Transações com cartão de débito virtual do auxílio emergencial superam saques

Em relação aos valores movimentados, o banco divulgou somente os dados das compras com o cartão de débito virtual, que chegaram a R$ 47,6 bilhões desde abril.

LilianCH
Lilian Calmon

As transações com cartão de débito virtual do auxílio emergencial superaram os saques em espécie e o pagamento de boletos em quase quatro vezes.

Desde abril, quando foram pagas as primeiras parcelas do benefício, ocorreram 184,8 milhões de transações com o cartão de débito virtual, contra 47,6 milhões de retiradas em espécie, informou a Caixa Econômica Federal (CEF) na última quinta-feira, 10.

Continua após a publicidade

Nos últimos oito meses, houve 123,3 milhões de operações de pagamentos de boletos, 37,8 milhões de pagamentos de contas residenciais (água, luz, gás e telefone), 30,1 milhões de transferências para outras contas da Caixa e 26 milhões de transferências para contas de outros bancos.

Todas as transações são feitas por meio do aplicativo Caixa Tem. Para saque em espécie, a pessoa utiliza o app para gerar a autorização de retirada.

Com informações da Agência Brasil.

Transações com cartão de débito virtual do auxílio emergencial: Caixa conseguiu instituir cultura de operações digitais 

Os números mostram que a Caixa conseguiu instituir a cultura de operações digitais entre os beneficiários do auxílio emergencial, reduzindo, assim, a presença física nas agências. “A nossa estratégia funcionou, exatamente neste momento de pandemia, com um número bem menor de pessoas indo às agências”, afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães.

Em relação aos valores movimentados, o banco divulgou somente os dados das compras com o cartão de débito virtual, que chegaram a R$ 47,6 bilhões desde abril. 

Desse total, R$ 35,5 bilhões foram gastos em compras em lojas virtuais e R$ 12,1 bilhões foram desembolsados com o pagamento por meio de código QR em estabelecimentos comerciais parceiros.

Banco desembolsou R$ 273 bilhões em oito meses de pagamento do auxílio emergencial

Em oito meses de pagamento do auxílio emergencial, a Caixa desembolsou R$ 273 bilhões para 67,9 milhões de brasileiros.

Desse total, R$ 142,6 bilhões foram pagos a trabalhadores informais que pediram o benefício por aplicativo, R$ 88,9 bilhões a beneficiários do Bolsa Família, e R$ 41,5 bilhões a pessoas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Ao todo, 107,9 milhões de brasileiros pediram o auxílio emergencial de abril até o fim do prazo, em 2 de julho. Do total, 67,9 milhões tiveram o cadastro aprovado e 41,3 milhões tiveram o benefício negado.

Aproveite e leia também “BC quer ‘lentamente’ substituir o uso de dinheiro físico, diz diretor”.

Gostou deste post? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba todas as novidades em tempo real.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.