Veículos devem ficar mais caros devido a alta da energia

Devido a alta da energia, os veículos devem ficar mais caros. O setor automotivo sofre com aumentos nos preços dos insumos há mais de um ano.

Isabella Proença
Isabella Proença

A alta da energia causada pelo acionamento de usinas térmicas é mais uma notícia ruim para as montadoras de carros, que têm enfrentado problemas com os reajustes frequentes nos valores dos insumos e a falta de peças. A tendência é que os veículos fiquem mais caros devido a este aumento.

Além disso, a diminuição de consumo nos últimos meses, gerada pelo número expressivo de trabalhadores que seguem em regime de trabalho home office, devido à pandemia, tende a ser excedida pelas alterações tarifárias.

Continua após a publicidade

Com informações da Folha de São Paulo.

Veículos mais caros impactam o setor aumotivo

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Carlos Moraes, afirma que o setor sofre o impacto dos aumentos de custos de insumos há mais de um ano, e relata que o possível aumento do custo de energia é visto com preocupação.

“O reajuste vai dificultar ainda mais o processo de retomada de vendas tanto da nossa indústria quanto dos outros setores da economia”, disse ao veículo.

O impacto da alta da energia nos custos de produção ainda será calculado pelas fabricantes, porém repasses são aguardados para os valores dos veículos.

Estratégia das montadoras

Desde a crise de 2014, os repasses diante de qualquer oscilação no mercado têm sido a estratégia das montadores, de acordo com o sócio da consultoria Bright, Paulo Cardamone.

A procura de rentabilidade depois de vários anos operando no vermelho, as montadoras mudam o portfólio de produtos e se esforçam menos para segurar os preços.

Simultaneamente, as fabricantes investem em soluções que aumentam a eficiência das suas linhas de produção, e a diminuição dos gastos com eletricidade faz parte do processo.

Por isso, as grandes empresas tem buscado compensar o gasto de energia pela geração mais limpa.

A Honda, por exemplo, é uma das fabricantes que investiram na geração de energia limpa. A montadora japonesa desenvolveu um parque eólico no Rio Grande do Sul.

Quer saber mais sobre o impacto da alta da energia no preço dos veículos? Então, assine a newsletter do iDinheiro e ative as notificações! Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.