INSS começará a realizar perícia por telemedicina a partir de segunda-feira

A perícia do INSS por telemedicina começará em modelo piloto, que vai até 31 de janeiro de 2021. Com a solução, segurados não precisarão ir até as agências para realizar procedimento.

Heloisa Vasconcelos
Heloísa Vasconcelos

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começará a realizar perícia por telemedicina a partir da próxima segunda-feira, 16. Os atendimentos em modelo piloto ocorrerão até o dia 31 de janeiro de 2021.

Com isso, os segurados não precisarão ir às agências para realizar o procedimento.

Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, o protocolo foi aperfeiçoado para dar segurança ao ato pericial dos peritos médicos federais. Eles agora terão autorização para realizar perícias médicas por telemedicina durante o período de enfrentamento da pandemia.

Continua após a publicidade

O Termo de Adesão de Participação da Experiência Piloto de Realização de Perícias Médicas com Uso da Telemedicina (Pmut) será disponibilizado de forma digital às empresas a partir desta segunda-feira, 9.

Informações são da Agência Brasil.

Perícia do INSS por telemedicina

A decisão de realizar as perícias de forma digital foi tomada em cumprimento a determinação do Tribunal de Contas da União (TCU).

“A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e o Instituto Nacional do Seguro Social realizaram reuniões com o Conselho Federal de Medicina e a Associação Nacional de Medicina do Trabalho para aperfeiçoar o protocolo e dar cumprimento à decisão do tribunal”, informou a secretaria.

Conforme a secretaria, houve consenso entre os órgãos sobre a necessidade de se promover ajustes no protocolo formalizado pela Subsecretaria da Perícia Médica Federal e INSS no dia 7 de outubro, especialmente no que diz respeito à atuação do médico do trabalho.

A secretaria informou ainda que as entidades trabalharam no roteiro de procedimentos.

Prova de vida segue prorrogada

No último dia 22 o INSS prorrogou a suspensão da prova de vida até o dia 30 de novembro. 

Em março de 2020, quando as medidas para conter a disseminação da Covid-19 começaram, o Governo suspendeu o procedimento de prova de vida até 30 de setembro.

Entretanto, na data, houve uma nova prorrogação para 31 de outubro.

Agora, novamente, a suspensão ganhou mais um mês de prazo, até o último dia de novembro de 2020

Novas prorrogações podem acontecer até que uma solução sanitária garanta a segurança dos envolvidos no processo de prova de vida.

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar acompanhando todas as notícias que importam para o seu dinheiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.