Nubank pode cancelar cartão de crédito de usuários que estão utilizando a ferramenta de maneira indevida

 

O Nubank permite que os usuários adiem sua fatura, cobrando, contudo, entre 2,75% e 14% de juros ao mês.

Continua após a publicidade:

Alguns clientes, porém, estão realizando o adiamento de forma fraudulenta, por meio de pagamento com carteiras digitais.

O banco digital anunciou que pode bloquear ou cancelar cartão de usuários que fizerem uso indevido, por considerar uma quebra de contrato por parte do cliente.

O cancelamento pode ocorrer a qualquer momento e sem necessidade de esclarecimento individual ao usuário.

Entenda a fraude

Alguns usuários estão realizando pagamento da fatura por meio das e-wallets, como Mercado Pago, PicPay ou RecargaPay, usando o limite do próprio Nubank.

Nessa situação, o débito pago cai na fatura seguinte, havendo adiamento da fatura sem juros e encargos monetários.

O ato ainda permite depositar dinheiro do Nubank na conta de titularidade do usuário através de boleto bancário, utilizando o crédito do Nubank para o pagamento com transferência sem juros.

O que disse o Nubank?

Em nota, a fintech afirmou que a prática vai contra o modelo de negócio da empresa.

“O uso do cartão para pagamento da própria fatura ou para depósitos na NuConta poderá ser considerado indevido e poderá acarretar no bloqueio ou cancelamento do cartão”, declarou.

O banco digital também disse que não condena o uso de carteiras digitais. 

Reforçou, porém, que as funcionalidades do serviço devem ser utilizadas para outros fins, como pagamentos de contas de água, luz, telefone e outros.

O que achou da notícia sobre cancelamento do cartão do Nubank por uso indevido? Se gostou, então, compartilhe com seus amigos e familiares que possam se interessar pelo tema!

Publicidade