Investimentos

Com nova queda da Selic, poupança tem rendimento real negativo; saiba melhores opções para investir

Heloísa Vasconcelos
cofrinho com moeda, representando poupança tem rendimento real negativo

Rendimento da poupança, equivalente a 70% da Selic, é menor que a inflação, que deve encerrar o ano em 1,63%. É importante manter parte do dinheiro investido em fundos de renda fixa apesar da baixa rentabilidade devido à liquidez.

Artigo originalmente publicado em blog.mobills.com.br. Conteúdos e comentários foram integralmente mantidos.

Com nova queda da Selic, poupança tem rendimento real negativo; saiba melhores opções para investir

 

O rendimento real da poupança atualmente está negativo, após nova queda da Selic na última quarta-feira, 5, de 2,25% para 2% ao ano.

Continua após a publicidade:

Isso significa que rendimento do fundo, equivalente a 70% da Selic + TR (atualmente zerada), é menor que a inflação.

Apesar da baixa rentabilidade, ainda é importante manter parte do dinheiro investido em fundos de renda fixa devido à liquidez.

Continua após a publicidade

Saiba onde investir em renda fixa para evitar perder dinheiro para a inflação.

Informações são do O Globo.

Poupança tem rendimento real negativo

A previsão de analistas do mercado, compiladas pelo Boletim Focus, do Banco Central, é que inflação medida pelo IPCA encerre o ano em 1,63%.

Com a Selic a 2%, a rentabilidade da poupança fica em 1,4% ao ano, 0,23 ponto percentual abaixo da inflação.

Isso ocorre também em outros fundos de investimentos mais conservadores, como Fundo DI, Tesouro Selic e CDB 100% CDI, sendo a perda nos dois últimos de apenas 0,03%.

Rentabilidade nas contas de poupança antiga ainda vale a pena

Contas da antiga poupança ainda tem boa rentabilidade, mesmo com a Selic a 2% ao ano.

Continua após a publicidade

Aplicações até 3 de maio de 2012 têm rentabilidade fixa de 0,5% ao mês, ou seja, taxa nominal de 6% ao ano, três vezes a taxa básica de juros.

Mesmo com a baixa rentabilidade da Selic, é importante manter investimentos em renda fixa atrelada à taxa, devido à maior facilidade de resgatar dinheiro sem perdas.

A recomendação é o Tesouro Selic, já que para aplicações até R$ 10 mil não é mais cobrada a taxa de custódia da B3.

Fundos DI que não tenham taxa de administração também são uma boa opção, mas é preciso ter em mente que esses recursos irão apenas acompanhar a inflação, sem ter realmente um rendimento real.

Continua após a publicidade

Outros investimentos de renda fixa

Ainda tem como investir em renda fixa e ter algum rendimento.

É importante, porém, se atentar a prazos, já que resgatar fundos antes do vencimento pode levar a perdas financeiras.

Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Agrícola (LCA) são interessantes por terem isenção de Imposto de Renda.

No caso de Certificados de Depósito Bancário (CDBs) de bancos pequenos a médios, o rendimento pode ser acima de 6% ao ano. 

Títulos públicos prefixados e atrelados ao IPCA também garantem bons retornos, mas são mais indicados para aplicações a longo prazo.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *