Novo vírus de celular atinge, em especial, aplicativos de bancos, fintechs e corretoras

A Kaspersky alertou sobre um novo vírus de celular que atinge especialmente aplicativos de bancos, fintech e corretoras de valores e de criptomoedas.

LilianCH
Lilian Calmon

Um novo vírus de celular está atingindo especialmente aplicativos de bancos, fintechs e corretoras de valores e de criptomoedas. A Kaspersky, empresa de segurança digital, divulgou os detalhes do vírus Ghimob, nova versão do trojan Guildma, na última segunda-feira, 9.

O Brasil é um dos principais pontos de distribuição do malware e mais de 100 aplicativos bancários estão expostos, de acordo com companhia.

Continua após a publicidade

Já no exterior, ele seria capaz de invadir 21 aplicativos de criptomoedas e sistemas internacionais de pagamentos em diferentes países, além de serviços de internet banking pelo celular na Alemanha, Portugal, Peru, Paraguai, Angola e Moçambique.

“O Ghimob é o primeiro trojan para mobile banking brasileiro pronto para ser internacionalizado e acreditamos que isso não vá demorar, uma vez que ele compartilha a mesma infraestrutura do Guildma, um trojan para Windows que já atua fora do país”, explicou o especialista de segurança digital da Kaspersky, Fabio Assolini.

As informações são da IstoÉ Dinheiro e do TechTudo.

Novo vírus de celular: entenda como ele funciona e saiba como se proteger

O Ghimob se utiliza do acesso remoto para controlar os smartphones infectados. Isso possibilita a realização de transferências financeiras ilegais por parte de criminosos por meio do próprio smartphone da vítima. Assim, não se consegue detectar as fraudes.

Para se proteger, recomenda-se cuidado ao clicar em links e acessar sites suspeitos, principalmente de links enviados por e-mail com indicação de dívida em aberto. Essa prática, conhecida como phishing, serve como porta de entrada para que hackers acessem os dados da pessoa.

“Recomendamos que as instituições financeiras acompanhem essas ameaças de perto para aprimorar seus processos de autenticação e tecnologias antifraudes com dados de inteligência de ameaças. Compreender sua ação é a forma mais eficaz de mitigar os riscos desta nova família de RAT móvel”, disse Assolini.

Aproveite e leia também “Golpes financeiros na pandemia: conheça os 3 mais comuns e veja como se prevenir!”.

Quer acompanhar as notícias sobre vírus de celular? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.