Passagens aéreas para os EUA terão acréscimo de R$ 210

A nova taxa de passagens aéreas para os EUA já vem sendo atribuída por todas as companhias que operam no país. Valor é acrescido às taxas de embarque.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Desde o dia 1º de janeiro, os turistas precisam arcar com uma nova taxa de passagens aéreas para os EUA no valor aproximado de R$ 210.

A medida do governo do país estipula uma nova tarifa relacionada à Taxa de Transporte sobre as passagens aéreas com destino ao país para todas as companhias aéreas ao redor do mundo.

Continua após a publicidade

Com isso, pessoas que desejam viajar com destino aos Estados Unidos já contam com a tarifa incluída entre as taxas de embarque e segurança das empresas responsáveis. 

Para quem já tem viagens compradas e está esperando apenas a data de embarque, as novas regras não se aplicam.

Informações da Revista Exame.

Passagens aéreas para os EUA – Entenda como fica a situação

Com a nova taxa de passagens aéreas para os EUA já aplicada por empresas ao redor do mundo, as viagens adquiridas a partir do começo do ano já estão um pouco mais caras.

A taxa tem valor fixo de US$ 19,10 por trecho, o equivalente a US$ 38,20 para ida e volta. Isso é equivalente a R$ 210,14, com o câmbio do dólar em torno dos R$ 5,50.

Segundo informações divulgadas pelo site Melhores Destinos, a companhia brasileira Azul afirmou que irá repassar apenas as cobranças estabelecidas pelos governos dos países onde opera. 

A tarifa cobrada pela empresa havia sido isenta em 2020 por conta das condições provocadas pela pandemia da Covid-19 e entra em vigência novamente este ano. 

Entrada de brasileiros nos EUA

Além das burocracias habituais, os brasileiros estão enfrentando uma série de restrições para viajar ao país nos últimos meses;

Por conta do aumento de casos do coronavírus, os brasileiros não estão tendo autorização para pisar em solo americano no momento. 

As exceções ficam por conta de pais de residentes nos EUA, além de solteiros menores de 21 anos com residentes comprovados. 

Mesmo quem se encaixa nessas regras precisa fazer uma quarentena de duas semanas ao chegar no país. 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar acompanhando todas as informações relevantes sobre o universo financeiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.