Notícias

Redes varejistas aumentam os preços antes da Black Friday 2020

Isabella Proença
Isabella Proença
sacolas de compras escrito black friday, representando redes varejistas aumentam os preços
Redes varejistas aumentam os preços faltando poucos dias para a Black Friday deste ano. É o que diz o levantamento do site Vigia no Preço.

Redes varejistas aumentam os preços faltando poucos dias para a Black Friday deste ano.

É o que diz o levantamento realizado pelo site Vigia de Preço, divulgado pelo Tecnoblog.

Antes da chegada da Black Friday, é comum que algumas lojas cobrem mais caro por seus produtos para, na data promoção, realizarem ofertas que pareçam proporcionar um desconto maior do que o verdadeiro para o consumidor.

Continua após a publicidade

Popularmente, esta prática é conhecida como “metade do dobro”.

A seguir, confira mais informações sobre o estudo.

Levantamento de redes varejistas que aumentam os preços antes da Black Friday

No estudo, foram listados, de forma automatizada, os preços de 125 milhões de produtos em mais de 1.500 e-commerces no Brasil.

Todos esses dados são calculados e atualizados diariamente, sem nenhuma interferência humana.

O Vigia de Preço apontou que cerca de 27% dos produtos comercializados na loja online da JBL ficaram mais caros em relação ao último mês. Na Asus, esse número chega a 25%.

Já nas lojas online da Americanas, do Magalu e do Ricardo Eletro, aproximadamente 12% dos produtos tiveram um aumento significativo em seus preços, incluindo aqueles vendidos por parceiros dos marketplaces.

Segundo o Tecnoblog, as lojas online da Asus, da Ri Happy e da Casa Show estão entre as 10 empresas que mais tiveram aumentos em seus preços na última semana.

Confira a lista na íntegra.

Ranking de percentual de altas sobre a totalidade de variações de preços nos últimos 7 dias

  1. Ri Happy – 62,85% altas de 22.234 variações; 
  2. Ferracini  – 53,28% altas de 1.188 variações;
  3. Umec – 45,51% altas de 1.136 variações;
  4. De Chelles – 74,48% altas de 623 variações;
  5. Dimensional  – 66,44% altas de 578 variações;
  6. Bulking – 48,57% altas de 455 variações;
  7. Casa Show – 55,90% altas de 415 variações;
  8. ArcelorMittal – 78,47% altas de 339 variações;
  9. Cicero Papelaria – 40,52% altas de 306 variações;
  10. Asus – 57,66% altas de 222 variações.

Percentual de altas sobre a totalidade de variações de preços nos últimos 30 dias

  1. Ri Happy – 66,69% altas de 22.234 variações;
  2. Livraria Curitiba  – 71,77% altas de 15.767 variações;
  3. Papel Craft – 79,12% altas de 1.164 variações;
  4. De Chelles – 74,00% altas de 623 variações;
  5. CL Joias  – 61,75% altas de 604 variações;
  6. Dimensional – 66,09% altas de 578 variações;
  7. Bulking – 76,48% altas de 455 variações;
  8. Casa Show – 62,65% altas de 415 variações;
  9. Petite Jolie – 73,75% altas de 259 variações;
  10. Asus – 71,17% altas de 222 variações.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e se mantenha informado sobre a Black Friday 2020 e tudo o que importa para o seu dinheiro.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *