Prazo para saque emergencial do FGTS termina nesta quinta-feira

O prazo para para o saque emergencial do FGTS chega ao fim nesta quinta-feira, 31. Após a data, valor só estará disponível nas condições previstas por lei.

Rodrigo Salgado
Rodrigo Salgado

O prazo para para o saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) chega ao nesta quinta-feira, 31.

Quem tiver direito e não sacar o valor até o fim da data só poderá ter acesso ao dinheiro nas condições previstas por lei ou por meio do saque-aniversário.

Continua após a publicidade

O saque máximo é de R$ 1.045 e varia de acordo com cada caso. O valor considera a soma dos saldos de todas as contas ativas e inativas no FGTS.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, cerca de R$ 7,9 bilhões do saque emergencial já foram creditados e ainda não foram movimentados.

Continua após a publicidade

Esses valores voltaram para as contas vinculadas dos trabalhadores no dia 30 de novembro, com correção de valores. Ou seja, não houve nenhum prejuízo para o contribuinte.

Prazo para saque emergencial do FGTS: como realizar

Para sacar o valor, o trabalhador deverá fazer o pedido por meio do aplicativo do FGTS (disponível na Apple Store e no Google Play) até o final do prazo, no fim desta quinta-feira, 31.

Em seguida, a própria Caixa transferirá o dinheiro para a conta digital, que pode ser movimentada por meio do app Caixa Tem. Esse valor pode ser utilizado sem custo em transações eletrônicas, saque em espécie ou transferência para outras contas.

Para conseguir fazer o saque, os dados do contribuinte devem estar atualizados. Por isso, ao acessar o aplicativo do FGTS, é importante que o trabalhador complemente os dados cadastrais para, depois, solicitar o saque.

Continua após a publicidade

Os interessados devem se cadastrar no aplicativo (na seção “Cadastre-se”) e preencher os dados pessoais (nome completo, CPF, data de nascimento, e-mail e senha). Em seguida, deve acessar o e-mail de confirmação para concluir o cadastro.

Logo depois, basta abrir novamente o aplicativo e logar com o CPF e a senha cadastrada, responder ao questionário sobre a vida profissional e aceitar as condições de uso. Por fim, será possível consultar os valores e resolver as pendências, se for o caso.

Em caso de dúvidas, o trabalhador pode entrar em contato com a Caixa pelo próprio aplicativo do FGTS, pelo site, pelo telefone 111, opção 2 ou pelo internet banking da Caixa.

A Caixa ressalta que não envia mensagens com solicitações de senhas, dados ou quaisquer outras informações pessoais. Além disso, também não envia links ou pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.

Continua após a publicidade

Trabalhadores estão relatando ter sido vítimas de golpes. Quem tiver perdido o dinheiro deverá ir a uma agência Caixa com documento oficial com foto. Também recomenda-se prestar queixa, por meio de um boletim de ocorrência.

O saque

A criação do saque emergencial do FGTS ocorreu por meio da Medida Provisória 946/20, como forma de mitigar os impactos econômicos causados pela pandemia do coronavírus.

Os pagamentos vêm ocorrendo desde o final de junho, por meio de calendário estabelecido de acordo com o mês de nascimento do trabalhador.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, desde o início do programa o governo já disponibilizou R$ 37,8 bilhões para mais de 60 milhões de brasileiros.

Com informações de Agência Brasil.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e fique por dentro das nossas atualizações no seu e-mail!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.