Empréstimo, Empréstimo e Financiamento, Empréstimos, Financiamentos

O que é financiamento para construção: aprenda a solicitar o seu

Karina Carneiro
Karina Carneiro
Construtor faz reforma usando recursos do financiamento para construção contratado
Aprenda o que é financiamento para construção, quais são os procedimentos para solicitar e escolher a melhor proposta do mercado.

O que é financiamento para construção: aprenda a solicitar o seu

O financiamento para a construção é uma opção para muitos brasileiros conquistarem a estimada casa própria.

Isso porque, nem sempre os imóveis prontos são as melhores opções para o momento. Por isso, construir pode ser o melhor caminho.

Continua após a publicidade

Aliás, essa modalidade permite, inclusive, que as pessoas consigam realizar suas construções da forma que desejarem.

Ou seja, escolhem o local da construção, a planta do imóvel e os acabamentos, tudo isso de maneira única e personalizada.  

Continua após a publicidade

Assim, muitas pessoas optam por aderir ao financiamento para a construção ao invés de imóveis já prontos ou na planta. 

Se identificou? Então, saiba mais sobre os financiamentos para construção. O iDinheiro preparou esse conteúdo com tudo que você precisa saber.

O que é financiamento para construção?

Você sabe o que é financiamento para construção? Trata-se de é uma das modalidades mais abrangentes do mercado. 

Inclusive, muitos pensam que este financiamento só pode ser adquirido quando o objetivo principal do crédito é a compra do terreno e construção do imóvel.

Continua após a publicidade

No entanto, essa é apenas uma das opções que as pessoas podem aderir quando escolhem o financiamento para construção.

O financiamento para construção também pode ser solicitado para:

  • ampliar a casa;
  • fazer mais apartamentos em um prédio já construído;
  • reformas de média e grande complexidade;
  • continuidade de obras em andamento que não tenham financiamentos anteriores em aberto.

O que analisar antes de contratar o financiamento para construção?

O primeiro passo ao decidir contratar um financiamento para construção é avaliar a integridade da empresa e do produto de crédito disponibilizado. 

Depois, vale analisar o valor da parcela e se é possível pagá-la, assim como quais os juros do financiamento.

Quer uma ferramenta para ajudar nesse processo? Clique na imagem para usar a calculadora iDinheiro de Juros Compostos.

Continua após a publicidade

Calculadora iDinheiro de Juros Compostos
Use a calculadora de juros compostos analisar o financiamento para construção

Outro ponto importante é saber o orçamento da reforma ou obra que será feita, além do projeto. 

Afinal, instituições financeiras condicionam a liberação do crédito específico para construções ao orçamento do projeto. 

Na maioria das vezes, a taxa de juros desse financiamento é menor do que as linhas de crédito convencionais.

No entanto, se você não tem um orçamento específico, pode buscar alternativas no crédito pessoal, inclusive com boas condições.

Continua após a publicidade

Qual o processo de solicitação de um financiamento para construção?

O financiamento para construção de cada instituição financeira terá regras, taxas e condições diferenciadas para a contratação.

Entretanto, mesmo que existam diferenças administrativas entre elas, temos três etapas bem semelhantes em seus processos

Por isso, vamos explicar cada uma delas para que você se prepare para cada uma delas.

Análise de crédito 

Os bancos analisam o Score do solicitante no Serasa Consumidor, Cadastro Positivo e outras fontes, internas e externas, que ajudem a traçar o perfil financeiro do cliente. 

Continua após a publicidade

Caso esses dados comprovem que o futuro cliente é um bom pagador, as possibilidades de negociação de melhores taxas e prazos de pagamento tornam-se ainda maiores.

Entre os dados utilizados nesse momento de análise, temos: 

  • Carteira de Identidade ou CPF;
  • Extratos bancários;
  • Imposto de Renda;
  • Comprovante de residência.

Vale lembrar que, em casos de financiamentos para reforma ou ampliação de imóvel, o banco pode exigir que o comprovante de endereço seja do mesmo local.

Além disso, a comprovação de propriedade do imóvel ou terreno no qual ocorrerá a construção ou reforma também vai fazer parte do levantamento de dados. 

Para essa comprovação, valem documentos, como:

  • Carnês de IPTU/ITR mais recentes;
  • Certidão da matrícula do imóvel;
  • Cessão de direitos do imóvel;
  • Comprovante de financiamento impresso para bens ainda não quitados.

Proposta financeira

Após as primeiras análises, a instituição financeira enviará para o solicitante todos os dados e condições que oferecem no financiamento para a construção. 

Continua após a publicidade

Nesta proposta constam informações como as taxas de juros, o número de parcelas e o valor máximo para empréstimo. 

A partir daí, também é possível que o cliente negocie as condições de pagamento e faça uma contraproposta ao gerente responsável

Inclusive, essa costuma ser uma boa prática visto que muitas vezes é possível conseguir descontos nas taxas de juros e maiores prazos. 

Assinatura do contrato

Após acordo dos termos e, tendo analisado todas as propostas de uma ou mais instituições financeiras, basta assinar o contrato com o banco escolhido.

Continua após a publicidade

Liberação do valor financiado

Após o aceite, o valor do financiamento para construção fica disponível para o cliente de acordo com as regras do contrato.

Como fazer para financiar o material de construção ou mão de obra?

Um dos tipos de financiamento para construção é a captação de recursos para a compra de materiais e o pagamento de mão de obra. 

Desta forma, o contratante recebe o crédito e o utiliza exclusivamente na compra de materiais de construção.

Para seu pagamento, paga as parcelas do contrato normalmente. 

Agora, no caso da contratação da mão de obra, o valor, na maioria das vezes, é transferido diretamente para o profissional indicado.

Continua após a publicidade

Quais são as principais opções de financiamento para construção disponíveis no mercado?

No Brasil, a maior parte dos bancos tradicionais oferece a opção de financiamento para a construção facilitando bastante o processo de escolha da instituição. 

No entanto, é importante avaliar quais as modalidades de financiamento para construção que cada instituição financeira oferece, podendo ser para:

  • reformas;
  • ampliações;
  • pagamento de mão de obra;
  • compra de materiais;
  • construção de um imóvel desde o início. 

E para te auxiliar nesta busca, separamos as principais opções existentes no mercado. 

Caixa Econômica Federal (CEF)

Para a maior parte das linhas de financiamentos e empréstimos relacionados a imóveis, a Caixa Econômica Federal é uma referência.

Isso acontece pois, historicamente, a CEF sempre esteve envolvida na gestão de fundos do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), é a atual administradora do FGTS etc.

Continua após a publicidade

O Construcard é uma das modalidades de financiamento de obras e reformas oferecida pela instituição financeira. O seu funcionamento é semelhante a um cartão de crédito convencional. 

Porém, o cliente com o limite aprovado só poderá usá-lo em lojas credenciadas. Estas receberão as compras à vista, enquanto os usuário poderão pagar em até 236 meses. 

Pelo fato dos lojistas receberem como se o cartão fosse débito, os clientes têm mais poder de negociação. Dessa maneira, podem conseguir melhores preços.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil também é uma instituição financeira que possui linhas de crédito exclusivas para o financiamento de construção, reformas e obras de ampliação. No entanto, são exclusivas para clientes do banco. 

Continua após a publicidade

Porém, para isso, basta possuir um cartão de crédito Ourocard, que é produto acessível para a maior parte das faixas de renda.

O caminho também pode ser feito pela abertura de conta, aumento do relacionamento bancário e, então, pedido de financiamento para construção. 

Uma das observações desse serviço é o fato de que há um teto de R$50 mil para a contratação de financiamentos para materiais de construção. 

Em contrapartida, uma das vantagens dessa opção é o fato de que os usuários possuem até 180 dias para quitar a primeira parcela do financiamento. 

Continua após a publicidade

Banco Santander

Outra instituição financeira que oferece financiamentos para a construção é o Banco Santander.

Com a linha de crédito Construção Fácil os clientes podem financiar até 100% das obras, incluindo construções e reformas. 

Outro benefício desta opção é que ela já prevê a utilização do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) como amortização de parte da dívida para imóveis construídos do zero de até R$ 500 mil. 

No entanto, esse tipo de financiamento para construção está disponível apenas para clientes do banco no segmento Van Gogh

Além disso, para construções que vão começar do zero, o valor mínimo de empréstimo é de R$ 20 mil. 

Continua após a publicidade

Banco Itaú

Outra instituição financeira que se destaca nas linhas de crédito para construção oferecidas é o Banco Itaú com a linha Construshop para seus correntistas.

O montante concedido pelo financiamento depende da verificação da capacidade de pagamento e da renda mensal transacionada no Banco Itaú, ou seja, depois de uma análise de crédito do correntista.

Essa linha de crédito serve, exclusivamente, para a aquisição de materiais necessários às obras e reformas.

Por isso, o cliente deve fazer um orçamento em uma das lojas conveniadas e apresentar ao gerente no momento da solicitação. 

Continua após a publicidade

O prazo para quitação do Construshop é de 6 meses a 4 anos e o crédito fica disponível em um cartão, e não em depósito em conta corrente. 

Cooperativa Sicoob

Outra opção do mercado de financiamento para construção é a da Sicoob. A linha de crédito da cooperativa permite que o cliente inicie a construção de um imóvel, bem como faça ampliações e reformas. 

Além disso, por ser um modelo de negócio diferente dos bancos tradicionais, a Sicoob pode oferecer taxas mais baixas em relação as demais. 

Assim, ao ser aprovada a solicitação do financiamento para a construção, o valor contratado diante das condições acordadas será integralmente depositado na conta do cliente. 

Continua após a publicidade

No entanto, se todas as compras forem feitas em um mesmo fornecedor, também é possível que o banco faça uma transferência direta para ele. 

Banco Bradesco

O Banco Bradesco oferece uma linha de crédito exclusiva para financiamentos e empréstimos de recursos destinados à construção e melhoria de imóveis próprios. 

O CDC Reforma de Imóveis pode ser solicitado por pessoas que desejam financiar até 70% do valor total da reforma de suas casas e apartamentos.

As condições de pagamento podem variar, mas o prazo máximo para parcelamento é de 48 vezes. 

Continua após a publicidade

Essa linha de crédito também vale para instalação de reúso de água, bem como painéis solares e outras reformas que visam a redução de contas e aumento da sustentabilidade. 

Dessa mesma forma, outra opção para os clientes Bradesco é o Programa João de Barro.

Construído em conjunto a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), o projeto tem como objetivo financiar a compra de materiais de construção para obras e reformas.  

Quais são as vantagens e desvantagens deste financiamento

Assim como todos os mecanismos financeiros, os financiamentos para construção têm vantagens e desvantagens que você precisa considerar na hora da escolha. 

Continua após a publicidade

Por isso, separamos duas listas com os maiores benefícios e desvantagens de se optar por um financiamento para a construção. 

Vantagens do financiamento para construção

  • possuir, em geral, menores taxas quando comparados aos empréstimos pessoais comuns; 
  • realizar o sonho do imóvel próprio com a personalização e a escolha de todos os detalhes;
  • uma ferramenta que contribui para que você saia do aluguel;
  • possibilidade de fazer extensões em imóveis já existentes; 
  • possibilidade de reformar e escolher acabamentos de imóveis já existentes.

Desvantagens do financiamento para construção

  • restrições em relação ao uso do crédito; 
  • necessidade de plantas e projetos para solicitar o crédito nas instituições financeiras; 
  • análise de crédito detalhada e possibilidade de não concessão para nomes negativados.

Vale a pena contratar um financiamento para construção?

Para pessoas que buscam reformar, construir e ampliar imóveis, os financiamentos para construção podem ser opções atrativas. 

Isso porque apresentam modalidades de pagamentos de mão de obra e materiais de construção versáteis que ajudam no planejamento e execução de uma construção.

No entanto, todas as decisões financeiras devem começar pelo estudo de suas capacidades de pagamento.

Continua após a publicidade

O financiamento para construção também tem juros e multas por atraso, o que você, certamente, não quer pagar, certo? 

Por isso, é fundamental que, antes de contratar um financiamento para construção, você avalie:

  • a necessidade da obra;
  • quanto vai custar;
  • se a melhoria também vai valorizar o imóvel; e, claro;
  • se as parcelas do financiamento para construção cabem no seu orçamento mensal.

Percebe que contratar um financiamento para construção envolve decisões estratégicas, estéticas e, principalmente, de saúde financeira?

Portanto, esteja sempre em dia com os estudos de suas finanças, acompanhe as oportunidades do mercado e, tome decisões saudáveis para seu patrimônio.

Em outras palavras, assine a newsletter do iDinheiro, e receba toda semana conteúdo exclusivo sobre o que importa para o seu dinheiro.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *