Clientes que fazem parte do programa de pontos da Nubank, o Rewards, terão que gastar mais pontos para “apagar” valores de suas faturas. A fintech encerrou, na última sexta-feira, 28, a possibilidade de converter R$ 80 gastos com o cartão de crédito no desconto de R$ 1 na fatura.

Agora, é preciso gastar R$ 100 para obter a mesma taxa. A mudança também atinge as compras realizadas em empresas parceiras. 

Continua após a publicidade:

O programa de pontos da Nubank é opcional e o cliente decide se irá ou não aderir. Para participar, é preciso pagar uma mensalidade de R$ 19 ou uma anuidade de R$ 190. 

Rewards: como funciona o programa de pontos da Nubank?   

O programa de pontos da Nubank funciona da seguinte forma. A cada real gasto no cartão de crédito, o cliente ganha um ponto. Esse valor é acumulativo e, quando o usuário quiser, pode usar os pontos para, literalmente, “apagar” compras da fatura em aberto. 

Desde maio, o Nubank estabeleceu uma taxa de conversão de 80 pontos para cada real gasto em compras de empresas parceiras, como a Ponto Frio ou Amaro, ou em categorias como supermercados, restaurantes ou farmácias, por exemplo. Com isso, para “apagar” uma compra de R$ 100, o cliente do Rewards precisaria ter 8.000 pontos. 

No entanto, desde a última sexta-feira, 28, a conversão se tornou menos vantajosa para o usuário. Agora, para abater uma compra de R$ 100, serão necessários 10 mil pontos. Isso porque a taxa de conversão retornou ao patamar de 100 pontos para cada R$ 1 gasto com o cartão de crédito. 

A exceção fica por conta das passagens aéreas em que ainda é possível “apagar” compras na proporção do “desconto”. 

Promoção momentânea

Segundo a Nubank, a conversão de 80 pontos para R$ 1 em compras no cartão de crédito era uma promoção momentânea. A fintech optou pela ação para “”acompanhar os novos hábitos de consumo surgidos em razão da pandemia do coronavírus” e também para estimular os clientes para que ficassem em casa, optando por compras pela internet. 

Em nota, a fintech informou que sempre deixou claro que a oferta do Rewards era temporária e foi criada para ajudar os clientes durante a pandemia. “Com o fim da oferta, a regra de conversão volta ao normal e manteremos as novas categorias de forma permanente”.

Ainda conforme o Nubank, os clientes economizaram mais de R$ 45 milhões desde o início da iniciativa. 

Quer continuar acompanhando as novidades sobre o programa de pontos do Nubank? Então, assine a newsletter do iDinheiro. 

Publicidade