Acordo entre o Banco Central (BC) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) permitirá que pagamento de conta de luz com Pix seja possível. Assim, brasileiros poderão pagar fatura em questão de segundos, em qualquer horário e qualquer dia da semana.

Com novidade, tarifas podem ficar mais baixas. Isso porque atualmente distribuidoras têm de contratar bancos para efetivar pagamento. Com o Pix, redução desse custo pode ser repassada ao consumidor.

Continua após a publicidade:

Antes do acordo com a Aneel, BC já havia estabelecido com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) a possibilidade de recolhimento de taxas federais com o novo sistema. A disponibilização do Pix está prevista para novembro deste ano.

Informações são da Exame.

Pagamento de conta de luz com Pix; entenda

Com o Pix, clientes poderão pagar conta de luz em instantes. Ferramenta amplia as opções de pagamento, que pode ser feito de forma eletrônica, fácil, sem custo.

O Pix pode evitar cortes de energia por inadimplência. Isso porque processamento do pagamento ocorre em segundos, diminuindo demora para religamento de energia. Hoje em dia, caso haja corte de energia por falta de pagamento, religamento pode demorar até 48 horas, já que recebimento do dinheiro ocorre por meio de TED.

A Aneel fará a interlocução com as distribuidoras e com o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) para que o Pix esteja disponível a todas as prestadoras de serviço. Agência também certificará que implementação possibilite emissão de nota fiscal de energia elétrica.

Processo de implementação pode durar até dois anos.

Contas de luz mais baratas

Segundo o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, novidade ainda reduzirá o custo de cobrança para as distribuidoras, ganho que poderá acarretar em tarifas mais baixas de energia elétrica. 

“Hoje a distribuidora contrata vários bancos para processar os pagamentos. Como não haverá mais essa necessidade, reduziremos nosso custo operacional, que será compartilhado com o consumidor”, disse, em plenária com o BC transmitida online.

Quer continuar acompanhando as novidades sobre o PixEntão, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real. 

Publicidade