O Pride Bank, primeiro banco LGBTI+ do mundo, é brasileiro e está sendo lançado hoje (17) para o grande público.

Até então, as contas poderiam ser abertas apenas para clientes convidados. Saindo da fase de “testes”, agora clientes podem contar com serviços como conta digital, cartão de crédito pré-pago, serviços de recarga e emissão de boletos.

Continua após a publicidade:

Estima-se que mais de 20 milhões de brasileiros façam parte da comunidade LGBTI+. A sigla acolhe pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, transgênero e intersexuais.

Proposta do Pride Bank é de acrescentar propósito social aos serviços de fintech

Além de oferecer os serviços de um banco digital, o Pride Bank acredita que é importante impactar a vida de pessoas LGBTI+ e investir em ações de apoio.

Isso será feito a partir do investimento em causas sociais da comunidade, através do Instituto Pride.

O banco considera seus serviços como “rápidos, descomplicados e transparentes, como um banco deve ser”.

Um diferencial entre os serviços é a possibilidade de escolher o nome que será exposto no cartão, respeitando aquelas pessoas que não se reconhecem com o registro feito no nascimento.

Potencial de mercado é grande

Os 20 milhões de brasileiros representam aproximadamente 10% da população. Márcio Orlandi Júnior, presidente do Pride Bank, conta para o Valor Investe que a ambição do banco é atingir pelo menos 5% desse público.

Atualmente, o banco conta com 9 mil clientes, número que representa o limite estabelecido pela empresa para operar nessa fase experimental.

Pacotes e tarifas podem ser acompanhados no site

Atualmente, os principais serviços disponíveis são:

  • conta digital para PF ou PJ;
  • transferências;
  • pagamentos;
  • depósito em conta;
  • cartão de crédito pré-pago, internacional ou nacional;
  • máquina (POS);
  • recarga e compra de créditos.

O pacote básico para Pessoa Física é de R$9,99 por mês e inclui:

  • manutenção;
  • 1 TED;
  • 2 depósitos por boleto;
  • manutenção do cartão pré-pago;
  • TED ilimitado para depósitos;
  • transferência entre contas PRIDE ilimitada;
  • pagamento ilimitado de contas, boletos e tributos;
  • recargas ilimitadas.

Existem outros três tipos de conta, que vão de R$19,99 até R$39,99 e contam com maior quantidade de serviços disponíveis.

Além disso, o site oficial do banco conta também com a tabela de preços para aqueles serviços adicionais, como saque na Rede 24h (R$7,50 por saque) e depósito em conta por TED (R$1,00 por transação).

Conheça as tarifas do Pride Bank no site, no iOS ou no Android.

Quer continuar acompanhando as novidades do Pride Bank? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real. 

Publicidade