Carteira Digital, Notícias

PicPay começa a cobrar taxa para transferir auxílio emergencial

Lucas Pavanelli
Lucas Pavanelli
mulher no celular, representando taxa para transferência do auxílio

A partir deste mês o PicPay começa a cobrar uma taxa de 1,99% para transferência do auxilio emergencial. Cobrança já ocorre em outras plataformas.

O PicPay começou a cobrar uma taxa para transferência do auxílio emergencial ou do FGTS. A plataforma aplica uma taxa de 1,99% sobre o valor da transação para quem precisa fazer transferência do aplicativo Caixa Tem para a carteira digital via cartão de débito virtual da Caixa. 

A plataforma não é a única a aplicar a cobrança, que já é feita pelo Mercado Pago e Pagbank

Continua após a publicidade

As fintechs se tornaram um dos meios utilizados pelos usuários para driblar o modelo de pagamentos da Caixa, que permite saques e transferências do recurso apenas em um calendário a parte.

Por que o Picpay aplica taxa para transferência do auxílio?

Muitos usuários passaram a buscar meios para antecipar os valores a fim de utilizar o recurso por outros meios que não o Caixa Tem.

Um dos caminhos para isso é gerar um boleto no aplicativo da fintech para adicionar à carteira o valor do benefício e pagar esse boleto pelo Caixa Tem. Outra forma é adicionar o dinheiro à carteira por meio do cartão de débito virtual, simulando uma compra online em que você informa o cartão para pagamento.

Foi essa última opção que passou a ser taxada pelo PicPay e outras plataformas, como Mercado Pago e o Pagbank. As empresas alegam que a taxa serve para cobrir parte dos custos desse tipo de operação. 

Por outro lado, os usuários dessas plataformas questionam a cobrança feita em cima de um benefício social. A taxa de 1,99% do PicPay e Mercado Pago representa quase R$ 12 dos R$ 600 do auxílio emergencial. Já a tarifa de 1,65% do PagBank significa pouco menos de R$ 10. 

A fintech informou que manteve a gratuidade da transação durante 5 meses em meio à pandemia e que, a partir deste mês, passou a cobrar apenas para a transferência por meio do cartão de débito. A gratuidade se mantém para quem utiliza a função boleto para o mesmo fim.

PicPay tem custo zero para transferência por boletos

Se a transferência por meio do cartão digital da Caixa é taxada, a opção de transferência por meio de boletos continua gratuita. Isso pode ser feito não somente como forma de enviar o recurso para as carteiras digitais, como também para outros bancos digitais.

Confira como fazer a operação

  1. Abra o app do seu banco e vá na opção de depósito por boleto;
  2. Gere um boleto com código de barras no valor que deseja transferir;
  3. Copie o número do código de barras;
  4. Abra o app Caixa TEM;
  5. Selecione a opção ‘pagamentos’. Cole o número do código de barras do boleto para pagar e confirme;

Depois de fazer essa operação, é preciso esperar até três dias para que o dinheiro caia na conta.

Gostou desta notícia e quer continuar acompanhando tudo que é relevante para seu dinheiro? Então assine a newsletter do iDinheiro e receba nossas atualizações em tempo real no seu e-mail!

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *