de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h.

Publicidade