Setores em alta em 2021: confira quais devem abrir mais vagas de trabalho

Tecnologia, saúde, agronegócio, infraestrutura e logística estão entre os setores em alta em 2021, com maior abertura de vagas. Confira.

LilianCH
Lilian Calmon

Os setores em alta em 2021 serão tecnologia, saúde, agronegócio, infraestrutura e logística. A previsão é das consultorias e empresas especialistas no mercado de trabalho consultadas pela CNN Brasil Business (Robert Half, Catho, Randstad e Revelo).

As tendências incluem salários achatados e cada vez mais discrepantes entre gestores e funcionários de base, trabalho remoto intermitente e atenção especial às características comportamentais dos profissionais, conhecidas como “soft skills”. 

Continua após a publicidade

Com informações da CNN Brasil.

Setores em alta em 2021: emprego melhora, mas nada excepcional

Em 2020, o desemprego bateu recorde, ultrapassando os 14% no terceiro trimestre. Num cenário como esse, o novo ano parece trazer uma luz no fim do túnel. 

De acordo com um estudo da Deloitte, 44% das empresas brasileiras pretendem aumentar o quadro de funcionários em 2021 e apenas 9% delas têm intenção de demitir. 

Continua após a publicidade

“Nosso índice de confiança mostra que há uma expectativa de gestores pela abertura de novas vagas, o que deve trazer uma melhor na taxa de desemprego, mas nada excepcional”, afirmou o diretor geral da Robert Half, Fernando Mantovani, acrescentando que a taxa de desemprego não deve voltar ao patamar dos 4% ou 5% tão cedo.

Além disso, o modelo de contratação temporária para projetos específicos, com duração de alguns meses ou pouco mais de um ano, deve continuar nas empresas.

Segundo levantamento da Robert Half com 300 líderes de grandes companhias, 50% deles experimentaram esse tipo de contratação e pretendem adotá-lo novamente. Enquanto isso, 40% aumentarão o quadro de funcionários em projetos com prazo de validade nos próximos meses. 

Saiba mais sobre os setores em alta em 2021

No médio e longo prazo, os setores de tecnologia, saúde, agronegócio, infraestrutura e logística devem ser os responsáveis por absorver a massa desocupada.

Continua após a publicidade

Tecnologia

O ramo de tecnologia, responsável pela inovação e desenvolvimento de outras áreas, foi citado por todas as consultorias como o principal empregador em 2021 e nos próximos anos. Isso porque o déficit de mão de obra é cada vez maior.

De acordo com levantamento da Revelo, as vagas para esse setor cresceram em 25% e, as médias salariais, de 20% a 30%. “O mercado de tecnologia teve alta significativa durante o ano de 2020, o que traz nossa atenção para o setor e para o entendimento sobre como é a remuneração desses profissionais em todo o país”, disse relatório da companhia.

Saúde

Com a pandemia, o setor de saúde ganhou ainda mais importância e, mesmo que “tudo volte ao normal”, a tendência deve ser mantida nos próximos anos.

Segundo levantamento da Catho a procura por profissionais da saúde em 2020 teve crescimento de até 725% em algumas áreas, na comparação com 2019. Um exemplo disso são os cargos de fisioterapeuta hospitalar e respiratório.

Continua após a publicidade

Agronegócio

As discussões em torno da sustentabilidade e da alimentação fazem com que o ramo do agronegócio esteja no centro das atenções, apesar de ser um setor antigo e tradicional.

Infraestrutura e logística

Depois do carro compartilhado e da inovação trazida pelos aplicativos de carona, os veículos inteligentes podem ser a grande aposta das empresas a longo prazo.

No entanto, isso não quer dizer que os carros que dirigem sozinhos vão tomar o lugar do trabalho humano. “A mão de obra muda de lugar, mas nunca deixa de existir”, afirmou Mantovani.

Para ler a matéria da CNN Brasil na íntegra, clique aqui.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre os setores em alta em 2021? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.