Banco Central autoriza transferências via Whatsapp; veja como vai funcionar

O Banco Central autorizou o Whatsapp a possibilitar transferências financeiras pelo aplicativo. Função ainda não tem data para disponibilização.

Heloisa Vasconcelos
Heloísa Vasconcelos

Os usuários do Whatsapp poderão realizar transferências financeiras por meio do aplicativo. O Banco Central concedeu nesta terça-feira, 30, autorização para que a rede social de mensagens atue como “iniciador de pagamentos”.

A autorização foi dada à empresa Facebook Pagamentos do Brasil, possibilitando que os usuários realizem movimentações financeiras no aplicativo. A autoridade também cedeu à Visa e à Mastercard autorizações para dois “arranjos de pagamento” abertos, como transferência, depósito, pré-pago e doméstico.

Continua após a publicidade

O Whatsapp já tentou se tornar um meio de pagamentos no ano passado, mas a autorização foi negada pelo Banco Central. A funcionalidade ainda não tem uma data divulgada para estar disponível, mas, segundo o Banco Central, as transferências pelo Whatsapp já poderão ser feitas a partir do momento em que o aplicativo anunciar a função.

Em nota à imprensa, o Banco Central afirmou que a medida pode levar a uma redução nos custos de transações financeiras.

“O BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos”, informou.

Como funcionarão as transferências pelo Whatsapp?

Autorizado a funcionar como “iniciador de pagamentos”, o WhatsApp apenas iniciará as transações entre contas dos clientes nas instituições financeiras em que são correntistas.

Nesse tipo de transação, o consumidor dá a ordem para que a instituição financeira em que é correntista realize o pagamento diretamente ao lojista, com débito em sua conta de depósito ou de pagamento. Tudo isso sem necessidade de acessar o aplicativo próprio da instituição ou intermediários como cartão de crédito.

A data de início para funcionamento e possíveis taxas para a funcionalidade ainda serão definidas pelo Whatsapp. A autorização concedida pelo Banco Central não incluem os pedidos da Visa e da Mastercard para funcionamento dos arranjos de compra vinculados ao programa Facebook Pay, que seguem em análise no BC.

Liberação já era esperada

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, falou sobre a liberação de pagamentos pelo Whatsapp na manhã desta terça-feira, 30.

“O Whatsapp vai ser aprovado em breve para fazer pagamentos no Brasil. Vejo um casamento entre mídia social e o mundo de finanças, controladores tem de entender como regular, enfrentar e o que significa para competição na sociedade”, afirmou.

O Whatsapp havia formalizado o pedido para funcionamento como iniciador de pagamentos neste ano.

Quer continuar acompanhando notícias que podem impactar o seu bolso? Então, assine a newsletter iDinheiro e ative as notificações push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

5 comentários

  1. José Carlos

    E fácil de resolver o problema disistalar o aplicativo Facebook

  2. Continua após a publicidade

  3. Divino

    Isso será um problema para os usuários porque o Facebook não é de confiança sempre há relatos de vazamentos de privacidades, invasão nas contas individual de usuário a minha mesmo já por várias vezes. Eu já até reclamei mas desisti. Eu não confio no Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.