A redução das taxas de juros nos últimos 12 meses — incluindo a Selic, que caiu de 6,5% para 2% — causou uma intensa movimentação de portabilidade de financiamentos imobiliários.

Dentro deste período, a CrediHome, plataforma online de crédito para compradores e donos de imóveis, registrou um aumento nas solicitações de portabilidade de contrato. Número cresceu 2.355% em comparação aos 12 meses anteriores, totalizando 7.064 pedidos.

Continua após a publicidade:

Somente no mês de julho, o volume de solicitações foi 43 vezes maior em relação ao mesmo mês do ano passado, fechando em 2.294 pedidos.

Com informações do Valor Investe.

Aumento nos pedidos de portabilidade de financiamentos imobiliários

Em torno de 5% desse total de solicitações são fechadas por meio da plataforma, visto que os bancos tendem a diminuir suas taxas para tentar não perder os clientes.

De acordo com o presidente da CrediHome, Bruno Gama, nos 6 primeiros meses de 2019 foram recebidas apenas 210 solicitações de portabilidade de contratos. Por outro lado, no primeiro semestre deste ano o número de solicitações subiu para 4.412.

O presidente relata que a expectativa é que, até o fim do ano, seja atingida a marca de 15 mil pedidos de portabilidade de financiamentos imobiliários, caso o mesmo ritmo seja mantido.

Estima-se que o estoque de financiamentos fechados, quando a taxa era de dois dígitos, esteja a cerca de 600 mil contratos. Número que pode alcançar o volume de R$ 1,2 bilhão, levando em consideração um ticket médio de R$ 200 mil, de acordo com a CrediHome.

Redução significativa de valores

Um imóvel adquirido em 2016 por R$ 400 mil, com financiamento de R$ 320 mil, a uma taxa de 12% ao ano, pode ser renegociado com taxa de 7% hoje, conforme a plataforma online.

Dessa forma, a parcela diminuiria de R$ 4.053,00 para R$ 2803,10, uma diferença de R$ 1.249,90 por mês, o dobro do valor do auxílio emergencial.

Para financiamentos maiores, de imóveis que custam mais de R$ 1 milhão, também há uma redução significativa nas parcelas mensais.

Além disso, a redução nas taxas para financiamento tornaram a compra de imóveis mais acessível para uma maior parcela da população.

Gostou desse conteúdo sobre portabilidade de financiamentos imobiliários? Então assine a newsletter do iDinheiro e receba outras notícias como essa diretamente no seu e-mail.

Publicidade