Como escolher um plano de internet bom e barato para a sua casa

 

Quando o assunto é economia doméstica, cortar despesas pode ser uma tarefa desafiadora.

Afinal, alguns serviços são essenciais para algumas famílias. Um exemplo é a internet.

Algumas pessoas precisam utilizar a rede em casa, seja para o trabalho ou estudo.

Nestes casos, cortar o serviço não é uma alternativa, mas, com uma boa pesquisa, é possível encontrar ofertas mais em conta e reduzir os gastos com a banda larga.

Pensando nisso, separamos algumas dicas que você precisa considerar ao escolher um plano de internet para sua casa.

Continua após a publicidade:

Aprenda como escolher um plano de internet bom e barato

1. Observe e entenda o seu consumo

Antes de pesquisar um plano de internet, é preciso entender o seu perfil de consumo para saber quais as características ideais que o pacote deve ter para te atender na medida certa.

Por isso, pense em algumas questões como:

  • Quantas pessoas usam a internet na sua casa?
  • Você usa muita ou pouca internet? Para quais atividades?
  • Quantos dias por semana você acessa?
  • Qual o valor total que você paga atualmente pela sua banda larga?

Se estiver com muita dificuldade em mensurar as respostas, verifique se a sua operadora possui algum aplicativo ou espaço na conta em que detalha o quanto de internet você consome por mês.

Continua após a publicidade


Controle de gastos pessoais: 5 dicas para não perder dinheiro


2. Identifique qual velocidade atende seu consumo

Depois de observar o seu consumo de internet, você poderá identificar qual o tamanho do pacote certo para a sua casa.

Assim, você controla melhor as despesas e evita gastos desnecessários.

Para te ajudar, separamos 3 perfis de consumo:

  • Básico: 1MB a 5MB por usuário. Indicado para atividades simples como checar e-mail, redes sociais e acessar sites.
  • Moderado: 5MB a 15MB por usuário. Com essa velocidade, o usuário consegue baixar filmes e séries, assistir vídeos, acessar arquivos em nuvem e fazer chamadas de vídeo.
  • Heavy User: acima de 15MB por usuário. Indicado para quem trabalha com arquivos digitais, como programadores e designers. É ideal para jogar online e acessar plataformas de streaming com melhor desempenho.

Lembre-se que essa velocidade é recomendada para cada usuário da rede.

Ou seja, quanto mais pessoas estiverem conectadas, maior precisará ser a velocidade contratada.

Tipos de velocidade

Existem dois tipos de velocidade: download e upload. É importante observar a quantidade de cada um deles no plano.

A velocidade de download está relacionada à rapidez que os dados irão chegar até o seu computador ou dispositivo móvel.

Logo, quanto maior for a velocidade de download, mais rápido você conseguirá assistir vídeos, séries, baixar um arquivo e acessar sites, por exemplo.

Continua após a publicidade

Já a velocidade de upload são os dados que você envia do seu dispositivo para outro.

Quanto maior for a velocidade de upload, mais rápido você conseguirá postar fotos em redes sociais, enviar e-mail ou postar um vídeo no YouTube.

De um modo geral, a velocidade de download costuma ser maior (na maioria do planos de internet), pois as pessoas costumam receber mais dados do que enviar.

Porém, se você for um influenciador digital que trabalha postando vídeos e fotos em redes sociais, por exemplo, é preciso escolher planos com maior velocidade de upload.

Continua após a publicidade


Aplicativo de desconto: conheça 15 que vão te ajudar a reduzir muitos dos seus gastos!


3. Observe o tipo de tecnologia

Existem diferentes tecnologias de transmissão da internet e o preço dos planos pode variar bastante por causa delas, bem como a qualidade do serviço.  

A melhor tecnologia para a sua casa vai depender da sua necessidade: você mora em regiões muito afastadas? Precisa de uma conexão móvel? Ou prefere ter mais velocidade?

Para simplificar, selecionamos as principais tecnologias e apontamos as vantagens e desvantagens do uso de cada uma delas. Confira:

Continua após a publicidade

Internet banda larga 4G

Vantagens: A tecnologia 4G funciona sem fios e é uma boa opção para quem mora em regiões onde a conexão por fibra ótica ou cabo ainda não chegou. Além disso, existem muitas opções de operadoras que oferecem conexão 4G, até mesmo a SKY possui pacotes de internet nessa tecnologia.

Em alguns casos, ela funciona através de um mini-modem que permite levar a internet para outros lugares.

Desvantagens: Por não ser cabeada, pode sofrer instabilidade no sinal. Ademais, ela possui franquia de internet. Isto é, existe um limite de consumo de dados. Depois que o cliente ultrapassa esse limite, a internet pode ser interrompida ou funcionar em velocidade reduzida.

Internet via cabo

Vantagens: A conexão acontece via cabo e permite uma alta velocidade de internet. Possui também uma boa taxa de upload. Normalmente, os planos desse tipo de conexão não tem limite de franquia de dados, ou seja, você pode navegar ilimitado.

Continua após a publicidade

Desvantagens: Em horários de pico, a velocidade da conexão pode diminuir, causando lentidão ou perdas de sinal. Além disso, sempre que houver algum problema na rede elétrica, o usuário ficará sem acesso a internet.

Fibra óptica

Vantagens: O sinal é enviado por pulsos de luz e não elétricos, o que garante uma boa velocidade tanto de download quanto upload. Por ser transmitida através de pulsos, ela não sofre muitas interferências, garantindo uma velocidade mais constante.

Geralmente, os planos não possuem franquia de consumo e podem chegar a mais de 1000 mega de velocidade.

Desvantagens: A fibra óptica é mais difícil de instalar. Por isso, ela está disponível em poucas regiões. Ademais, costuma ser mais cara que a internet via cabo e as demais tecnologias.

Continua após a publicidade


Os 15 melhores aplicativos para controle financeiro pessoal


Conexão via rádio

Vantagens: A principal vantagem da conexão via rádio é a cobertura. O sinal é transmitido através de antenas, dispensando o uso de fios. Normalmente, a internet via rádio precisa de pouca manutenção.

No caso da internet cabeada, é comum o furto de fios ou cortes acidentais de cabo da rede, mas com a internet por rádio isso não acontece.

Desvantagens: A maior desvantagem dessa tecnologia é a instabilidade de sinal. É muito comum perder o sinal após chuvas ou tempestades. Outro ponto a ser considerado é a velocidade que varia entre 1MB e 10MB nos planos residenciais.

Internet via satélite

Vantagens: É uma opção para pessoas que moram em áreas afastadas. O sinal é transmitido via satélite e, por isso, consegue chegar em locais onde a internet cabeada não abrange.

Continua após a publicidade

Desvantagens: A qualidade do sinal é instável. Mudanças de tempo ou qualquer obstrução no satélite são suficientes para a perda de sinal. Outro ponto negativo do serviço são os preços elevados. Além disso, alguns planos possuem franquia de dados.


37 Aplicativos para ganhar dinheiro no seu tempo livre e obter uma boa renda extra


4. Compare preços

Depois de se informar sobre o quanto de internet precisa e quais os tipos de tecnologia, é hora de pesquisar as ofertas.

A ideia de consultar operadora por operadora pode parecer cansativa, mas é fundamental para garantir uma economia de verdade.

Continua após a publicidade

Contudo, já existe uma ferramenta que torna esse processo muito mais rápido: o comparador Melhor Plano.

No site, é possível comparar planos de internet fixa e móvel, TV por assinatura, planos de telefonia e combos.

A plataforma ainda mostra se a operadora está disponível na sua casa. Basta inserir seu CEP, ajustar os filtros na barra lateral e escolher o plano.

Assim, você pesquisa os pacotes no tamanho ideal e consegue analisar lado a lado ofertas de operadoras diferentes.

E aí, gostou das dicas para escolher um plano de internet bom e barato? Quer receber outros conteúdos sobre como economizar nas mais diversas áreas da sua vida? Então, assine a newsletter do iDinheiro agora mesmo.

Publicidade