A renegociação de dívidas com a Caixa poderá ser feita até 31 de dezembro. Os descontos chegam aos 90% para quem tem débitos, em uma ação chamada de “Você no Azul”.

Ao todo, 3 milhões de pessoas físicas e 359 mil empresas serão impactadas. De acordo com informações da Exame, metade dos clientes têm dívidas de até R$ 3 mil.

Continua após a publicidade:

As condições variam de acordo com a dívida, forma de pagamento e outros detalhes que vamos falar a seguir.

Renegociação de dívidas com a Caixa pode ser feita à distância

Os maiores descontos valem para os pagamentos feitos à vista. Quem renegociar as dívidas terá o nome retirado de bureaus de crédito como Serasa e SPC, que eventualmente realizam suas próprias ações de renegociação de dívidas.

Nesse sentido, pessoas que tiverem interesse podem participar da ação sem sair de casa.

É só enviar um WhatsApp para 0800 726 0104, opção 3, ou fazer uma ligação para o mesmo número, digitando a opção 8.

Também é possível acessar o site da Caixa para entender melhor sobre seus débitos e formas de realizar os pagamentos.

Como funciona a ação?

Para renegociar as dívidas de forma online, o banco divulgou um passo a passo.

Primeiramente, o cliente deverá acessar o sistema e informar os dados solicitados. Caso apareça algum número de telefone que não seja o atual, é importante atualizar o cadastro junto à agência de relacionamento.

Depois de completar a fase de cadastro, é hora de analisar os contratos abertos. Todos que estejam atrasados podem ser renegociados, desde que estejam de acordo com as condições previstas para o canal. Elas são:

  • entrada mínima de 10% sobre o valor da dívida;
  • saldo devedor restante de até R$ 49 mil;
  • sem garantia real.

Por fim, você poderá regularizar a dívida. Deverá escolher a data de pagamento da entrada, além da quantidade de parcelas.

O boleto da entrada é gerado na hora. Os demais serão enviados para o endereço cadastrado e, de acordo com a Caixa, é importante verificar se o endereço está correto para que não existam inconsistências.

Quer continuar acompanhando as novidades sobre atendimento e renegociação de dívidas com a Caixa? Então, assine a newsletter do iDinheiro. 

Publicidade