Notícias

Nubank libera cobrança por PIX para contas jurídicas

Karina Carneiro
Karina Carneiro
fachada do nubank, representando Nubank libera cobrança por PIX
Nubank libera cobrança por PIX para contas jurídicas através de QR Code e link de pagamentos. O serviço poderá ser usado de maneira gratuita.

A partir desta quinta-feira, 19, o Nubank libera a cobrança por PIX para os usuários da conta jurídica. Desta forma, empreendedores poderão enviar links para pagamento instantâneo aos consumidores.

Com a nova funcionalidade, os usuários PJ poderão fazer o compartilhamento de um link específico ou exibir um QRCode para que os consumidores possam fazer o pagamento por meio do novo sistema do Banco Central (BC), lançado na última segunda-feira, 19.

Continua após a publicidade

O serviço será disponibilizado de maneira gratuita, tanto para o cliente final, como para o dono do negócio. 

Nubank libera cobrança por PIX – Como utilizar?

Primeiramente, para ter acesso aos recursos de cobrança do PIX, é necessário que o correntista tenha uma conta jurídica aberta na fintech. 

Então, basta clicar na opção “Cobrar” e digitar o valor do produto ou serviço para pagamento.

Em sequência, deve-se selecionar a alternativa de “Transferência via PIX”. Após esse procedimento, basta mostrar o QR Code para o cliente ou compartilhar o link por meio de outro canal de comunicação, como e-mail ou WhatsApp. 

A Nubank libera cobrança por PIX, principalmente, para auxiliar os empreendedores a gerirem melhor os negócios utilizando o sistema de pagamento instantâneo.

Inclusive, o Nubank foi a instituição financeira com maior pedido de cadastro de chaves antes do lançamento do PIX.

Sobre a conta jurídica Nubank

A conta jurídica do Nubank é traz recursos similares à conta pessoa física para micro e pequenos empreendedores.

Entre eles, estão transferências ilimitadas, cartão de débito e crédito, pagamento de boletos e cobrança de títulos registrados gratuitos para serem enviados ao cliente.

Além disso, a conta digital emite extratos digitais para o acompanhamento financeiro detalhado.

Além de precisar ser correntista pessoa física para ter acesso aos serviços empresariais, o negócio precisa estar em categorias como: 

  • Microempreendedor individual (MEI);
  • Empresário Individual (EI);
  • Empresa individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para receber os melhores conteúdos financeiros em tempo real. 

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *