Picpay é seguro? Entenda de forma prática!

PicPay é seguro? Essa é uma das perguntas mais comuns de pessoas que ainda não conhecem, a fundo, como funciona o app de pagamentos.

Lucas Pavanelli
Lucas Pavanelli

Picpay é seguro? Entenda de forma prática!

“PicPay é seguro?” Essa é uma das perguntas mais comuns de pessoas que ainda não conhecem, a fundo, como funciona o app de pagamentos.

O PicPay é uma alternativa segura para os pagamentos digitais, uma modalidade que vem crescendo não só no Brasil, como no mundo.

Continua após a publicidade

Pensando nisso, ela substitui a necessidade de andar por aí com dinheiro ou vários cartões diferentes. Na verdade, as carteiras digitais reúnem tudo isso em um aplicativo para smartphone. 

Com ele, é possível fazer transferências de dinheiro para outros usuários, pagar contas por meio de boletos ou comprar pela internet. 

Continua após a publicidade

Neste artigo vamos explicar para você porque o PicPay é seguro, como ele funciona e quais as vantagens e desvantagens dessa plataforma. Confira. 

O que é o PicPay?

O PicPay é uma ferramenta de pagamentos digitais.

É uma forma de realizar transferências de dinheiro entre amigos que possuem uma conta no app, fazer compras online ou pagamentos por meio de boletos, por exemplo. Além disso, o PicPay é seguro.

As transações são feitas por meio de um aplicativo para smartphone (baixe aqui na Google Play ou aqui na Apple Store). 

Foi fundado em 2012, em uma startup sediada no Espírito Santo, como uma carteira digital que permitia a leitura de QR Code para realizar pagamentos. Três anos mais tarde, o banco Original comprou parte do PicPay. 

Continua após a publicidade

Em 2017, o app lançou o PicPay PRO e abriu uma alternativa para que negócios, e não somente usuários, passassem a receber pagamentos pelo aplicativo. 

Já em 2019, o app lançou outras funcionalidades: possibilidade de saque 24h, rendimento de carteira em tempo real e lançamento do cartão físico. 

Hoje, o Picpay conta com mais de 30 milhões de usuários, o que o faz o maior app de pagamentos do Brasil.

São cerca de R$ 2 bilhões em transações por mês e ele é aceito como forma de pagamento em mais de 3 milhões de estabelecimentos. 

Continua após a publicidade

Como ele funciona?

Todas as operações do PicPay são feitas pelo smartphone, que funciona como uma carteira digital.

Nesse sentido, para adicionar saldo a essa carteira, é possível cadastrar um cartão de crédito ou transferir dinheiro por meio do pagamento de um boleto, gerado no próprio app. 

Com esse saldo, o usuário pode fazer compras online, pagar contas ou transferir parte dele para amigos, desde que eles também tenham contas na plataforma. 

Outra possibilidade é comprar em estabelecimentos físicos que também aceitam PicPay.

Essa também é uma forma prática, que utiliza o QR Code para concluir as transações. 

Continua após a publicidade

Há dois tipos de conta no PicPay: a conta pessoal e o PicPay PRO. 

Conta pessoal

A conta pessoal é voltada para Pessoa Física e qualquer um pode fazer um cadastro. Basta baixar o app. 

Nele, é possível fazer pagamentos pelo saldo adicionado na sua carteira digital ou por meio de um cartão de crédito. Nesse caso, você adiciona um cartão que já tenha – de outro banco ou do próprio PicPay – e realiza os pagamentos por ele. 

Também é possível transferir dinheiro do seu saldo para sua conta corrente em um banco, por exemplo. 

PicPay PRO

Já o PicPay PRO é a solução desenvolvida para Pessoa Jurídica. É ideal para profissionais liberais, freelancers ou mesmo empresas que operam em e-commerce ou que têm pontos fixos.

Continua após a publicidade

Pelo PRO, o usuário pode receber pagamentos via cartão de crédito mesmo sem possuir uma maquininha – e ainda recebe o dinheiro na hora, mesmo que a compra seja parcelada. 

Quais são as taxas?

Para a conta pessoal, ou seja, de pessoa física, há um limite de recebimento de R$ 800 por mês em pagamentos recebidos via cartão de crédito.

Acima desse valor, é cobrada uma taxa de 1,99% para o valor excedente. 

Isso significa que, se você receber um pagamento de R$ 1.000 por meio de cartão de crédito, haverá cobrança de uma taxa de 1,99% em cima dos R$ 200 que passaram do limite. Ou seja, a cobrança é de R$ 3,98. 

Não há cobrança de taxa quando a transferência é feita via saldo entre usuários da plataforma, por exemplo. Essa transação é ilimitada. 

Continua após a publicidade

O usuário da conta pessoal também não paga nada para quitar um boleto com o saldo na carteira PicPay.

No entanto, se o usuário pagar a conta por meio do cartão de crédito cadastrado no app, há uma taxa de 2,99% em cima do valor do boleto.

Caso o pagamento seja parcelado, então, você tem que acrescentar 3,49% em cima de cada parcela. 

Já na conta PicPay PRO, a empresa ou o freelancer terão, descontados, 2,99% de cada pagamento recebido. 

Continua após a publicidade

Também há taxa para envio de valores. Sempre lembrando que, até R$ 800 é de graça.

Sabendo disso, a partir desse valor, incide a tarifa de 1,99% pelo excedente. Caso a compra seja parcelada, há outra taxa, de 3,49% ao mês.  

Benefícios do PicPay: os principais

Rendimento

Um dos benefícios do PicPay é que todo dinheiro deixado como saldo no app rende automaticamente.

Isso é um incentivo para que os usuários deixem dinheiro na plataforma como uma espécie de poupança.

Continua após a publicidade

A segunda vantagem é que esse rendimento é maior que o oferecido pelos bancos tradicionais: 100% do CDI. 

Cashback

Outra vantagem do PicPay é o cashback. A cada pagamento feito com o saldo, em estabelecimentos que aceitem PicPay via maquininha da Cielo, o usuário recebe 3% em dinheiro de volta.

PicPay Card

Uma novidade do app de pagamentos é o lançamento do PicPay Card, um cartão de crédito sem taxas que dá 5% de cashback em compras pelo app do PicPay.

Ele também pode ser utilizado como meio de pagamento, caso a conta do usuário não tenha saldo suficiente. 

Continua após a publicidade

Pontos negativos do PicPay: quais são eles?

Limite para recebimento

Um dos pontos negativos do PicPay é o teto para recebimento de valores pela plataforma.

Isso porque o app cobra uma taxa para contas de pessoa física que recebam mais de R$ 800. 

Atraso para transferência

Ao transferir dinheiro do seu saldo para uma conta corrente externa, seja para um banco digital ou tradicional, o valor demora até dois dias úteis para cair na conta.

A transferência na mesma hora só ocorre para clientes do banco Original, que comprou o app de pagamentos. 

Continua após a publicidade

PicPay é seguro?

Sim, o PicPay é seguro porque adota padrões confiáveis (nacionais e internacionais) de segurança de dados em suas transações, como a criptografia e o armazenamento de informações em servidores seguros.  

Para acessar o app, o usuário deve criar uma senha pessoal (que pode ser a própria digital), necessária para a realização dos pagamentos.

Além disso, a empresa sugere algumas dicas para dificultar o acesso à sua conta por um estranho:

  • crie uma senha forte – com letras, algarismos e caracteres especiais;
  • proteja o acesso ao app com uma senha própria no smartphone;
  • consulte os canais oficiais da empresa;
  • não compartilhe a senha com terceiros;

Qual é a reputação do PicPay no Reclame Aqui?

A avaliação do PicPay no Reclame Aqui é classificada como razoável.

De cada 100 reclamações postadas no site, 95 são respondidas pela empresa, o que é um indicador alto.

Continua após a publicidade

No entanto, a nota é 4,55 e o índice de solução das reclamações é de cerca de 71%. Outro indicador que desagrada é o tempo médio de resposta: 47 dias

Confira os 5 problemas mais comuns no Reclame Aqui

  • estorno de valores pagos;
  • problemas na finalização de compras;
  • propaganda enganosa;
  • dificuldade de atendimento no SAC;
  • cobrança indevida.

Quais pontos de atenção devem ser prioridade ao usar a plataforma?

Ao mesmo tempo em que a plataforma facilita uma série de transações que, nos bancos tradicionais, seriam cobradas ou demorariam para ser executadas, também é preciso ter atenção.

Neste artigo, mostramos como é possível utilizar o app de forma gratuita.

Todavia, também destacamos que há a cobrança de taxas em alguns casos. E é, nesse ponto, que devemos ter atenção.

O principal vilão da plataforma é o uso de parcelamento nos pagamentos com cartão de crédito cadastrado.

Continua após a publicidade

Isso porque, além da cobrança de uma taxa de 2,99% – que incide em todo boleto pago com cartão de crédito – há também uma outra taxa, de 3,49% em cada parcela da dívida.

Isso faz com que uma compra se torne mais cara do que ela realmente é devido à cobrança de taxas e juros.

Conclusão

O PicPay nasceu com funcionalidades básicas de uma carteira digital mas, nos últimos anos, vem agregando novas possibilidades para conseguir competir com outras fintechs.

É uma ótima opção para grupos de amigos que são usuários da plataforma já que simplifica o pagamento de atividades cotidianas por meio de transferências simples.

Continua após a publicidade

Com isso, torna mais fácil a divisão na conta do bar ou da fatura de uma viagem, por exemplo.

O PicPay atrai, também, quem deixa o dinheiro parado na poupança – já que oferece um rendimento maior, e em tempo real.

Também atraiu quem quer economizar em compras, por meio do cashback automático.

No entanto, o PicPay tem se tornado um meio menos burocrático para profissionais liberais e freelancers que precisam receber pagamentos via cartão de crédito, mas não querem se comprometer em pagar mensalmente pelo aluguel de uma maquininha, por exemplo.

Agora que você sabe que o PicPay é seguro e que pode ter várias utilidades para o dia a dia, assine a nossa newsletter. Assim, você recebe, na caixa de entrada, conteúdos completos sobre temas que interessam ao seu dinheiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.