Notícias

Nova CPMF: recriação do imposto volta ao debate em troca da aprovação da reforma tributária

Lilian Calmon
Lilian Calmon
homem usando calculadora e pilhas de moedas epresentando nova CPMF

Líderes contrários à nova CPMF cobraram do ministro da Economia, Paulo Guedes, a apresentação de um estudo detalhado do impacto da sua criação no crescimento somado à desoneração da folha de pagamentos.

O governo negocia na Câmara dos Deputados a aprovação da reforma tributária em troca da criação da nova CPMF, que incidiria sobre as transações digitais.

Isso seria incluído na PEC 45, a da reforma tributária, que está em tramitação, mas com dificuldade para avançar por conta da falta de apoio dos líderes do Centrão.

Continua após a publicidade

Embora o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tenha declarado ser contra a recriação desse tributo, lideranças avaliam que ele pode vir a mudar de posição em troca de apoio do governo para a reforma tributária.

Líderes contrários à nova CPMF cobraram do ministro da Economia, Paulo Guedes, a apresentação de um estudo detalhado do impacto da sua criação no crescimento somado à desoneração da folha de pagamentos (dos encargos que as empresas pagam sobre os salários dos funcionários), segundo apurou o Estadão.

As informações são da Agência Estado.

Nova CPMF: Guedes fala em “tributos alternativos”, mas não detalha seu plano

Na última quarta-feira, 23, Guedes disse que o governo estuda um “programa de substituição tributária”, mas não citou uma nova CPMF. Sem detalhar o plano, ele afirmou que, para gerar emprego, é preciso desonerar a folha e, assim, seria necessário considerar “tributos alternativos”.

“As prioridades são emprego e renda na retomada do crescimento dentro do nosso programa de responsabilidade fiscal. Queremos desonerar, queremos ajudar a criar emprego, facilitar a criação de empregos? Então, vamos fazer um programa de substituição tributária”, disse o ministro da Economia no Palácio do Planalto.

Segundo apurou o Estadão, Guedes prometeu apresentar a proposta na semana que vem. O autor da PEC 45 e líder do MDB, Baleia Rossi (SP), declarou que está aberto ao diálogo. “Conceitualmente, me posicionei contra a CPMF com ela, mas acho que é importante fazer o debate”,  pondera ele. 

Para o presidente da comissão da reforma tributária no Congresso, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), a criação da nova CPMF é um assunto delicado e pode contaminar toda a discussão da reforma tributária.

Quer saber mais sobre a nova CPMF? Então, assine a newsletter do iDinheiro, ative as notificações de push e receba tudo em tempo real.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *