Taxa Selic em 2021 deve ficar em 3,13%, diz boletim Focus

A taxa Selic em 2021 deve passar para 3,13%. A previsão de outros indicadores também mudou, segundo previsão do boletim Focus.

Fabiola Thibes
Fabíola Thibes

A taxa Selic deverá ficar em 3,13% ao ano em 2021, segundo as projeções do novo boletim Focus. O percentual aplicado nesse final de 2020 é de 2% ao ano.

O relatório do Banco Central foi divulgado na última segunda-feira, 28. Ele trouxe um resultado acima da perspectiva anterior, que era de 3%.

Continua após a publicidade

Apesar disso, o grupo dos investidores que mais acertam as previsões — chamado de Top 5 — continua apostando em 3%.

Inflação

O indicador mensurado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 4,39% em 2020, segundo os economistas. Por outro lado, as projeções para 2021 aumentaram. Elas passaram de 3,34% para 3,37%.

Continua após a publicidade

O centro da meta oficial estipulado para este ano é de 4% e, para 2021, de 3,75%. Portanto, esses índices ainda estão dentro do esperado. Ainda é considerada uma margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

PIB

O Produto Interno Bruto (PIB) mede as riquezas produzidas no país. Conforme o relatório Focus, há uma perspectiva de retração de 4,4% neste ano.

Para o ano que vem, a tendência é de crescimento. Antes, o esperado era 3,46%. Agora está em 3,49%.

Em relação à produção industrial, ainda foi verificada uma baixa equivalente a 5%. Para o ano que vem, a estimativa é de alta de 5%.

Continua após a publicidade

Por fim, a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB ficou em 65%em 2020. Antes, havia chegado a 66,2%.

Para 2021, deve ficar em 66,6%. Um mês atrás, o índice estava em 68,44%.

O boletim Focus ainda trouxe previsões para o câmbio. A expectativa é que o ano termine com o dólar a R$ 5,14. Essa é uma informação interessante, já que um mês atrás a previsão era de R$ 5,36.

Para o ano que vem, a perspectiva é de que a moeda fique em R$ 5. Antes disso, a projeção era de R$ 5,20.

Como a taxa Selic em 2021 interfere na sua vida financeira?

A taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. Com isso, ela regula as cobranças de encargos por empréstimos e financiamentos.

Continua após a publicidade

A inflação é o que corrói o poder de compra do consumidor. Ela leva ao aumento de preços e faz o dinheiro render menos. Por isso, R$ 100 hoje permitem comprar menos produtos do que a mesma quantia 10 anos atrás.

Por sua vez, o PIB demonstra o aquecimento da economia. Quanto maior estiver, mais tende a haver a geração de empregos e renda.

O que esses indicadores demonstram é que vai ficar um pouco mais caro contratar empréstimos em 2021. Porém, ainda é um valor muito baixo, especialmente porque a Selic chegou a ficar em 14% em entre 2010 e 2014.

É importante que ela sofra um aumento, porque a inflação está mais alta do que a taxa Selic. Como resultado, não compensa fazer investimentos no Brasil.

Os investidores registram uma remuneração real negativa, já que os rendimentos são corroídos pelo IPCA.

Se você gostou de se informar e quer saber mais, assine a newsletter do iDinheiro e ative as notificações Push. Assim, se atualizará sempre.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.