Outros

Como Realizar o Novo Saque do FGTS Devido ao Coronavírus?

Flávio Mariano

O governo divulgou, por meio do Diário Oficial da União, que será possível realizar um novo saque do FGTS, no valor de R$ 1.045,00. Saiba como este novo saque poderá ser feito e como consultar o saldo da sua conta do FGTS.

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Até o dia 31 de março deste ano, era permitido aos trabalhadores com contas ativas e inativas do FGTS realizarem o saque-imediato de até R$ 998,00. Quem não realizou o saque até desta data limite, perdeu este direito. Mas, os trabalhadores terão a chance de realizar uma nova retirada, de até R$ 1.045,00, independentemente do número de contas que tiver. De acordo com o Ministério da Economia, serão liberados R$ 16 bilhões para mais 45,5 milhões de trabalhadores que possuem até cinco salários mínimos no FGTS, o que irá injetar dinheiro na economia, auxiliando as famílias que foram, de alguma forma, afetadas pela crise ocasionada pelo coronavírus. Esta é apenas uma das medidas que serão adotadas pelo governo durante este período de sensibilidade econômica.

O calendário específico dos saques não foi divulgado mas, eles devem ocorrer a partir do dia 15 de junho, até 31 de dezembro deste ano. Ou seja, após ser finalizado o pagamento do Auxílio Emergencial, cuja última parcela será paga em maio, os trabalhadores ainda poderão contar com este dinheiro. Segundo o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, este novo saque do FGTS deve beneficiar até 60,2 milhões de trabalhadores.

Continua após a publicidade:

Ainda, muitos que não puderem receber o Auxílio Emergencial poderão obter este dinheiro, que, na verdade, será advindo da sua própria conta do FGTS. Abaixo, saiba mais sobre este saque, como ele deve ser feito e ainda como consultar o dinheiro que você tem.

Novo saque do FGTS

De abril até maio, os informais, autônomos, desempregados e MEIs que cumprirem os requisitos determinados pelo governo, poderão receber o Auxílio Emergencial mensal de R$ 600,00. Este dinheiro tem como principal objetivo promover a sustentação dos trabalhadores, que estão sofrendo consequências pela crise gerada devido à pandemia do coronavírus. Indo ao encontro desta medida, o governo também resolveu liberar um novo saque do FGTS. A medida provisória que autorizou tal saque foi publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (8).

Ainda, o patrimônio do fundo Programa de Integração Social (PIS)/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), que não recebe depósitos desde 1988 e ainda possui cerca de R$ 21,5 bilhões, será incorporado ao FGTS a partir de 31 de maio de 2020. Porém, os cotistas deste fundo continuam possuindo os seus direitos, e contarão com até cinco anos para que possam sacar a sua parte. E, os cotistas poderão realizar o saque em apenas uma vez.

Porém, não adianta tentar realizar este saque agora, pois só será possível realizá-lo daqui a dois meses. De acordo com o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys, o programa de retirada ainda precisa ser estruturado. E, por isto, não será possível liberá-lo logo de imediato. Mas, mesmo que o saque não esteja estruturado, foi revelado que este novo saque do FGTS funcionará da mesma forma que o que ocorreu no ano passado.

FGTS Aplicativo
Para consultar quanto têm disponível, acesse o aplicativo do FGTS.

Este novo saque poderá ser feito a partir do dia 15 de junho, até 31 de dezembro deste ano. Mas, ele também pode ser liberado de acordo com a data de nascimento do beneficiário, para que não ocorram aglomerações e o sistema fique sobrecarregado. Os clientes da Caixa receberão automaticamente. E, caso você seja cliente da Caixa mas não deseje realizar o saque, por falta de necessidade de sua parte, entre em contato com a Caixa até 30 de agosto para informar que prefere deixar o seu dinheiro rendendo no FGTS.

Como saber quanto tenho no FGTS?

Como já foi dito, só será liberado o saque de até R$ 1.045,00. Caso você tenha mais dinheiro em conta, não será possível retirar mais, só até este limite. Muitos não sabem quanto têm na conta do FGTS, mas é possível verificar isto por meio do aplicativo FGTS ou pelo site da Caixa. Pelo site, é possível realizar a consulta confirmando o número do seu NIS (Número de Identificação Social) ou o CPF e clicando em “Cadastrar senha”.

Então, cadastre a sua senha, clique em “Aceito” e insira todos os dados pessoais que são requisitados. Crie uma senha segura com oito dígitos, contando com letras e números, e confirme o seu cadastro. Após isto, poderá realizar o seu login e, então conferir o seu saldo.

Pelo aplicativo, o processo é semelhante. Para quem já usou estas duas plataformas no saque anterior do FGTS, é possível usar as mesmas informações de login. Ainda, caso não consiga acessar o site ou o app, ligue para o número 0800 724 2019.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *