Após a recente polêmica envolvendo o pagamento via WhatsApp que foi liberado e cancelado em menos de um mês, as bandeiras Visa e Mastercard protocolaram um modelo de “arranjo de transferências” no Banco Central. 

Caso seja aprovado, é possível que a reativação do método de pagamentos do aplicativo de mensagens volte a funcionar em solo brasileiro. 

Continua após a publicidade


As empresas alegam em documentação que o WhatsApp é apenas um prestador de serviços na cadeia de pagamentos, mantendo assim, os padrões de acordo com o que havia sido firmado entre as partes e prezando pela segurança das transações. 

Em entrevista ao veículo de comunicação Valor Econômico, o presidente da Mastercard, João Pedro Paro Neto, afirma que a liberação do método de pagamento via WhatsApp deva acontecer em breve. 

“Estamos mostrando que existe uma competitividade no mercado e que o WhatsApp vai aceitar novas empresas, conforme for expandindo sua capacidade de atendimento”, disse. 

Pagamento via WhatsApp diferente do PIX

Segundo relatos, essa liberação que as bandeiras protocolaram ao Banco Central seria diferente da sugerida anteriormente para ser aceita através do PIX, método de pagamento de transferências digitais que será lançado em novembro.

Mais uma novidade do Banco Central para o mercado, a própria instituição declarou que os modelos de transferência serão diferentes, apesar de ambos terem o objetivo de transferir valores de maneira descomplicada.

Quer continuar acompanhando os desdobramentos sobre a liberação do pagamento via WhatsApp? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro.