Tarifa dos Correios é reajustada pelo Ministério das Comunicações

Embora a tarifa dos Correios tenha sido reajustada, a tabela de preços do PAC, do Sedex e da Mala Direta não sofreu alterações.

Isabella Proença
Isabella Proença

O Ministério das Comunicações reajustou a tarifa dos Correios em serviços postais e telegráficos nacionais e internacionais, prestados exclusivamente pela empresa.

A correção média autorizada para 2021 é de 4,29%, tanto para serviços nacionais quanto para internacionais.

Continua após a publicidade

Este valor corresponde ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de janeiro a dezembro do ano passado.

Entenda.

Como funcionará a nova tarifa dos Correios?

Portaria publicada nesta segunda-feira, 31, definiu uma tabela de preços que se baseia no peso do produto, no país e na localização do envio e destino. 

A nova tabela é válida para serviços como telegrama, malote, carta e Franqueamento Autorizado de Cartas (FAC) da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

O primeiro porte, para correspondências de 20 gramas, do aerograma nacional e carta subiu para R$ 2,12. Antes, custava R$ 1,65.

As cartas e cartões postais internacionais na categoria econômica agora custam R$ 1,74 da primeira faixa.

Enquanto isso, o preço do telegrama nacional redigido pela internet aumentou para R$ 8,90 por cada página. Antes, a tarifa vigente era de R$ 8,54.

Já o telegrama fonado, que antes custava R$ 10,30, agora custa R$ 10,74. Na agência, o valor anterior era R$ 12,36 e o preço atual foi para R$ 12,89.

No entanto, produtos como PAC, Mala Direta e Sedex não sofreram alterações na tabela de preços.

Reajuste anual

O reajuste anual está previsto na legislação e nos contratos comerciais fixados com os clientes. Em anos anteriores, a atualização aconteceu em janeiro.

Os serviços dos Correios são reajustados com base na recomposição dos custos repassados à empresa, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados.

Quando o Ministério das Comunicações efetivar os reajustes, as novas tarifas estarão disponíveis na seção Preços e Prazos, no site dos Correios.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba nossas atualizações no seu e-mail. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.