Seguindo orientações através de uma pesquisa de satisfação com os próprios consumidores, a Nubank estuda possibilidades de oferecer serviços de seguro automotivo mais barato que as concorrentes do mercado.

Seguindo o critério de uma taxa variável, o valor da mensalidade mudaria mensalmente, dependendo da quilometragem rodada pelo carro, segundo as pesquisas do veículo de comunicação Tecnoblog. 

Os valores de um possível seguro automotivo oferecido pela fintech, se basearia em informações como o tipo de carro que o cliente possui, o valor de mercado atual (de acordo com a tabela FIPE do momento, o ano de fabricação e se o veículo já está assegurado por outra companhia. 

Muitas das pessoas que responderam o questionário, disseram que os motivos que as levam a não ter um seguro veicular, muitas vezes, está relacionado aos valores elevados cobrados por empresas especializadas, já que um levantamento realizado em 2019, indica que o valor médio de um seguro em São Paulo pode variar entre R$ 1.243 a R$ 4.228.

Ainda de acordo com a pesquisa realizada com os consumidores, a empresa ofereceu dois modelos de contratação. Um no valor de R$ 130 mensais com cobertura completa para batidas, roubo furto, danos a terceiros e guincho 24h, e outro com uma taxa fixa de R$ 85, mais uma taxa variável de 0,05 por quilômetro rodado ao mês.

O que o estaria incluso no seguro automotivo?

De acordo com a apuração do veículo de comunicação, o seguro automotivo que a fintech colocaria no mercado, contaria com a possibilidade de abrir sinistros através do próprio aplicativo da empresa, além de atendimento 24h ao dia por telefone.

A parceria poderia acontecer com uma empresa chamada Athena Corretora de Seguros, que também fica localizada na mesma sede da Nubank.

Nubank diz que seguro é “apenas uma ideia”

Em resposta ao canal, a fintech disse que apenas está estudando o mercado, já que constantemente, trabalham com a ideia da melhoria de produtos e serviços no portfólio da empresa. 

Além disso, a empresa se manifestou a respeito das pesquisas enviadas para consumidores específicos. “Porém, isso não significa que a pesquisa foi feita de maneira impensada. Apenas não temos isso no nosso radar para um futuro próximo”.

Quer acompanhar tudo sobre o universo financeiro e os melhores seguros do mercado? Não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro para acompanhar as principais notícias.