Cartão de Crédito, Finanças Pessoais, Guias

Guia completo sobre as principais taxas do cartão de crédito

Cris Landa
Cris Landa
Conheça as principais taxas do cartão de crédito

Se você está procurando informações sobre cartão de crédito, taxas e juros dessa modalidade, precisa entender a influência de suas categorias e funcionamento do seu fluxo de pagamento. Confira tudo aqui.

Guia completo sobre as principais taxas do cartão de crédito.

 

Um grande número de brasileiros economicamente ativos, com relacionamento com os bancos ou não, já deve ter recebido a oferta de cartão de crédito sem anuidade. Você já?

Mas, será que existe, realmente, uma opção na modalidade de crédito rotativo sem nenhum custo para o titular e seus dependentes? Esse tipo de oferta sempre gera desconfiança, é natural.

Continua após a publicidade

De fato, é preciso saber interpretar essas ofertas de cartão de crédito para não aceitar qualquer condição.

Para isso, é fundamental entender como os juros e as taxas incidem nessa modalidade, e, adivinha só? Preparamos um guia completo sobre isso para você.

Continua após a publicidade

Como funciona o cartão de crédito?

Para o comércio, o cartão de crédito é uma opção de pagamento, mas, para as instituições financeiras, ele é uma modalidade de empréstimo, parcelado ou não, com prazo de quitação de até 40 dias.

Seguindo essa lógica do empréstimo, quando você tem um cartão de crédito aprovado, recebe também um limite para a utilização de acordo com sua análise financeira.

Assim, ao realizar uma compra à vista no cartão, o valor será pago integralmente na próxima fatura e o limite será totalmente liberado.

Porém, se a compra é parcelada de duas ou mais vezes, o limite é comprometido pela somatória das parcelas e vai sendo liberado gradativamente com o pagamento das faturas.

Continua após a publicidade

Como funciona o fechamento e vencimento da fatura do cartão de crédito?

O cartão de crédito tem duas datas importantes: o dia do fechamento da fatura e o do pagamento.

É importante saber quais são essas duas datas, pois, a primeira ajuda no controle das compras, ou seja, o dia posterior ao fechamento da fatura é o mais vantajoso para quem deseja prolongar seu pagamento.

Já o vencimento da fatura é a data para seu pagamento e, se não for honrada no prazo, todo o valor pode ser financiado no crédito rotativo incidindo juros, um dos mais altos do mercado, inclusive.

Se você faz o uso correto do cartão, porém, aproveita a flexibilidade para compras e seus benefícios adicionais de acordo com seu tipo e ele vai ser muito vantajoso.

Continua após a publicidade

Quais são as taxas do cartão de crédito?

A instituição financeira que oferece o cartão de crédito não pode criar taxas além daquelas que são previstas pelo Banco Central e fiscalizadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF).

As fornecedoras dos cartões de crédito podem, porém, isentar algumas delas de acordo com suas estratégias comerciais. São elas:

  • taxa de anuidade;
  • cobrança para emissão de segunda via do cartão de crédito;
  • tarifa por realizar saque em dinheiro no caixa eletrônico da instituição ou banco 24h;
  • taxa pelo uso do cartão para realizar pagamento de boletos de cobranças ou faturas;
  • cobrança por avaliação emergencial para aumento de limite de crédito;
  • taxa para serviço diferenciado de mensagem de movimentação;

Taxa de anuidade

A taxa de anuidade é uma das mais comuns quando se trata de cartões de crédito. O valor tem a finalidade de garantir a manutenção da conta.

Outra característica bastante comum é a sua forma de pagamento, que pode ser realizada de diferentes maneiras. As mais comuns são:

Continua após a publicidade

  • anual;
  • mensal;
  • semestral;
  • e por utilização. 

Desta forma, quanto mais vantagens o cartão de crédito oferecer, maior será o valor dessa taxa, sempre de acordo com os benefícios disponibilizados. 

No entanto, é fundamental que o usuário avalie se a melhor opção é realmente optar pelo pagamento de anuidades maiores. 

Por isso, é preciso colocar na balança o valor que será gasto, e quais serão as bonificações disponibilizadas.

Entretanto, para quem busca transações financeiras com menor custo existem diversas opções de cartão de crédito que não cobram anuidade de seus usuários. 

Continua após a publicidade

Alguns exemplos deste modelo de pagamento são: 

Agora, se você se interessou e quer saber mais sobre os cartões sem taxas de anuidade, continue a se aprofundar no assunto através do conteúdo que o iDinheiro preparou exclusivamente sobre esse assunto, clicando aqui.

Taxa para emissão de segunda via do cartão de crédito

Outra taxa muito comum cobrada pelos bancos é a emissão de segunda via do cartão de crédito. 

É importante lembrar que, normalmente, ela costuma ser cobrada apenas em casos de furtos, roubos e até mesmo perda.

Já para situações onde o prazo de validade do método de pagamento está para vencer, a emissão deve ser gratuita.

Continua após a publicidade

Sendo assim, o  valor cobrado para a segunda emissão pode variar de acordo com as instituições financeiras. 

Segundo informações divulgadas pelo Banco Central, a maior taxa cobrada é de R$13,00 e a tarifa média é de R$8,70 em instituições financeiras públicas. No entanto, é muito comum que os bancos privados não ultrapassem muito esse valor. 

Além disso, também é possível encontrar bancos que oferecem o serviço gratuitamente, como o NuBank e o Banco Inter

Taxa por realizar saque em dinheiro no caixa eletrônico da instituição ou banco 24h

Uma das taxas mais comuns cobradas por financeiras está relacionada aos saques em dinheiro, sejam eles feitos em caixas eletrônicos, na própria instituição ou até mesmo através dos terminais 24 horas. 

Continua após a publicidade

Grande parte dos bancos e fintechs oferecem uma determinada quantidade de saques de maneira gratuita. 

De acordo com dados do Banco Central, o valor mínimo cobrado por essa operação avulsa, sem estar inclusa nas anuidade, é de R$2,00 e o máximo de R$4,00 em bancos públicos.

No entanto, não estão incluídas informações sobre bancos particulares. 

Um exemplo é o NuBank. O valor cobrado por saque pela fintech é de R$6,90 e mesmo assim, não existe nenhum tipo de operação similar disponibilizada de maneira gratuita. Além disso, ela só pode ser feita em caixas eletrônicos de 24 horas. 

Por outro lado, o Banco Inter e o Banco Next são exemplos de instituições financeiras que oferecem aos seus correntistas saques ilimitados nesses mesmos terminais. 

Continua após a publicidade

Taxa por avaliação emergencial para aumento de limite de crédito

Com o passar do tempo, muitas pessoas acabam precisando aumentar o limite de crédito de seus cartões.

Entretanto, nem todas as operadoras financeiras disponibilizam esse serviço de maneira gratuita, conhecida como avaliação de limite emergencial.

Esta, costuma ser utilizada quando o usuário precisa gastar mais do que é permitido pelo banco. Para isso, é necessário que a instituição reavalie a sua capacidade de pagamento. 

O valor das taxas para esse serviço também costumam variar de acordo com o banco ou administradora responsável por representar o método de pagamento. 

Continua após a publicidade

Em casos como NuBank, C6 Bank e Credicard Zero, esse valor costuma ser o de até R$20,00 por evento.

Taxa para serviço diferenciado de mensagem de movimentação

Para ter mais segurança nas transações financeiras, muitos usuários optam por aderir aos serviços de recebimento de mensagens pelo celular ou e-mail quando realizam compras com o cartão de crédito.

Com o objetivo de possibilitar que mais usuários usufruam desse mecanismo e sejam evitadas fraudes, muitos bancos passaram a disponibilizar esse serviço.

No entanto, nem todos o disponibilizam de maneira gratuita. 

Entre as organizações que fazem cobranças mensais pelos envios de mensagem, podemos destacar o Banco do Brasil, que costuma cobrar uma tarifa de R$ 5,00 e o Bradesco de R$9,50.

Continua após a publicidade

Já as entre as opções gratuitas, podemos destacar a Caixa Econômica Federal.

Quais os juros e cobranças extras do cartão de crédito?

Os juros e cobranças extras só são cobrados se a utilização do cartão de crédito exceder seu funcionamento básico e são muito altas, por isso, é fundamental ter um controle sobre o uso.

Observando a fatura do cartão de crédito, algumas cobranças extras e juros podem aparecer, entre eles:

  • Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), que incide nas compras no exterior, saques em dinheiro, pagamento de contas, atrasos e financiamento integral ou parcial da fatura;
  • juros no saque com cartão de crédito, pagamento de contas, atraso e financiamento da fatura;
  • multas, no atraso do pagamento da fatura;

Ou seja, o esquecimento do pagamento da fatura em um dia, pode gerar, pelo menos, o pagamento do IOF e juros proporcional ao valor e tempo de atraso, além da multa se estiver prevista em contrato.

Se você usou o cartão para aproveitar um desconto imperdível em uma compra, por exemplo, pode perder todo ele ao atrasar o pagamento, não é mesmo?

Continua após a publicidade

É bom lembrar que todas as informações sobre as taxas e juros cobrados no cartão de crédito devem estar discriminadas no contrato do cliente e, normalmente, ganham uma página exclusivamente para elas, o CET.

O demonstrativo do Custo Efetivo Total (CET) é obrigatório estar discriminado em todas as operações de crédito, como é o caso do cartão de crédito.

Taxas de manutenção x Juros

Além disso, é muito importante ressaltar que a cobrança das taxas nem sempre possuem o mesmo objetivo. 

Isso acontece porque neste universo, é habitual que elas elas sejam divididas em dois grupos principais.

Continua após a publicidade

Taxas de manutenção

As taxas de manutenção estão diretamente relacionadas aos produtos e serviços utilizados no cartão. 

Entre os principais exemplos, podemos destacar:

  • saques;
  • programas de fidelidade;
  • anuidades. 

Taxa de juros

Já as taxas de juros costumam ser cobradas apenas quando acontece algum evento incomum entre o firmado com a empresa.

Entre eles, podemos destacar o possível atraso de faturas ou compras acima do limite disponibilizado pela instituição financeira.

Onde encontrar as taxas do cartão?

É comum que todas as taxas dos cartões de crédito sejam de fácil acesso aos seus usuários. 

Por isso, elas podem ser encontradas nos aplicativos ou através das plataformas do internet banking para desktop. O acesso normalmente se dá através do menu, na opção “taxas e tarifas”.

Continua após a publicidade

Agora, caso o usuário não tenha familiaridade com os meios digitais, ele pode buscar esses dados através do contrato assinado referente à abertura de conta ou até mesmo nos próprios caixas eletrônicos. 

No caso dos principais bancos do País, também é possível se dirigir de maneira presencial para buscar mais informações sobre o assunto. 

Cartão online: como saber quais são as taxas?

Para saber quais são as taxas cobradas pelos cartões online é possível acessar o aplicativo da emissora do cartão. 

Neste caso, basta buscar pela opção “taxas e tarifas” dentre os menus. 

Cartão virtual cobra taxas?

É muito comum que os cartões virtuais sejam disponibilizados de forma gratuita para os clientes. 

Continua após a publicidade

Afinal, eles só podem ser acessados por pessoas que já possuem conta e cartões físicos dos bancos e instituições financeiras. 

Tipos de cartões de crédito e suas taxas

No mercado financeiro atual, podemos dizer que existem dois modelos de cartão de crédito disponibilizado aos consumidores, chamados de modelo básico e diferenciado. 

As modalidades se diferem de acordo com os serviços disponibilizados. Por isso, separamos para você as caraterísticas e taxas médias de cada um deles.

Cartão básico

O cartão básico é o plano mais comum, já que praticamente todos os bancos ou fintechs que trabalham com transações financeiras fazem questão de disponibilizar ao consumidor. 

Continua após a publicidade

Nela, estão previstos serviços como saque, pagamentos de boletos e estabelecimentos, presenciais e online. 

Algumas de suas tarifas e taxas principais são:

  • anuidade;
  • análise de crédito emergencial;
  • pagamento de contas;
  • saques;
  • solicitação de segunda via. 

Cartão diferenciado

Já o cartão diferenciado, além de possuir todas as funções do básico, também disponibilizam serviços extras aos usuários, como:

Por possuir mais serviços, a anuidade do cartão diferenciado torna-se maior do que a cobrada pelo cartão básico. Além disso, algumas taxas extras podem ser incluídas como:

  • envio de mensagem por transações e movimentações;
  • personalização no atendimento; 
  • solicitação de cartões adicionais. 

Rotativo do Cartão

rotativo do cartão

Outra modalidade de cobrança de juros nos cartões de crédito é feita pelo uso do crédito rotativo

Os valores do rotativo incidem automaticamente quando o usuário paga um valor menor do que o total da fatura do cartão de crédito. 

Continua após a publicidade

No entanto, o juros de rotativo só podem durar 30 dias. Após este prazo, as instituições financeiras precisam fazer o parcelamento da fatura de maneira automática. 

Não pagar taxas no cartão ou pagar e ganhar mais?

Este é um assunto que gera bastante polêmica entre os usuários de cartão de crédito. Afinal, será que realmente vale a pena fazer o pagamento de taxas de anuidade para conseguir ter maiores benefícios?

Entre esses “mimos”, certamente podemos destacar o acúmulo de milhas em programas de fidelidades vinculados ao método de pagamento.

Para saber se é uma boa opção o pagamento das tarifas, é fundamental saber qual a taxa de conversão entre o valor gasto para os pontos. Caso este supere a tarifa, pode ser sim uma alternativa atrativa. 

Continua após a publicidade

O modo mais fácil de analisar se existe ou não vantagem é quando a opção é o cashback. A conta é bem simples, neste casos, basta o valor possível do benefício superar a anuidade para valer a pena. 

Conclusão

Agora que você entendeu melhor o funcionamento do cartão de crédito, quais são seus principais tipos, taxas e cobranças, pode escolher qual deles vai trazer mais vantagens para sua gestão financeira, certo?

A oferta de cartão de crédito taxa zero pode até ser atraente mas, na prática, o que vale mesmo é o uso correto da modalidade.

Se você achou esse conteúdo válido para sua gestão financeira, aproveite esse momento e assine a newsletter do iDinheiro para receber toda semana conteúdos exclusivos sobre o que importa para o seu dinheiro.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *