O que é e como funciona a mora do cartão de crédito? Tire suas dúvidas!

Quando o pagamento de uma fatura não é feito dentro da data de vencimento, o banco tem o direito de cobrar a mora do cartão de crédito. Saiba o que é, como funciona e como escapar dessa cobrança em compras futuras.

LinkedIn
Ana Júlia Ramos

Se você está em busca de saber o que é e como funciona a mora do cartão de crédito, entendemos que é um ponto positivo para usar melhor (e com mais consciência) este meio de pagamento.

Dentre uma série de encargos que podem ser cobrados diante do atraso no pagamento de uma fatura, por exemplo, existe a mora. E é justamente sobre ela que vamos falar neste post. Veja, a seguir, os principais tópicos que serão abordados.

Continua após a publicidade

  • Qual a diferença entre juros e multa de mora?
  • Como funciona a mora do cartão de crédito?
  • Quando ela é cobrada?
  • Como escapar da cobrança da mora do cartão de crédito?

Qual é a diferença entre juros e multa de mora?

Os juros aparecem quando o pagamento de alguma conta está vencida. Eles são cobrados sobre o valor em aberto e aumentam gradualmente, de acordo com os dias de atraso.

icon

Atenção

Isso significa que quanto mais tempo uma conta ficar em aberto após o seu vencimento, mais juros incidem sobre ela.

Além dos juros, a multa de mora também é cobrada por atraso no pagamento. No entanto, ela possui um valor fixo, que independe do tempo em que o pagamento será realizado. Ou seja, trata-se, basicamente, de uma porcentagem que incide sobre o valor da conta.

Continua após a publicidade

Apesar de ser fixa, a porcentagem pode variar de acordo com a instituição financeira que emitiu o boleto ou à qual a conta está vinculada, sendo limitada a 2% do valor da cobrança.

Por exemplo, vamos considerar um boleto no valor de R$ 3 mil com data de vencimento para o dia 10 de junho, porém, o pagamento só foi realizado no dia 20, com 10 dias de atraso. A instituição que emitiu o boleto aplica as seguintes cobranças:

  • multa de mora: 2% sobre o valor da cobrança;
  • juros de mora: 1% ao mês.

De acordo com essas informações, o cálculo é feito da seguinte forma: para multa de mora, aplica-se 2% sobre R$ 3 mil = R$ 60. O cálculo dos juros de mora é um pouco mais complicado, pois atraso foi inferior a 30 dias e os juros são calculados por mês. 

Inicialmente, é necessário saber qual seria o valor cobrado de juros para um atraso 30 dias. Portanto: 1% x R$ 3 mil = R$ 30. Para saber o valor cobrado por dia de atraso, basta dividir esse valor por 30 (quantidade de dias que um mês possui); o resultado será R$ 1. Logo, se o atraso foi de 10 dias e a cada dia é cobrado R$ 1 de juros, o valor total dos juros de mora será de R$ 10. Dessa forma. o valor final do boleto será de R$ 3.070 (R$ 3 mil + R$ 60 + R$ 10).

Continua após a publicidade

Como funciona a mora do cartão de crédito?

Mora significa “atraso” e também é conhecida como multa moratória. De acordo com o artigo 52 do Código de Defesa do Consumidor, esse tipo de multa prevê que um percentual seja retido pela operadora de cartão de crédito ou banco por parcelas atrasadas. Entretanto, a mora não possui um cunho punitivo. Na verdade, ela tem o intuito de incentivar o cliente a pagar a fatura dentro do prazo determinado.

icon

Atenção

O banco tem direito de cobrar a multa de mora quando o pagamento da fatura do cartão não é feito até a data de vencimento. Caso a fatura vença dia 10 e você efetue o pagamento no dia 11, a mora já será cobrada.

Como escapar da cobrança da mora do cartão de crédito?

Para escapar da mora do cartão de crédito, basta pagar o valor da total da fatura em dia, mas sabemos que às vezes isso não é tão simples quanto parece. Sendo assim, confira algumas dicas de como fugir da mora do cartão de crédito em compras futuras.

Faça um planejamento financeiro

A primeira tarefa para quem deseja não pagar a mora do cartão de crédito é adequar as despesas ao orçamento, ou seja, nunca gaste mais do que você ganha.

Se possível, utilize apenas um cartão de crédito

Uma coisa é praticamente certa: caso uma pessoa já tenha a tendência de se descontrolar com um cartão de crédito, o cenário piora drasticamente quando existem vários. A soma de múltiplos limites pode ultrapassar a renda mensal direcionada para compras no cartão, estimulando os gastos além do necessário. Portanto, caso seja viável, tenha apenas um cartão de crédito ou ao menos escolha um só para centralizar seus gastos.

Continua após a publicidade

Estabeleça um limite compatível 

Diminuir o teto de gastos do seu cartão é uma dica muito boa para se manter na linha e não passar pela mora do cartão de crédito. Algumas operadoras aumentam o limite dos bons pagadores, porém essa “recompensa” pode se tornar um verdadeiro transtorno.

Imagine a seguinte situação: seu limite foi elevado para R$ 7 mil, mas sua renda mensal é de apenas R$ 4 mil. Certamente a tentação de comprar vai aumentar e, consequentemente, o risco de de inadimplência também. Por isso, a sugestão é que o limite total do seu cartão de crédito corresponda a 30% da sua renda mensal.

Prefira pagamentos à vista

Tenha em mente que compras à vista são mais vantajosas nos casos de descontrole, visto que o pagamento no ato pode render bons descontos e você ainda fica livre de pendências financeiras para os meses seguintes. Evidentemente, há algumas situações em que o parcelamento se faz necessário, mas, nesse caso, tente fazê-lo no menor número de parcelas possível, uma vez que os juros costumam aumentar o preço final.

Conclusão

A educação financeira é fundamental na vida de todas as pessoas, pois por meio dela se tem consciência da própria realidade e é possível evitar endividamentos. Portanto, compre somente aquilo que você de fato precisa e consegue arcar, além de pagar sua fatura em dia para fugir das taxas como a mora do cartão de crédito.

Esse texto sobre a mora do cartão de crédito te ajudou? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.