Você sabe o que é cashback? Veja como funciona para otimizar seus gastos!

O cashback virou uma febre nos últimos tempos no Brasil. O recurso que devolve parte do dinheiro gasto em compras tem conquistado muitos consumidores. Confira como otimizar seus gastos!

Júlia Ennes
Júlia Ennes

Depois de “Black Friday”, cashback é o mais novo estrangeirismo que entrou no vocabulário daqueles que querem economizar. Hoje já é comum ouvir ofertas de lojas e até cartões de crédito oferecendo o famoso benefício. Mas você sabe como esse recurso funciona?

O cashback funciona com base em um sistema de devolução de parte do dinheiro gasto em um compra. O conceito não é novo, tendo surgido, em 1998, com a empresa Ebates. No Brasil, o pioneirismo veio com o Méliuz. A empresa, que hoje é líder em cashback no mercado brasileiro, surgiu em 2011 e passou a ser mais conhecida a partir de 2019. 

Continua após a publicidade

Assim como o Méliuz, outras plataformas especializadas em cashback como Ame Digital, são cada vez mais populares no país. Além disso, várias lojas físicas e online já oferecem o recurso, como Magazine Luiza e Americanas, por exemplo.

Apesar da popularidade crescente, muitas pessoas ainda têm dúvidas de como o cashback funciona e porquê é vantajoso usá-lo. Pensando nisso, o iDinheiro conversou com especialistas para entender como funciona o cashback e como usá-lo para otimizar seus gastos.

Continua após a publicidade

Afinal, como funciona o cashback?

O termo “cashback” vem do inglês e significa, em tradução livre, “dinheiro de volta”. Assim, como o nome sugere, com esse recurso o consumidor faz uma compra e recebe de volta parte do valor gasto.

Semelhante aos programas de pontos oferecidos por muitas lojas, o diferencial do sistema de cashback é que o cliente recebe, de fato, dinheiro de volta. Desta forma, ao invés de acumular pontuações que só poderão ser usadas no estabelecimento de origem ou para uma determinada categoria de produtos, o cashback pode ser usado da forma como o beneficiário desejar

No entanto, existem formas diferentes de receber o dinheiro de volta, dependendo da empresa. Algumas permitem que o comprador realmente receba o dinheiro de volta direto na conta. Já outros armazenam o dinheiro devolvido em uma “carteira digital” que poderá ser usada para abater o valor de futuras compras.

No segundo caso, é importante saber se a empresa determina um prazo para o resgate. No caso do Méliuz, o cashback expira depois de 24 meses a partir da data de confirmação, se não for feito o resgate para conta bancária. Nas empresas Ame Digital, o cashback nunca expira. Já no PicPay, o saldo promocional expira caso o seu app não seja acessado em um período de 3 meses.

Continua após a publicidade

Os percentuais de dinheiro devolvidos variam de acordo com a loja e do aplicativo que o comprador está utilizando. Algumas empresas oferecem 0,5% ou até 100% do seu dinheiro de volta

Leia também: Aplicativos de cashback 2021: onde ganhar + dinheiro de volta!

Por que é vantajoso fazer compras usando cashback?

Para a educadora financeira, Bia Moraes, o cashback é um bom recurso para quem quer economizar. “Rever o dinheiro na conta e poder usá-lo para o que quiser, é uma forma de economizar já que, no final, você acaba pagando menos pelo produto”, afirma.

No entanto, sempre é preciso tomar certos cuidados para não se empolgar na hora das compras. Apesar do cashback ser um bom atrativo, sair comprando só para “receber o dinheiro de volta” não é uma boa ideia. É preciso ter um planejamento e estabelecer prioridades para não acabar comprando puramente por impulso, o que pode ser bastante negativo para suas finanças. 

Além disso, Moraes destaca que sempre vale a pena fazer uma boa pesquisa antes de fechar a compra. “A comparação e contas sempre precisam ser feitas. Às vezes, mesmo uma empresa não oferecendo cashback, comprar um produto por ela pode ser mais barato do que comprar o mesmo item por uma empresa que oferece, mas cobra mais caro”, aconselha a educadora financeira.

Continua após a publicidade

Se as empresas devolvem o dinheiro, o que elas ganham com o cashback?

Não se engane achando que as empresas estão perdendo ao devolver parte do seu dinheiro. Além de benefícios para o consumidor, o cashback também traz benefícios para as empresas que o adotam

Segundo o Méliuz, líder de cashback no mercado brasileiro, o recurso é um diferencial que pode ajudar uma empresa a ganhar mais visibilidade, além de atrair e fidelizar mais clientes.

“Diante de um mercado cada vez mais acirrado e com um número alto de concorrentes, uma empresa precisa ter em mãos alternativas assertivas para se destacar. Neste momento, oferecer cashback surge como um recurso capaz de proporcionar uma maior visibilidade. Afinal de contas, estamos falando de um benefício que atua na atração de novos clientes”, declara a empresa. 

A popularização do cashback

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Méliuz, que avaliou as perspectivas para a Black Friday deste ano, 60,7% dos entrevistados consideram o menor preço como fator principal e 13,4% levam em conta benefícios como o cashback e cupons de desconto.

Continua após a publicidade

Moraes explica que essa popularização do cashback se deu, principalmente, pelo contexto econômico de crise e a crescente preocupação dos brasileiros acerca das finanças.

“No último ano, entramos numa crise causada pela pandemia, que fez com que muitos brasileiros dessem mais atenção ao cuidado com o dinheiro e as finanças pessoais. Então, descontos passaram a ter ainda mais valor, e cashback não deixa de ser uma forma de se pagar menos pelo produto. Sabendo disso, num mercado muito competitivo, muitas instituições financeiras adotaram a prática para seduzir o cliente a partir disso’, explica a educadora financeira.

Além de lojas e aplicativos, alguns cartões de crédito também oferecem dinheiro de volta no pagamento da fatura. Confira aqui algumas opções de cartão com esse recurso!

Cashback e Black Friday

A Black Friday, ou “sexta-feira das ofertas” também já não é novidade. A data chegou ao Brasil em 2010 e, hoje, já se tornou um dos eventos mais importantes do varejo brasileiro. 

Continua após a publicidade

Além disso, um dos principais diferenciais da Brack Friday no Brasil é que ela se adaptou às demandas da população e ofertas dos lojistas, com a ampliação do período de promoção. Hoje é comum ver empresas fazendo promoções como “esquenta black friday”, “black week”, etc. 

Tudo indica que com o cashback não será diferente. Com a popularização do recurso, empresas têm cada vez mais atendido à demanda de consumidores que buscam por cashback. Com isso, na Black Friday 2021, consumidores brasileiros podem esperar muitas ofertas com cashback, além de descontos.

Quer continuar acompanhando as notícias que impactam o seu bolso? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.